Amazon.com dá um show de bola no atendimento ao cliente

Isto não é um post promocional, na verdade é um reconhecimento a um trabalho bem feito e um exemplo a ser seguido no Brasil.

No início do ano comprei alguns livros na Amazon (entre eles o fantástico GEB) e como tinha coisas que precisávamos com uma certa urgência pedi o frete intermediário que tem rastreamento.

Em geral a entrega da Amazon é perfeita, mas desta vez falhou. Cinco dias depois do prazo contactei o suporte da Amazon por e-mail. Recebi resposta de uma pessoa real dizendo que sentiam muito o atraso, que iriam estornar todo o custo do frete como forma de reparar pelo atraso e que este funcionário que falou comigo iria pessoalmente acompanhar o rastreamento todos os dias até a entrega ser concluída. E não deu outra. Dois dias depois os livros chegaram e o frete (que era de 90 obamas foi 100% extornado)

Aí eu me pergunto: como um país como o Brasil, com raras exceções, tem um nível de serviços (Americanas, MercadoLivre, etc) de padrão Zimbábue? Será que é por estarmos vivendo no país dos petralhas? Amazon chegue logo ao Brasil!!

Nível Submarino, Americanas, Mercado Livre
Será que vamos ficar assim se continuarmos dominados por: Nível Submarino, Americanas, Mercado Livre

Não tem notebook em estoque? Manda churrasqueira!

Não sei se foi isso que aconteceu, mas o resultado da lambança da Americanas.com foi esse, comprou notebook e recebeu churrasqueira.

Churrasqueira Giulietta
Churrasqueira Giulietta

Há uns dias minha esposa comprou na Americanas.com um notebook Samsung para dar de presente ao meu sogro pelo dia dos pais. Para nossa surpresa, o pedido, que estava previsto para chegar no dia 29/07, foi antecipado muito e chegou ontem, 25/07, enquanto estávamos viajando. Quem recebeu o pacote foi o porteiro do prédio, que, obviamente, não abriu para conferir o que havia na embalagem lacrada da Americanas.com.

Hoje minha esposa resolveu antecipar o presente e foi à casa do meu sogro com a embalagem ainda lacrada. Ao abrir o presente, para a surpresa de todos na sala, ao invés de um notebook Samsung, apareceu uma sensacional churrasqueira elétrica Giulietta. (Uma resistência elétrica, um tabuleiro e uma grelha).

Pensamos que podiam ter errado a entrega dos pacotes, mas ao conferir a nota-fiscal, que estava num envelope lacrado na embalagem, vimos que ela se referia a um notebook realmente, e não a uma churrasqueira elétrica que custava 10% do preço do computador comprado.

Ela entrou em contato com a Americanas.com que prometeu uma resposta em um dia útil, mas foi tão mal atendida, que duvido muito que resolvam isso de forma rápida…

Vamos aguardar os próximos capítulos para ver se a Americanas.com resolve de forma decente esse imbróglio que eles aprontaram.