Flipmaster: mais um jogo para o IPhone

Flipmaster é mais um jogo tipo puzzle que lançamos na AppStore. O visual deste está muito legal pois usamos transições do próprio Quartz do IPhone e cores escolhidas harmonicamente segundo o site: http://kuler.adobe.com/

Além disso é o primeiro jogo no qual incorporamos música eletrônica composta pelo dono deste blog 🙂

Eu acho que vocês vão gostar bastante do FlipMaster: http://migre.me/2koqW


Real-time Streaming no TweetDeck – Sinistro…

Hoje o TweetDeck me pediu para fazer uma atualização. Obediente que sou, aprovei e, alguns segundos depois, o novo TweetDeck apareceu com uma lista de melhorias dessa versão, dentre elas o “Real-time streaming”, que, trocando em miúdos, faz o botão de refresh ficar inútil. A cada novo tweet que um usuário da sua timeline faz, essa mensagem pipocará instantaneamente no seu TweetDeck.

Apesar dele já ter essa função funcionando há alguns meses, hoje ela virou padrão no TweetDeck e só hoje tomei conhecimento disso. 😉

Se você segue muita gente, sua timeline vai ficar em movimento constante. 🙂 O mesmo acontece se você for acompanhar buscas de assuntos muito comentados. Você não vai conseguir acompanhar nada.

Se você usa o Twitter no PC, no Linux ou no Mac e não usa o TweetDeck, não sabe o que está perdendo. Para mim, é o melhor cliente de Twitter. Ele também serve para atualizar o Facebook, LinkedIn, MySpace, Google Buzz (alguém ainda usa?) e outras redes sociais.

Visite http://www.tweetdeck.com/ e dê uma chance ao programa. Você não vai se arrepender.

Pelo que andei vendo, eles não usam o protocolo PubSubHubBub para fazer isso. (Veja o vídeo abaixo para saber o que é PubSubHubBub)

aTube 2.2.520 resolve o problema de vídeos em HD

O aTube é daqueles programas gratuitos que têm que ser instalados logo que se formata o HD e se instala o Windows num computador, da mesma forma que o Notepad++, o GIMP, o Inkscape, o Chrome, o VLC e por aí vai.

Ele é excelente para baixar vídeos do Youtube e já utilizo há bastante tempo. O problema é que ele não estava mais conseguindo baixar os vídeos em alta resolução (720p e 1080p). Sempre dava um erro quando se marcava a caixa de opção para baixar em HD.

Há algum tempo ele vem me dizendo que já existe uma nova versão disponível, mas vinha ignorando o aviso. Hoje resolvi acolher a sua insistente oferta de ajuda e atualizei o aTube para a versão mais nova. Para minha surpresa, consegui baixar dois vídeos em HD. Um em 720p e outro em 1080p.

Além da função de baixar vídeos do Youtube, o aTube é um excelente conversor de formatos de vídeo. Segundo o site ele consegue trabalhar com os seguintes formatos de vídeo e áudio: 3GP, 3G2, AVI, XVID, MP4, MP3, MP2, WMA, WMV, GIF, FLAC, WAV, PSP, MPG, VOB, OGG, MOV e AVI.

E mais, ele ainda grava CDs e DVDs, faz screenshots (imagens estáticas da tela), grava áudio e faz gravações da tela com áudio do PC (screencast). Um verdadeiro canivete suíço.

Deixo abaixo um teste de screencast com a própria interface do aTube.

Para baixar o aTube, clique no link abaixo:
http://atube-catcher.dsnetwb.com

Girando imagens no iPhone e iPod Touch

Apesar de não ter câmera no meu iPod Touch, às vezes tiro um screenshot da tela do aparelho quando ele está na horizontal, e a imagem fica na vertical (o que eu acho uma burrice, já que ele tem acelerômetro e podia saber que estava na horizontal, mas tudo bem).

Vejam a imagem abaixo:

Imagino que coisas parecidas devem acontecer com a câmera do iPhone, me corrijam se eu estiver errado.

Agora, se eu quisesse mandar essa imagem para o Twitter ou para alguém por e-mail, não iria ficar tão bacana. Como resolver isso, já que o iPhone e o iPod Touch não têm uma maneira nativa de girar as fotos e imagens em geral?

E aí vem a grande vantagem dos iPhones e  iPods Touch, se não existe uma coisa nativa, ela existe na AppStore e muitas vezes é grátis!

Dito e feito: Com uma busca na AppStore encontrei uma dúzia de programas que giravam fotos. Escolhi o gratuito com mais estrelinhas, o “Rotator”, e o instalei. Ele é um programinha bem simples mas que faz exatamente o que se propõe a fazer, girar fotos.

Para baixar o Rotator, visite a página abaixo no iTunes.

http://itunes.apple.com/br/app/rotator/id307927706?mt=8

A imagem acima ficou assim, como era de se esperar:

A briga agora é pelo software

Antes de mais nada, por mais que a princípio pareça, este não é um post off-topic. 🙂

Nos idos de 1998, me lembro perfeitamente de uma reunião que tive com vendedor da empresa canadense Nortel, que estava tentando vender uma central de grande porte para um empreendimento imobiliário que havia contratado nossa consultoria para a área de telecomunicações.

As centrais da Nortel sempre foram muito mais caras que as demais, e na época era a mais cara mesmo. Para tentar justificar o valor elevado da central telefônica que estava vendendo, ele mostrava uma lista quase interminável de funções que ela era capaz de executar.

Ao ser questionado sobre algum item de hardware, ele soltou a seguinte frase: “Hoje em dia, em PABX desse porte, o hardware é equivalente em todas as centrais. Quase todas são iguais em características de hardware. O que faz diferença mesmo, é o software que colocam lá dentro. Daqui a alguns anos, se bobear, o hardware vai ser idêntico, mas o software não.”

Na época duvidei que isso pudesse ser verdade, mas pouco mais para frente, em 1999, quando tive contato com um PABX de grande porte da NEC, vimos que o hardware não só era equivalente, como tinha componentes de outras marcas, como SIEMENS e Ericsson em suas placas. A diferença mesmo se notava no software que coordenava aquele elefante.

Ultimamente tenho me lembrado muito daquela frase desse vendedor da Nortel. A diferença agora, é que o item em questão é o celular.

Há uns 3 ou 4 anos atrás, o diferencial de um celular para o outro era basicamente o hardware. Em outras palavras, a diferença era se ele tinha ou não câmera, se a câmera era VGA ou de 1MPx, se tinha câmera frontal, se era Dualband ou triband ou quadriband, se tinha WiFi, se tinha rádio 3G, se tinha bluetooth, se tinha GPS etc. Um celular com todos esses itens de hardware, já tinha um diferencial na hora da venda.

Atualmente, o hardware dos celulares ainda não é 100% igual em todos os aparelhos, mas há alguns itens que viraram padrão, como câmera, bluetooth, 3G, etc. Os itens que ainda não existem em todos os celulares, vão acabar aparecendo, e o hardware vai acabar sendo homogeneizado, guardadas as diferenças de nichos de mercado que sempre deverão existir.

Se o hardware vai ficar homogêneo em celulares da mesma classe, é justamente nessa hora que o software de cada aparelho faz diferença, e aqui não estou falando só de sistema operacional (Symbian, Meego, Android, iOS, BADA, Windows Mobile e WebOS), estou falando principalmente dos softwares de terceiros, que fazem toda diferença.

Vejamos o caso do Nokia N8, comparado com o Motorla Milestone. Em termos de hardware, o N8 parece dar um banho no Motorola, mas na hora em que comparamos a quantidade de programas para um e para outro, podemos nos surpreender com um empate técnico ou com uma vitória para o Milestone.

A câmera do N8 é imbatível (dizem), mas será que teremos tanto software disponível para Symbian^3 quanto temos para Android?

O desenvolvedor do Symbian está cada vez mais desestimulado a criar programas novos por causa da política austera de aprovação de programas na Ovi Store (parece que isso tem mudado, mas eu duvido) e os problemas de distribuição de programas. Já no caso do Android, mesmo com os problemas de pirataria, a Android Market consegue ter quase 3,5 vezes mais programas que a Ovi Store e tem um crescimento mensal (em número de aplicativos) 4 vezes maior que o da Ovi Store.

Se trouxermos para a comparação a loja de aplicativos da Apple, a diferença é muitíssimo maior. A AppStore tem quase 25 vezes mais aplicativos que a Ovi Store e cresce quase 20 vezes mais rápido que a loja da Nokia. Em compensação, há quem diga que o hardware do iPhone 4 pode ser considerado pior do que o do N8 (eu discordo, mas isso não vem ao caso).

Por outro lado o grau de dificuldade de se desenvolver programas para iPhone, não é nada desprezível, apesar de não ser nenhum bicho de sete cabeças. Neste quesito, o Android sai na frente com o Java e a Nokia, com o seu Qt, já está chegando perto.

O ponto aonde eu quero chegar é esse: Cada vez mais o hardware dos aparelhos, pelo menos os topo de linha, vai convergindo para uma configuração única. Por causa disso, a quantidade de programas desenvolvidos para cada uma dessas plataformas faz toda diferença para o usuário.

A meu ver, já não interessa tanto ter um celular com processador dual core de 3GHz, câmera de 25Mpx, Bússola, GPS, Canivete, lenço de papel, café expresso e não se ter programas de terceiros disponíveis ou ter poucos programas disponíveis.

O grande desafio para os fabricantes de celulares, e o mesmo serve para os tablets, é cativar os desenvolvedores, para que eles possam desenvolver e distribuir seus programas de forma melhor e mais barata. O usuário será cativado por tabela, pela quantidade de programas disponíveis e pelo baixo preço dos aplicativos. É no volume que se fará dinheiro e se cativará o usuário.

A Apple aposta numa loja de aplicativos com milhões de usuários e desenvolvedores, mesmo com uma plataforma de desenvolvimento mais complicada. A Nokia aposta numa plataforma de desenvolvimento única para Meego e Symbian, mesmo tendo uma loja de aplicativos bagunçada e burocrática. Os outros vão fazendo uma mistura dessas duas soluções.

Quem vai vencer essa briga? Não sei. Só sei que agora a briga é pelo melhor software.

Prepare-se para instalar o iOS4

Hoje a Apple vai liberar, sabe-se lá a que horas de qual fuso-horário, a atualização do sistema operacional do iPhone 3G/3G S e iPod Touch 2G e 3G para o sistema iOS 4.

Já sei de gente que está loucamente apertando o “Check for Update” do iTunes desde 0:00 (horário de Brasília) como se o Steve Jobs estivesse ligado no nosso fuso-horário.

Pelo sim, pelo não, o que importa é estar com a versão certa do iTunes para poder instalar o iOS 4 no seu aparelho.

O iTunes recebeu recentemente a atualização para a versão 9.2 e é essa a versão que você precisa ter instalada para baixar o iOS 4 para seu celular/iPod.

Para baixá-la clique no link a seguir http://www.apple.com/itunes/download/

Depois de instalado, você poderá clicar em “Check for Updates” e, se tiver sorte de já ter sido liberada a versão 4 do iOS, vai baixar uns 350MB para instalar no seu aparelho.

Esses iPodszinhos no lugar do número de série são por minha conta. 🙂

Novidades e dados expostos no WWDC 2010

Hoje, em São Francisco na Califórnia, houve a abertura do WWDC 2010, um evento que reúne mais de 5200 desenvolvedores de aplicativos para as plataformas da Apple de 57 países.

Como é usual, o próprio Steve Jobs fez a abertura do evento, anunciando um monte de coisas para deleite dos fãs da maçã.

O keynote foi aberto falando do sucesso do iPad, que já vendeu mais de 2 milhões de unidades em menos de seis meses. Atualmente, o ritmo de vendas é equivalente a um iPad a cada três segundos!

Outro dado interessante ficou por conta dos aplicativos para iPad. Nesse mesmo período, já foram vendidos mais de 35 milhões de aplicativos para usuários de iPad. Isso dá uma média de 17 aplicativos por aparelho.

Como já era esperado, houve finalmente o anúncio do iPhone 4G, aquele que foi roubado de um engenheiro e depois comprado por um blog famoso lá dos EUA, lembram? Pois bem, o tio Steve revelou finalmente no seu keynote as características do aparelho. Vamos a elas:

  • Processador ARM A4 (o mesmo do iPad)
  • 16GB ou 32GB de memória interna
  • Quadriband HSDPA e HSUPA (7.2Mbps/5.8Mbps de download/upload)
  • 9.3mm de espessura
  • Câmera frontal para videoconferência
  • Câmera traseira de 5Mpx com flash e zoom digital de 5x
  • Filmadora 720p com 30 quadros por segundo
  • Tela de 3,5″ com resolução de 960×640 e contraste de 800:1 (78% dos pixels do iPad)
  • Giroscópio (sensor de movimento em seis eixos)
  • Rede WiFi 802.11n (repare na letrinha do final)
  • Sistema operacional multitarefa iOS 4 (Mudou de nome)
  • Duas cores de carcaça (preto ou branco)

Apesar de sistema operacional multitarefa e câmera de 5Mpx já existir em outros fabricantes há muito tempo, o conjunto faz toda diferença. E o conjunto aqui é composto pelo aparelho (que evoluiu bastante) e pela loja de aplicativos da Apple, que, por mais falem mal ou que tentem copiar, é um sucesso tanto para os usuários quanto para os desenvolvedores.

E aí chegamos no ponto que mais me chamou a atenção nessa apresentação do tio Steve Jobs, ele disse que já pagaram até hoje 1 bilhão de dólares aos desenvolvedores em pouco mais de dois anos. Vou repetir, há poucos dias atrás, a AppStore alcançou a marca de US$ 1.000.000.000,00 pagos aos desenvolvedores de aplicativos da App Store!

(Vai ficar fora dessa? Participe do nosso curso de desenvolvimento para iPhone)

Não há como negar que desenvolver para iPhone (iPad e iPod incluídos) é um excelente negócio. Você desenvolve seu aplicativo e o coloca à disposição de um mercado de milhões de consumidores que, à distância de um clique, podem comprar seu produto. A facilidade da compra é incrível. Isso é excelente para os desenvolvedores que não precisam de métodos mirabolantes de controle de licença ou uma rede enorme de distribuição de seus produtos.

Segundo Steve Jobs, toda semana 15.000 aplicativos (novos e atualizações) são submetidos à Apple para aprovação, que acontece em 7 dias, caso tudo esteja correto. Desses aplicativos, apenas 5% é rejeitado, e as maiores razões para isso são:

  1. O aplicativo não faz o que promete
  2. O programa usa API privadas da Apple (se elas mudarem o programa para de funcionar)
  3. O programa trava ou não funciona

Isso nós temos como comprovar. Neste curto período em que começamos a desenvolver aplicativos para a iPhone, todos eles foram aprovados em menos de uma semana. O processo é totalmente transparente e você vai acompanhando todos os passos da aprovação. (Enquanto estou escrevendo esse post, nosso décimo primeiro aplicativo foi aprovado na App Store. Acabei de receber o e-mail!)

Na parte das vendas também não é diferente. Você sabe exatamente quanto já ganhou com cada aplicativo e em qual país ele faz mais sucesso. Outra coisa interessante é a possibilidade de se colocar propagandas (iAd) em aplicativos gratuitos e reverter parte desse dinheiro para o desenvolvedor (mais para frente falamos disso).

Voltando ao Keynote do Steve Jobs, outro lançamento já esperado para hoje foi o iPhone OS 4, que passou a se chamar simplesmente iOS 4 (Quero ver o que a CISCO vai achar desse nome que está registrado para ela). O sistema passou por uma cirurgia e está completamente modificado. Destaco as seguintes características:

  • Multitarefa
  • Pastas
  • E-mails com Caixa de Entrada única e mensagens agrupadas (como no GMail)
  • Suporte a VPN SSL
  • Exchange Server 2010
  • iAd

Voltando ao assunto da iAd, a grande sacada desse modelo de propagandas é que o usuário não sai do aplicativo. Não é preciso clicar na propaganda para o desenvolvedor receber um percentual do anúncio. Basta que ele seja exibido no seu aplicativo. A Apple encontra os anunciantes, vende o espaço, a propaganda aparece no seu aplicativo e você recebe um percentual do anúncio. Isso vai permitir que mais aplicativos gratuitos sejam feitos. Mais uma vez ganham todos, o consumidor, que não gasta com o programa, o desenvolvedor e a Apple que ganham com o anúncio.

Para fechar o Keynote, Steve Jobs revelou os preços do iPhone 4G com contrato de 2 anos na AT&T. O aparelho de 16GB custará US$199 (~R$375,00) e o de 32GB custará US$ 299 (~R$ 565,00). Os iPhones 3G S continuarão a ser vendidos, só que custarão US$ 99 (~R$ 190,00), também com contrato de 2 anos. Os aparelhos estarão à venda nos EUA a partir do dia 24 desse mês. Aqui no Brasil, o iPhone 4G só chegará em setembro desse ano, ainda sem preço definido.

Quanto ao iOS 4, o upgrade será gratuito e estará disponível no dia 21 desse mês. Os aparelhos que poderão receber a atualização são os seguintes: iPhone 3G S, iPhone 3G (com limitações), iPod Touch 2ª Ger. e 3ª Ger. (com limitações).

E agora, o que será que os concorrentes acharam disso tudo? E o que você achou disso tudo?

Sculptris

Ainda no tema de ferramentas grátis para modelagem 3D, hoje falaremos de um programa chamado Sculptris. Ele é o resultado do trabalho de seis meses de um sujeito chamado Tomas Pettersson, que fez o programa para uso próprio e resolveu distribuí-lo de graça na Internet (ele também aceita doações via Pay Pal).

Pelo nome já temos idéia da finalidade dele, ou seja, esculpir objetos no computador. Parece uma tarefa simples, mas com certeza não é nem para o artista nem para a máquina.

O programa faz exatamente o que se faria com uma bola de argila. Com ele você achata, puxa, alisa, afunda, espreme, como se estivesse esculpindo mesmo um pedaço massa de modelar. A diferença é que você não suja as mãos.

O que o sculptris faz é partir de uma esfera triangulada e ir subdividindo esses triângulos em faces menores de acordo com as ferramentas utilizadas. O resultado é incrível.

Vejam abaixo um vídeo de demonstração do programa.

Impressionante, não?

Você pode usar o próprio programa para pintar o seu modelo, mas também pode exportar no formato OBJ do Wavefront e importar no Blender, por exemplo, para finalizar a aplicação de texturas e fazer o render.

Para baixar o programa, deixo o link abaixo:

http://www.sculptris.com/ (Não se esqueça de dar uns trocados pro cara, ele merece!)

Ferramentas Gratuitas para Modelagem e animação 3D

Antes de começar: Não se preocupem em sair procurando os sites dos programas citados aqui. No final do post vou colocar o link para cada um deles. 🙂

Quando comecei a me interessar, por influência do meu irmão mais velho, por modelagem 3D e rendering, ainda não existia Windows 95 e as coisas rodavam sobre uma área de trabalho preta com letrinhas brancas chamada DOS. Na verdade, as coisas sérias de modelagem e animação 3D já rodavam em estações de trabalho com Unix, mas eu não tinha dinheiro para ter estações Sun, IBM ou HP. Por isso íamos nos virando com nosso bom e velho 386 SX 25MHz, com monitor colorido e mouse!

Para quem nem imagina como era a vida sem as janelas do Windows, veja abaixo um vídeo de uma pessoa usando o 3D Studo r4 para DOS (a última versão do 3D Studio que saiu para DOS).

Ultimamente tenho dedicado um pouco do meu tempo livre à tarefa de aprender a mexer com o programa de modelagem e animação 3D chamado Blender e voltei a me interessar por modeladores 3D e renderers de código aberto (opensource).
Continuar lendo Ferramentas Gratuitas para Modelagem e animação 3D

Nossos Aplicativos na AppStore 1 mês depois

Pois é, pessoal. Exatamente depois de um mês de publicarmos nosso primeiro aplicativo na AppStore, ontem nosso oitavo aplicativo foi aprovado. O processo de aprovação é bastante simples, já explicamos aqui em outro post, e o desenvolvimento é muito fácil.

Nesse mês, fizemos aplicativos de referência e jogos. Vou deixar abaixo a lista completa dos aplicativos em ordem decrescente de data de aprovação na AppStore. O aplicativo que foi aprovado ontem, já é o 17º na loja do Brasil, na categoria de referência.

Para baixar os aplicativos, clique nas figuras abaixo.

Bíblia Sagrada 2010 – Versão da CNBB do texto da Neo Vulgata.

Um programa para ler a Bíblia. Navegue pelos livros do Antigo e Novo Testamento de forma fácil e simples. O programa guarda a última página lida para que você possa parar de ler e voltar do ponto onde parou.

 

Zeroes – Um jogo de inteligência

Transforme todo o tabuleiro em zeros, clicando nas peças com números para subtrair um das suas vizinhas. Parece simples? Faça o teste. Vamos ver em que nível você consegue chegar. Os níveis de dificuldade variam de “Anta” a “Jedi”. 🙂 Aproveite! Esse jogo, que custa US$ 0,99, está temporariamente gratuito.

 

Aviões – Veja em quais aviões você já voou.

Um programa de referência para contabilizar os aviões que você já voou. Você vai se surpreender com a quantidade de aviões que ainda não voou e vai descobrir que avião não é tudo igual. Ótima referência.

 

Reversi 2010 – O Famoso jogo Othello

Vença o computador, conseguindo terminar o tabuleiro com mais peças do que ele. Um bom passatempo.

 

Orationis – Orações de Ação de Graças

Orações em Latim (para facilitar a distribuição internacional) de ação de graças. Nosso primeiro aplicativo pago foi o Orationis. Sucesso de vendas na App Store nacional e nas internacionais.

 

Confissão – Guia Prático

Um guia para os católicos aproveitarem melhor o sacramento da Confissão. Contém uma referência para os passos da confissão (exame, arrependimento, propósito, confissão e satisfaçã), além de várias orações para a satisfação. Um guia completo e gratuito.

 

Presidentes do Brasil – A lista completa dos presidentes do Brasil.

Nosso primeiro aplicativo lançado na AppStore. Contém as fotos e dados de todos os nossos presitentes da república. Ficou bastante tempo entre os 3 programas de referência mais instalados da AppStore Brasil.

Ubuntu 10.04 está lançado! Já estou baixando

Depois de abandonar a versão 9.10 Karmic Koala do Ubuntu no meu notebook por ter me apaixonado pelo Windows 7, eis que a Canonical (que desenvolve o Ubuntu) me lança, aos 45 minutos do segundo tempo, a versão 10.04 do Ubuntu com uma interface lindíssima e cheia de novidades. Bom, perto daquela interface marrom, tudo é lindo. 😀

Já estou baixando a nova versão para instalar na partição vazia que sobrou do finado 9.10. Comecei a baixar pelo mirror brasileiro do Ubuntu, mas a velocidade não passava de 13kBps. Passei para o link do Bittorrent (viu, ele não serve só pra pirataria) e já consigo baixar aos 200kBps. Sugiro que usem o Bittorrent.

Tanto a versão de 32-bits quanto a de 64-bits já estão disponíveis.

O link para download do Ubuntu 10.04 é o seguinte:

http://www.ubuntu.com/getubuntu/download

Assim que eu instalar o sistema no notebook deixo minhas impressões aqui no blog. Fiquem ligados.