iPhone 4 – Um Review

Anteontem pude testar com calma o iPhone 4 que meu amigo Dario ganhou de aniversário dos seus irmãos. A propósito, deixo uma dica para os meus irmãos: Podem fazer a mesma coisa no meu aniversário do ano que vem com o iPhone 5. 😉

Voltando ao assunto, mesmo ele já tendo aberto a caixa (eu não conseguiria me segurar por tanto tempo) ele trouxe tudo conforme veio de fábrica para podermos filmar um pequeno unboxing aqui para o blog. Foi realmente heróica essa atitude dele, guardar tudo direitinho para fazermos um unboxing! Segue abaixo.

Como o iOS 4 no iPhone 4 é o mesmíssimo iOS 4 do 3G S e do iPod 3ª Geração (de 32GB ou 64GB), não vou entrar no mérito do sistema. Vou me deter nos quesitos de hardware que são novidades.

O primeiro deles é a maravilhosa tela Retina com resolução de 640 x 960 pixels (a resolução do 3G S é de 320×480). Vejam abaixo a comparação de telas do iPod 3a Geração com o iPhone 4. Ele tem 4 vezes mais pontos que o iPhone 3G S.

Detalhe da Tela no iPhone 4 - Clique para Ampliar
Detalhe da Tela no iPod Touch 3a Geração - Clique para Ampliar

Além da resolução, a iluminação traseira da tela LCD TFT IPS capacitiva é feita por LEDs, com um contraste de 800:1. A tela tem visibilidade perfeita de qualquer ângulo que se observe.

A tampa traseira e a tela do iPhone 4 são feitos de um vidro chamado Gorilla. Segundo a Apple ele é muito mais resistente a riscos do que o vidro da tela dos iPhone anteriores. Segundo alguns testes vistos no Youtube, pode-se ver que a tela é bem mais resistente a riscos, mas parece que quebra bem mais fácil que as outras em caso de tombos. Obviamente não testamos isso no iPhone do Dario. 😀

No quesito tamanho, mais especificamente espessura, ele é impressionantemente fino. É quase da espessura do iPod Touch 3a Geração que é o mais fino dos “i” da Apple. Vejam as comparações de tamanho nas fotos abaixo.

Pela ordem: iPod 3a Geração, iPhone 4 e E71

Apesar do processador do iPhone 4 ser um Apple A4 de 1.0GHz, não reparei muita diferença para o do iPod 3a Geração, que possui um ARM Cortex A8 de 600 MHz, ao usar os programas corriqueiros. No entanto, os testes do Google Earth e do Epic Citadel mostraram uma enorme diferença. O iPhone 4 abriu esses programas com muito mais rapidez que o iPod.

A Câmera do iPhone finalmente pode ser chamada de câmera. Ela tem 5MPx e um flash de LED que ajudam bastante na hora de fotografar em ambientes com pouca luz. Além disso, ele filma com qualidade HD (720p) a 30 fps e o LED do flash pode ser aceso durante a filmagem para melhorar a imagem.

Deixo abaixo duas fotos feitas com a câmera do iPhone num ambiente com iluminação artificial.

Foto tirada com o iPhone 4
Foto tirada com o iPhone 4

Aliás, aquela tela faz qualquer foto ficar super-hiper-mega nítida, já que você tem chance de ver se focalizou direitinho o que queria.

Infelizmente não tive como testar a videochamada do iPhone 4, mas testei a câmera da frente do aparelho. Nada de diferente de uma câmera frontal qualquer, a não ser pelo fato de ser a única que tem menos resolução que a tela do celular, hehehehe.

Sobre o problema de segurar “errado” o celular, não conseguimos fazer as barrinhas de sinal caírem ao segurar no lugar da antena, não sei se fizemos certo, mas o fato é que o sinal se manteve constante independente de como segurávamos o celular. No início estávamos com o celular sem sinal porque o SIM card estava mal colocado. Depois que colocamos corretamente o SIM card, o sinal se manteve constante. De qualquer forma acredito que o problema exista, só não consegui reproduzi-lo.

Resumo da ópera: O iPhone 4 é realmente muito melhor que o iPhone 3G S, principalmente no quesito tela e câmera. Agora, se você não faz questão de uma câmera boa e uma tela com uma resolução maior, o iPhone 3G S pode suprir suas necessidades de smartphone facilmente. Eu usaria um, se estivesse precisando trocar de celular atualmente. (Meus celulares velhos ainda funcionam bem).

Review do HTC Touch 2

Conforme prometido, segue abaixo o review do HTC Touch 2 que eu recebi para testes.

Como sempre, começo com os pontos negativos, para terminar com os positivos.

Nos pontos negativos, vêm, quase empatados, a bateria e a câmera do celular. A primeira não durou mais de um dia comigo, o que é facilmente compensado pelo fato de se carregar o celular via USB. Com isso, quando estava do lado do computador, o deixava carregando. Já a câmera, ela não tem flash. Isso dificulta, ou até impossibilita fazer fotografias sem luz natural ou em lugares com pouca luz. Em lugares com luz natural, as fotos saem decentes. Acredito que a falta de flash seja em parte causada pela bateria mais fraca do HTC Touch 2, já que existe bastante espaço na parte traseira para um LED.

Agora vamos aos pontos fortes do aparelho.

Apesar de ter a mesma tela resistiva de 320×240 que o HTC Touch, O Touch 2 é muitíssimo mais completo que seu irmão mais velho. Ele vem equipado com A-GPS, 3G HSDPA Dual Band, 256MB de RAM, 512MB de ROM, CPU Qualcomm de 528MHz, Rádio FM com RDS e, pasmem, fone de ouvido com plug normal (3.5mm), coisa que não tinha encontrado em outro HTC antes.

Além disso tudo, o Touch 2 é animado pelo Windows Mobile 6.5, que é muito melhor que o Windows Mobile 6.1 do HTC Touch Pro que eu testei antes. O Windows Mobile 6.5 já vem com o Market Place, a loja de aplicativos da Microsoft. Lá, com seu login do Hotmail, ou MSN, você pode ter acesso aos programas que estão disponíveis para instalar no seu aparelho.

Muito parecida com a AppStore, a Market Place tem muito menos programas gratuitos e os programas pagos, em média, são bem mais caros que os que estamos acostumados a encontrar na AppStore. Mesmo assim, existem boas opções de programas gratuitos e outros baratos.

Além de ter a Market Place, o Windows Mobile 6.5 é muito mais esperto e ágil que o 6.1. Com o Touch Flo da HTC, então, ele fica ainda mais esperto. Já é possível usar o aparelho sem a canetinha boa parte do tempo. Tarefas básicas como discar e abrir e usar alguns programas não exigem mais a bendita canetinha. Isso ajuda muito.

Outros pontos positivos do aparelho são o seu tamanho e o acabamento extremamente bem cuidado, fazendo desse celular um belo aparelho e muito confortável de se carregar no bolso da camisa ou da calça.

Ainda nos pontos positivos, a clareza das chamadas me chamou a atenção. O sinal do celular não fica oscilando e o som das chamadas é claríssimo. Muito, mas muito mais nítido do que o meu E71, que eu já achava imbatível. Esse ponto me impressionou mesmo.

Esses, realmente são os pontos fortes desse aparelho, na minha opinião. Uma chamada cristalina e um acabamento primoroso.

Quanto ao preço, um usado pode sair por 500 pratas e, um novo, na operadora, com um plano pós pago, pode sair de R$949,00 até de graça, dependendo do plano (vi na loja virtual da TIM).

Deixo abaixo umas fotos do aparelho que recebi para testes e que amanhã estará a caminho da HTC novamente.

Mega Review do Maemo 5

O assunto ainda é N900, só que agora a atenção foi voltada para o sistema operacional dele, o Memo 5.

O site russo Mobile-review fez o maior review do sistema operacional do N900, o Maemo 5, com detalhes muito interessantes.

O que mais me chamou a atenção foi o problema da tela ter que ficar 99% do tempo na horizontal. Isso é herança dos internet tablets (770, N800 e N810), mas para um telefone eu acho que precisariam dar um jeito nisso. A única maneira de se usar a tela na vertical parece ser na hora de discar para falar no telefone.

Bom, não vou estragar a leitura, vocês podem ver o review com centenas (o Firefox contou mais de 200) de screenshots do sistema operacional Maemo 5 clicando abaixo:

http://www.mobile-review.com/review/nokia-maemo5-en.shtml

Longo review do N900 no Mobile Mentalism

O site do Mobile Mentalism está enfrentando um excesso de tráfego no momento em que publicamos esta notícia e o motivo não é novidade: mais informações sobre o N900. No caso, um longo review do N900, com fotos comparativas entre ele e um T-Mobile G1. Se não conseguir agora, tente acessar depois o link. A melhor responsividade da tela é confirmada por eles, que aproveitaram um evento onde estava presente Jussi Mäkinen, o gerente de marketing do N900, para ter acesso ao aparelho.

Nokia-N900-DSCF4155

Review do E63

Ontem eu fiz um post com o conteúdo da caixa do E63 da TIM Brasil. Hoje vou deixar para vocês minhas impressões do aparelho depois de quase três semanas de uso.

Como eu não estou usando o celular ( ele é da minha esposa), ela será a responsável pela maioria das opiniões a respeito do celular. Eu só vou escrever o post.

O E63 é um celular que foi lançado para ser o aparelho QWERTY mais barato da série E da Nokia. Ao contrário do que se pode imaginar, ele vem com vários acessórios e com quase tudo que o primo rico dele, o E71, tem.

Basicamente, as diferenças do E71 para o E63 são as seguintes:

  • Corpo do aparelho em plástico (No E71 ele é de metal)
  • Câmera de 2.0MPx (contra 3.2MPx do E71)
  • Ausência de GPS
  • Plug de 3.5mm (Ponto para o E63!)
  • Um pouco mais gordo que o E71
  • Falta HSDPA no E63

Fora isso, eles têm o mesmo processador, a mesma quantidade de memória, e quase tudo igual.

A comparação completa dos dois aparelhos você pode ver clicando aqui.

A maior preocupação dela na hora de trocar o E61, que ela usou por 2 anos, era o teclado menor do E63. Depois de um minuto usando o celular novo, ela chegou à conclusão de que o tamanho era muito bem compensado com a maciez das teclas (eu mesmo concordo com isso), que facilitam muito a digitação. Quem me dera que o N82 tivesse teclas tão macias quanto as do E63.

O corpo do celular em plástico não é nada ruim. Pelo contrário, ele tem um plástico fosco muito agradável ao tato na parte de trás e um acabamento de plástico polido na parte frontal do aparelho. Além disso, o acabamento inspira robustez. Não foi aí que economizaram nesse celular. (Está certo que o acabamento de Metal do E71 é sensacional, mas o preço do E63 compensa a troca de materiais)

Além disso, a falta de HSDPA e a falta do GPS são, na minha opinião, as únicas diferenças verdadeiras entre o E71 e o E63. O UMTS do E63 não faz feio não, você consegue chegar a 384kbps muito bem, mas se você for usar seu celular como modem, coisa que eu faço com muita frequência, um HSDPA vai bem.

Já o GPS, esse não faz falta nenhuma no E63 se você estiver na cidade próximo a várias antenas. A localização por antena no E63 (quando existem várias por perto) é sensacional, beirando a qualidade do GPS. Fiz a comparação com o GPS do N82 e ambos foram juntos até a hora em que começamos a sair da cidade, quando a localização do E63 começou a ratear e me colocar bem longe de onde eu estava. O N82 continuou acertando a posição firme e forte.

O tamanho do E63 é um pouco maior do que o do E71, mas, se compararmos com o N82, por exemplo, ele é magérrimo. Vejam a foto abaixo:

IMG_4449

A largura do celular também é bastante boa para um aparelho QWERTY. A foto abaixo mostra a comparação com o N82 e com 2760. Se compararmos com o E61, ele ganha de longe essa disputa.

IMG_4444

A bateria do E63 é um outro ponto forte do celular. Minha esposa usa muito o 3G do celular e, mesmo com esse uso intenso, ela dura dois dias facilmente e ainda sobra um pouco para o terceiro dia. Fico imaginando se ela só usasse WiFi para acessar internet. Ia durar bem mais. A bateria é a mesma do E71, uma BP-4L de 1500mAh.

A câmera de 2.0MPx não é lá grandes coisas, mas dá para registrar eventos interessantes (como um anúncio de filhotes de “Puldos” afixado num poste). Falta um protetor de lente para a câmera, mas seria pedir demais por esse valor.

No quesito software, ele vem equipado com um Symbian S60 V3 FP1, o mesmo sistema do E71, N82 etc. A navegação nos menus é bem ágil e confortável.

Vêm preinstalados nele software de dicionário, QuickOffice 4.1, Notas Ativas, Intranet, VPN, Nokia Maps 2.0, Telefone Internet (VoIP SIP), dentre outros.

Na parte de segurança, vi uma opção muito interessante na área de ferramentas que permite encriptar os dados do cartão de memória e da memória principal do celular.

Por último, ele tem uma coisa que eu gostaria de ter no N82 (mas não é possível), uma lanterna! O LED do flash da câmera acende se você ficar segurando a barra de espaço na área de espera do celular. Muito útil quando você precisa encontrar aquela moeda que caiu embaixo do banco do carro.

Conclusão: O E63 é um excelente aparelho pelo preço dele. Alguns planos o oferecem grátis (como foi o caso dela). Além disso, é um aparelho robusto e completo para o uso diário e acesso à Internet. Uma ótima compra.

Unboxing do E63

Na verdade não deu para fazer o primeiro unboxing do celular porque a dona dele já chegou em casa usando o celular. Coloquei em cima da mesa todo o conteúdo da caixa do E63.

Esse aparelho saiu de graça na renovação do plano TIM da minha esposa. Foi o substituto do E61 guerreiro que ela usou por dois anos e vendeu logo depois de ganhar esse E63.

Nos próximos posts farei um review do aparelho, esse é do conteúdo da caixa, que descrevo abaixo:

  • 1 Aparelho E63-3
  • 1 Bateria BP-4L de 1500mAh
  • 1 Carregador Bi-Volt AC-8EB
  • 1 Carregador Veicular DC-4
  • 1 Fone de Ouvido com fio HS-125
  • 1 Fone Bluetooth BH-102
  • Manuais de instrução

Cheguei a fazer um vídeo, mas, depois de 2h de upload, o Youtube me diz que o vídeo está corrompido. Vou recodificar o vídeo e mandar para lá mais tarde. Deixo vocês com a foto que eu tirei antes de fazer o vídeo.

Conteúdo da Caixa do E63
Conteúdo da Caixa do E63

Reviews do E55 começam a surgir

3811885182_868861c2a3_oHoje já encontrei dois ótimos reviews do E55 no All About Symbian e no Mobile Burn.

Esse celular é o primeiro da Nokia a trazer um teclado “meio” QWERTY, com 20 teclas. A experiência de digitar melhora ainda mais, em relação a um telefone com teclado numérico, por causa da previsão de texto que é fantástica (vídeo 2).

Além disso, o processador ARM11 de 600MHz dá um ar de agilidade ao aparelho que eu ainda não tinha visto em nenhum outro celular da Nokia com Symbian S60.

Assistam aos vídeos abaixo e leiam os reviews nos links acima para confirmar se é ou não é um aparelho legal esse. Aguardo comentários.

Review do N97 mini – Como esse cara consegue?

Imagine um N97 sem a tecla direcional, com um teclado um pouco modificado e sem protetor de lente na câmera. Imaginou? Pois bem, você acaba de imaginar o N97 mini.

Mal o aparelho foi anunciado e o sujeito do Mobile-Review já tem um em mãos para fazer um mega review do aparelho com várias fotos e screenshots. Sinceramente não sei como ele consegue isso, mas gostaria de saber.

O N97 mini é uma versão mais barata do topo de linha da Nokia com as seguintes diferenças:

  • Teclado diferente (sem a tecla de navegação e com ligeiras mudanças)
  • Câmera de 5Mpx sem protetor de lentes
  • Memória em massa de 8GB (em vez dos 32GB do irmão mais velho)
  • 100 euros mais barato.

Seguem abaixo algumas fotos e uns screenshots do N97 mini.






Para o review completo do N97 mini, visite o Mobile-Review, clicando aqui.

Review do N900

Gostaria de saber como esse sujeito do Mobile-review consegue colocar as mãos em todos os lançamentos antes de qualquer outro blog ou site. Sinceramente ainda não vi nenhum lançamento de celular que ele não tivesse feito o review antes de todo mundo. Sorte a dele!

O fato é que eles já fizeram um mega post sobre o novo celular-tablet da Nokia, que popularmente vem sendo chamado de N900 (Cujo código é RX-51).

O N900 é o primeiro aparelho a trazer consigo a nova versão do Linux Maemo, muito diferente das versões encontradas nos N800 e N810.

Esse aparelho terá as seguintes características:

  • Side-slider muito parecido com o Nokia N810.
  • Câmera de 5MP com flash de dois LEDs e lente Carl Zeiss
  • Bateria de 1320mAh BL-5J
  • 32GB de memória interna e slot de expansão
  • Tela sensível ao toque com resolução de 800×480 pixels
  • CPU ARM Cortex-A8
  • A-GPS
  • Sistema operacional Linux Maemo 5 (Fremantle)

O review original tem uma tonelada de fotos e screenshots. Eu vou deixar só alguns aqui e deixo o link para vocês verem o resto no Mobile-review:











E agora? Será que alguém aí vai ainda querer um celular com Android ou um iPhone depois dessa criança?

Atualização: Repararam que a bateria tem informações em Português? Será que ele chega rápido por aqui?

Review de um leitor – Nokia E63

Não, não estou fazendo review de leitores, como o título pode levar a acreditar, o que eu quis dizer é que um leitor fez um review e o estou publicando aqui no blog.

Rodrigo Felix do Nascimento é leitor assíduo aqui do blog e acabou de trocar seu 6120c hiper buguento por um novíssimo E63. Uma excelente troca, na minha opinião. Além de deixar um celular problemático, passou a usar um aparelho mil vezes melhor.

Você pode ler o review que ele fez no próprio blog dele, cujo endereço deixo abaixo:

http://felixtech.blogspot.com/2009/05/review-nokia-e63.html

Os outros que também têm um E63, podem passar suas impressões e opiniões a respeito do aparelho nos comentários. Estamos ávidos por informações desse celular.

Handy Shell & Handy Weather – Pequeno Review

Na segunda-feira, o Pedro Paulo nos deu uma dica valiosa sobre a licença grátis do Handy Shell e do Handy Weather. Ontem, infelizmente, já não havia mais licenças disponíveis.

Uma dica é que o Ramalho disse que vai sortear uma licença extra que ele conseguiu, segundo esse post do blog dele. Vejam no blog dele como participar do sorteio.

De qualquer forma, muita gente conseguiu sua licença e só baixou o Handy Shell. A mesma licença dá um ano grátis de Handy Weather também. Basta fazer o download do instalador do Handy Weather no site da Epocware e usar a mesma licença que você recebeu para o Handy Shell.

O Handy Shell é um aplicativo extremamente bem feito, cujo único defeito é o preço salgadíssimo para um aplicativo móvel, US$ 44,95 (aprox. R$ 100,00). Ele substitui plenamente a área de trabalho padrão do S60 e ainda acrescenta várias funções que tornam o uso do celular mais intuitivo e simples.

Basicamente ele traz 3 telas chamadas de “Hoje”, “Contatos” e “Aplicativos”. A primeira é muito parecida com a tela principal do S60, mas com muito mais configurações e plug-ins, como vocês podem ver abaixo:

Essa tela permite a rotação, ao contrário da tela principal normal

A tela de contatos mostra os contatos que você mais disca para facilitar a discagem, mais ou menos como a discagem rápida, mas mais intuitiva.

Não tinha muita gente na minha lista, hehehe.

A terceira tela básica do aplicativo é a grade de aplicativos com mais 12 programas além dos 6 que já aparecem na tela “Hoje”.

Ainda não tive tempo de mudar os programas padrão

Outra função interessante dele é a capacidade de buscar contatos em qualquer tela, bastando, para isso, discar parte do número ou parte do nome da pessoa (em T9 mesmo).

Parte do número

Parte do nome

Nome inteiro

Além dessas funcionalidades todas, a licença ainda inclui todas as funções do Handy Weather como as figuras abaixo:






Para os que conseguiram aproveitar a promoção do S60.com, ficam as dicas acima. Para os que não conseguiram, deixo a dica do blog do Ramalho. Se mesmo assim você não conseguir sua licença e quiser gastar R$ 100,00 no programa, visite o site da Epocware para comprar sua licença.

Revisão do Nokia E71

Como o autor deste blog está curtindo a vida viajando para Buenos Aires, faço aqui uma revisão do Nokia E71 que adquiri por ser um aparelho com ótimas especificações, por ter teclado e pelo fato do Nokia 6120 que usava estar com uma série de bugs problemas não resolvidos.

Vamos aos destaques de configuração:
– Acabamento muito bom.
– Câmera 3.2Mpx, flash, auto focus. (Câmera de video chamada VGA)
– A-GPS (Nokia Maps 2.0 pré-instalado)
– Flash Lite 3.0
– Memória Interna 110 MB
– WiFi (WEP/WPA/WPA2)
– VPN
– Bluetooth 2.0
– Push Mail (Nokia EMail)

Antes de mostrar fotos alguns pontos que não gostei.
– Atualização de Firmware não disponível para o product code do Brasil
– Bateria poderia durar um pouco mais.
– Recepção de celular pior que o 6120 que já não é bom. Picota muito a ligação. Considerando que celular serve para falar espero que consertem isso.
– Cabo USB não é o miniUSB
– Fone com 2.5mm

Algumas fotos tiradas com o 6120 e outras fotos do 6120 tiradas com o E71. (Quando você vir o 6120 é porque estou tirando a foto com o E71 e quando você vir o E71 é porque estou tirando a foto com o 6120 – olha que esperteza!)

Advinha qual celular tirou as fotos acima: ( ) E71  ( ) 6120  ( ) Não Sei            🙂

Agora a câmera dele:

N95 8GB – Teste dos 10 meses

O recém inaugurado blog do Vinícius Martins, leitor assíduo do blog, publicou um review um pouco diferente do Nokia N95 8GB. Ao invés de mostrar o celular novinho e analisar todas as qualidades do aparelho que ficou por muito tempo como topo de linha da Nokia, ele resolveu fazer o equivalente do que faz a Quatro Rodas com os carros que chegam aos 60.000Km, ele fez a revisão dos 10 meses.

O link direto para a revisão é esse: http://www.viniciusmartins.eng.br/blog/2008/10/23/nokia-n95-8gb-10-meses-depois/

O que mais me surpreendeu foi o desgaste da lente da câmera, já que o N95 8GB não tem protetor de lente como o seu irmão mais velho.


Mais um motivo para gostar dos celulares que têm proteção da lente da câmera. Os meus celulares com câmera (7610 e o E65) sofreram muito neste quesito também, principalmente o 7610 que tinha a câmera num nível mais alto do que a capa traseira.

Em breve devo fazer o teste dos 10 meses do E65 e posto aqui no blog.