Roadmap para a plataforma Symbian atualizado

Alguns dias atrás, enquanto o profético Javsmo pregrava o “Nokia WinMo”, eu defendia o Symbian como sistema operacional, tentando deixar claro que se a interface gráfica pode não agradar mais a maioria, o kernel é bastante interessante. Chamei a atenção também para o fato de que uma nova interface só iria surgir no Symbian^4.

Pois bem, na semana passada, a Symbian atualizou o roadmap do sistema. Principais pontos, traduzidos e resumidos por mim:

  • A versão Symbian^2 está completa, estável e fechada. Não devemos ver produtos com ela.
  • A versão Symbian^3 (N8, E7, C6, C7), como todos viram, está disponível e já temos aparelhos chegando ao mercado este semestre.
  • A versão Symbian^4, que promete uma nova interface de usuário, estará disponível ainda este semestre, com Qt como ferramenta nativa de desenvolvimento e aparelhos e kits de desenvolvimento chegando no próximo ano.

Alguns destaques do Symbian^4 (veja uma lista completa de requisitos neste link):

  • Novo layout de tela  e experiência de usuário mais simples e fluídica (Orbit UI).
  • Reprojeto e reorganização das principais aplicações do sistema.
  • Efeitos e transições mais refinados com o ScreenPlay (usado já no Symbian^3).
  • Integração transparente com redes sociais e serviços web importantes através da nova “Social Mobile Integration”.

Especificamente falando da plataforma de desenvolvimento, o ganho foi enorme. O Qt é muito produtivo e os custos de desenvolvimento podem cair bastante ao gerar um código que sirva tanto para Meego e Symbian (e até para o destop), com poucas mudanças. Sem falar que WRT, Java, Python, Flashlight e Silverlight estão disponíveis também. Tem para todos os gostos.

Para os curiosos, recomendo baixar o Nokia Qt SDK e avaliar o QtCreator. Tenho gostado bastante dele e fico pensando que precisamos gerar um curso de Qt, de preferência com o “selo” Forum Nokia, nhein ? Interessados ?



Iniciando no iOS e minicurso de Qt – material para download

A semana que passou foi corrida e com várias atividades relacionadas a mobilidade no Centro Universitário Barão de Mauá.

Uma delas foi apresentação feita pelo @franzSilva sobre iOS. Está disponível para download no meu dropbox.

De minha parte, eu modifiquei um pouco um material da Nokia sobre Qt (em inglês) e dei um minicurso em 3 dias (1,5h por dia). Estão aqui: dia 1, dia 2 e dia 3, todas no slideshare (licença CC share alike non-comercial).

PS: O QtCreator me pareceu bem mais atraente que o Xcode 😀

Lançamento do Qt 4.6 com suporte a Symbian

qtreleased

Espoo, Finlândia – A Nokia lançou hoje o Qt 4.6, a versão mais recente do framework de desenvolvimento multi-plataforma Qt. Com novos e poderosos recursos gráficos, suporte para multi-touch e gestos, o Qt 4.6 torna o desenvolvimento de aplicações mais fácil e agradável.

“O Qt 4.6 marca um momento emocionante para os desenvolvedores, independentemente do público alvo ou plataforma”, disse Sebastian Nyström, Vice Presidente de Serviços e Frameworks da Nokia.

“Os desenvolvedores podem facilmente criar aplicativos visualmente atraentes e conectados à Web para desktops ou dispositivos móveis, incluindo as centenas de milhões de aparelhos baseados em Symbian e Maemo”

“A comunidade poderá desfrutar disso usando a IDE intuitiva poderosa para criar rapidamente, aplicações atraentes.” Nyström acrescentou.

Mais plataformas

O Qt 4.6 inclui suporte para a plataforma Symbian, pela primeira vez, e também adiciona o Windows 7, Apple Mac OSX 10.6 (Snow Leopard) e o futuro Maemo 6 à lista de plataformas suportadas. Também está disponível o apoio da comunidade para sistemas operacionais de tempo real QNX e VxWorks. O suporte para Maemo 5 também está atualmente em desenvolvimento, com a prévia da tecnologia divulgada hoje.

O suporte do Qt para Symbian e Maemo cria oportunidades para os desenvolvedores que estejam querendo atingir ambas as plataformas a partir do mesmo código. Ser capaz de compartilhar código entre plataformas significa que as aplicações que eles criarem deverá chegar ao mercado mais rapidamente e atingir um público maior de usuários.

Um colírio para os olhos

O Qt 4.6 baseia-se nas melhorias gráficas da versão 4.5 e a incrementa, com a adição de um novo Framework de animação, além de novos efeitos gráficos avançados como opacidade, sombras, brilho e filtros.

Mais dedos

Uma das características novas no Qt 4.6 é a capacidade de criar aplicações multi-touch. O Multi-touch e os gestos, bem como o movimento de rolagem cinética do Qt 4.6 criam uma estrutura poderosa para o desenvolvimeto de interfaces mais amigáveis com aparelhos que tenham telas sensíveis ao toque.

Mais potência

O Qt 4.6 muda completamente a noção de desenvolvimento convencional no qual, normalmente, quanto mais avançados são os efeitos da interface do usuário, maior é custo de desempenho. Um trabalho extenso tem sido feito para proporcionar o melhor desempenho possível, permitindo que os desenvolvedores possam entregar o “efeito uau” que é exigido pelos usuários.

As melhorias no desempenho vieram na forma de um código altamente otimizado, na re-escrita do algoritmo de renderização GraphicsView, novo motor OpenGL e WebKit, no suporte gráfico 2D usando OpenVG e no novo suporte DirectFB.

Ferramentas atualizadas

A cereja do bolo do lançamento do Qt 4.6 é a versão atualizada do Qt Creator, uma IDE multi platforma para o desenvolvimento em Qt. O Qt Creator 1.3 e o SDK Qt 4.6 contém tudo o que os desenvolvedores precisam para criar aplicações multi-plataformas.

Para saber mais sobre o Qt 4.6, o Qt Creator e para baixar os pacotes, visite http://qt.nokia.com/whatsnew.

Deixo o vídeo abaixo demonstrando o uso do Qt em celulares Symbian 3rd e 5th Edition e no N900.

Quem foi que disse que a Nokia parou no tempo nas interfaces?

Exemplo de interface Qt no 5800 XpressMusic

Durante o QT DevDays 2009 que aconteceu em Munique na Alemanha no meio do mês passado, exibiram esse exemplo de interface feita em Qt rodando num Nokia 5800 XpressMusic. A mesma interface também foi usada num Samsung Omnia (que também é S60 5th Edition).

Para quem diz que as interfaces do Symbian estão paradas no tempo, esse aí é outro contra-exemplo.