Blackberry Developer Day

Está acontecendo hoje aqui em São Paulo, o Blackberry Developer Day. Como a Netfilter está desenvolvendo aplicações de filtro para dispositivos móveis, fui convidado a participar do evento. (Aliás, se você ainda não conhece a Netfilter, dê uma olhada em www.netfilter.com.br)

Em geral, o que se pode dizer da RIM, é que seus aparelhos Blackberry não são brinquedos, mas robustas ferramentas de trabalho. E eles estão investindo pesado em desenvolvedores, como diria meu amigo Steve Balmer. O evento de hoje é uma prova disto (O vídeo abaixo é puramente ilustrativo):

Baseado no IDE gratuito do Eclipse ou no Visual Studio da Microsoft, o desenvolvimento para Blackberry apesar, de ser baseado em Java, tenta ser bem acessível aos programadores.

Sua interface não é bonita como a do iPhone, variada, em termos de dispositivos, como a da Nokia, integrada em Cloud Computing como a do Android, mas é, definitivamente, a melhor solução para o mercado corporativo. A quantidade de soluções para ERP, BI e bases de dados corporativas é enorme.

A RIM pode ser chamada de empresa de um produto só, no entanto é um produto robusto e eficiente para executivos.

Para os preocupados com a segurança há várias funcionalidades interessantes como a capacidade de instalar, editar e remover remotamente aplicações, dados e arquivos. Para empresas isso pode ser útil para controlar o celular corporativo.

Deixo abaixo algumas fotos do evento (desculpem as fotos tremidas):

jQAPI – Outra documentação de jQuery

Essa é uma dica rapidinha, mas bastante interessante para quem mexe com jQuery e precisa de uma documentação ágil.

Além do bom e velho GotAPI, que tem documentação de várias APIs e linguagens, inclusive de jQuery, agora é possível ter acesso rápido, fácil e até offline à documentação desse framework Javascript.

A versão online fica nesse endereço: http://jqapi.com
A versão offline você pode baixar diretamente daqui: http://jqapi.com/jqapi-latest.zip

Transforme seu iPhone um controle remoto universal

A empresa ThinkFlood, criadora do sistema de controle de equipamentos eletrônicos para iPhone, RedEye, criou uma versão light do seu produto que transforma o iPhone num controle remoto universal.

Quase do tamanho de um plug de fone de ouvido, ele se conecta no aparelho justamente na saída de som do iPhone e o programa instalado controla uma série de aparelhos domésticos, tais como aparelho de som, TV, DVD, Conversor de TV etc.

Não é dos acessórios mais bonitos nem dos mais baratos (custará US$50,00), mas parece ser bastante útil para eliminar aquele monte de controles remotos dos aparelhos de casa.

Fonte: IntoMobile

Review Case Proporta para N97

No meio da confusão toda do fechamento do NokiaBR, recebi para testar o case de proteção para N97 da Proporta. Demorei um pouco para fazer o review pelos motivos que vocês já sabem

Na época, havia pedido para enviarem esse case porque não ainda tinha um iPod Touch nem outros aparelhos da Apple (nicho onde eles têm maior quantidade de produtos). Agora posso até testar os produtos para esses outros aparelhos da Apple.

A Proporta é uma empresa britânica que atua no setor de acessórios para PDAs, celulares e MP3 players, tais como películas, capas, cases, carregadores, baterias e cabos.

Outra área que eles atuam é no reparo de quase qualquer iPod, PDA (Palm, Windows Mobile, etc) e GPS.

Apesar de estar baseada no Reino Unido, os produtos têm um valor de frete bastante razoável aqui para o Brasil e ainda exibem os preços em Real, o que facilita muito a nossa vida. Vejam no exemplo abaixo quanto custa um iPod dock com o frete para qualquer lugar do mundo:

Reparem que o valor está em R$

Além disso, todos os produtos deles têm garantia de vida e também garantia de devolução Sem Discussão, ou seja, se você não estiver satisfeito com o seu produto, poderá trocar o produto ou receber o dinheiro de volta sem discussão.

Depois dessa introdução, vamos ao review do case. Eu o coloquei no N97 da minha esposa.

Ele veio numa embalagem muito simpática como vocês podem ver abaixo.

Bastam uns dez segundos para instalar a capa no aparelho e você não precisa desmontá-lo para isso. Depois de pronto, o aparelho está bem protegido. Se você combiná-lo com uma película para a tela (não vem com uma), ele ficará totalmente protegido.

Ele vem com um protetor superior feito de acrílico,

E um protetor inferior emborrachado.

O case não aumenta muito o volume do aparelho (que já é meio tijolão), nem atrapalha em nada o touch ou a digitação no teclado.

Minha esposa já está usando o case do N97 há um mês e meio e já nem repara que tem uma coisa a mais no celular.

Gostei muito do sistema deles e da qualidade do case. O valor da capa se justifica pela excelente garantia e pela qualidade do produto que está séculos à frente dos concorrentes “XingLing”.

Se você quiser ver os outros produtos disponíveis, visite o site deles em http://www.proporta.com/

Dois meses sem o blog NokiaBR

Hoje completam dois meses desde o fechamento do blog NokiaBR (para quem não sabe o que houve, clique aqui) e 52 dias desde o comunicado oficial que a Nokia fez com duas finalidades: 1 – Acalmar os ânimos da turba revoltada e 2 – prometer uma solução para o problema que eles mesmos haviam criado.

Das duas finalidades do comunicado oficial, somente a primeira foi alcançada, a de acalmar o povo (que já havia feito reclamações em enorme quantidade e em todas as mídias sociais) e fazê-lo esquecer do problema. Eu me pergunto, será que não era só isso que eles queriam?

Vejamos, no comunicado, eles diziam o seguinte no final:

“(…) Estamos em contato com o blogueiro e trabalhando arduamente em busca de uma solução amigável para o caso, conciliatória para as partes, de modo a permitir que ele continue fornecendo informações úteis aos seus seguidores por meio de seu blog o mais rápido possível. Manteremos todos atualizados.”

Dei ênfase em algumas expressões do texto deles. Vou comentá-las:

  • Estamos em contato (…) – Sim, houve contato nos primeiros dias, mas, depois do dia 18/01/2010 não recebi mais nenhum e-mail da Nokia sobre o assunto. Houve ainda dois telefonemas posteriores confusos (ora dizendo uma coisa, ora dizendo outra), mas nada mais recebi por escrito desde o dia 18/01/2010.
  • (…) trabalhando arduamente (…) – Com certeza devem estar trabalhando arduamente em outras coisas…
  • (…) permitir que ele continue fornecendo informações úteis aos seus seguidores (…) – Sinceramente, até agora não precisei do “trabalho árduo” da Nokia para continuar fornecendo informações úteis para vocês.
  • (…) Manteremos todos atualizados – 46 dias de silêncio… Nem na época do Império se ficava 46 dias sem notícias de um assunto.

Se a Nokia tinha algum interesse em se redimir pela atitude comercialmente catastrófica que tomou, deveria ter feito algumas coisas além desse comunicado singelo.

Vamos aguardar. Quem sabe não teremos uma boa surpresa depois do rigoroso inverno que a Finlândia está enfrentando?

Grandes empresas pequenos programadores

Da mesma forma que não existe uma mulher ligeiramente grávida, ou um homem meio Padre, em computação há operações que ou ocorrem totalmente ou não ocorrem. São conhecidas como transações.

O exemplo clássico de transação é uma operação bancária onde A saca dinheiro no caixa eletrônico. As seguintes operações devem ocorrer de forma atômica ou seja indivisíveis:

– Conferir a senha e o cartão

– Aprovar o valor

– Remover o valor da conta do cliente

– Entregar o dinheiro para o cliente.

Se uma destas operações falhar todas elas tem que ser desfeitas como se nunca tivessem ocorrido. Qualquer aluno de computação ou que tenha o mínimo conhecimento de Banco de Dados sabe disto.

Bem, pelo menos deveria saber….  O Banco Santander é um dos maiores bancos do mundo, no entanto já não é a primeira vez que vejo um bug horrível no sistema deles.

Hoje fui sacar dinheiro no caixa eletrônico de uma agência do Santander: senha, código de segurança, pedi 100 paus, confirma, abençoa, autoriza de novo, tem certeza mesmo, e pimba autorizado.

Ouvi o ruído caracteristico da máquina contando dinheiro e para minha surpresa aparece uma tela do Windows XP avisando que o sistema estava sendo reiniciado.

Esperei um pouco para ver se voltava, como demorasse fui ao caixa ao lado para sacar o dinheiro. Saquei o dinheiro e ia indo embora quando tive um estalo: será que eles debitaram da minha conta os primeiros 100 paus? Minha cabeça de engenheiro de computação disse:

– Claro que não, transações são atômicas.

No entanto como sou doutor em Medicina também, meu alter ego disse: vai lá e confere. Tirei um extrato e dito e feito, dois saques de cem paus e recebi apenas um deles.

Agora tenho que ir discutir com o gerente para recuperar meu suado dinherinho.

Para quem duvida, tirei algumas fotos.

Transação Maluca

Santander #Fail

Como transformar um iPhone podre num iPhone novo

Imagine que você comprou seu iPod ou iPhone no Mercado Livre ou de um amigo muito descuidado. O que fazer para que ele volte a ter o mesmo brilho de quando era novinho?

Esse post em inglês dá a dica. Vejam o antes e depois!

O método envolve lixas fina secas (500 a 1500) para retirar os arranhões mais fundos,

lixa d’água fina (1500 a 2000) com muito pouca água (não queremos matar o aparelho),

politriz e composto polidor.

O efeito colateral do método é remover a maçã e todos os textos da tampa do aparelho, mas ele fica novinho em folha!

Segundo o autor, esse método funciona em quase qualquer aparelho com carcaça de acrílico. Não garanto que seu aparelho vá ficar como o do post, por diversas razões, mas, provavelmente você vai conseguir chegar bem perto se tiver paciência para polir. Também não garanto que seu aparelho vá sobreviver, visto que o processo envolve alguns riscos (tem água e produtos abrasivos envolvidos!).

Vale lembrar que o iPhone tem uma camada protetora de riscos na parte traseira do aparelho (acredite se quiser). Depois desse processo ele arranhará facilmente. Sugiro colocá-lo numa capa depois do processo.

Boa sorte! (Se você tiver sucesso, mande para cá suas fotos do aparelho renovado)

Google compra Picnik

Não é o que você está pensando.

O Google adquiriu hoje a empresa de edição de fotos on-line chamada Picnik. Com uma aplicação de design caprichado e uma boa funcionalidade a Picnik oferece várias funcionalidades que você teria em programas comerciais ou Gimp’s da vida totalmente on-line. A Picnik oferece integração com praticamente todas as redes sociais de compartilhamentos de fotos, tanto para leitura como para escrita.

Autocorreção, cortar, redimensionar, consertar a exposição, filtros de nitidez e remoção de olhos vermelhos são algumas das funcionalidades que o Picnik oferece.

Além da versão gratuita, a Picnik oferece a versão premium que possui retoques muito mais sofisticados. Não saberia dizer se a versão premium continua após a venda para o Google.

No entanto a pergunta que fica é: porque o Google comprou a Picnik? Além de um belo código Javascript o que ela tem a oferecer?