Android no banco dos réus amanhã

Amanhã começa um julgamento que pode definir rumos em celulares e código aberto. Já se comentou aqui neste blog sobre o assunto mas o fato é que esta é a semana em que o assunto finalmente chega a um tribunal.

Após cerca de 600 petições e milhares de horas de advogados a questão que o tribunal irá decidir diz respeito mais ao futuro do Android que o valor da indenização que o Google deve pagar a Oracle.

A Oracle deseja cobrar royalties em cada Android vendido. Isto é uma ameaça já que praticamente todos os fabricantes, grandes, de aparelhos com Android já pagam US$ 15.00 para a Microsoft em royalties.

Além de inviabilizar a plataforma o processo apresenta uma ameaça a comunidade Java, já que o argumento da Oracle passa pela defesa de que uma linguagem de programação pode ser patenteada.

Um complicante do processo é o fato de que o julgamento, como o sistema judicial americano prevê, de acordo com a sétima emenda da constituição, deve ser examinado por um júri. E não há como prever se os doze jurados selecionados serão capazes de entender as nuanças técnicas que estão entremeadas neste processo.

Vale à pena acompanhar o caso de perto.

Google compra Motorola para fazer o que o Google critica

Há uns dias atrás o Google começou um #mimimi do tipo “ninguém me ama, ninguém me quer” acusando a Microsoft e a Apple de estarem comprando empresas para atacar o pobre Android. A Apple ignorou o chororô do Google, mas a Microsoft partiu para o pau e o tweet de um dos executivos de Jobs e um chute nos países baixos do Google:  “Free advice for David Drummond – next time check with Kent Walker before you blog. 🙂 http://t.co/PfKle9H

Ou seja, Microsoft, Apple e Oracle ofereceram ao Google para entrar junto com eles no pool de empresas que estava adquirindo as patentes e o Google declinou.

Hoje o Google anunciou que adquiriu a Motorola para fazer o que estava criticando. Obter patentes para o Android.

Vamos ver se o Google vai doar as patentes da Motorola para a caridade …