Agora bateu o record

Que o jornalismo online e offline anda um lixo no Brasil todos sabemos. Agora não ter a mínima noção de valor das coisas é a cereja do bolo.

Veja abaixo a notícia, comento depois.

Captura de Tela 2014-08-24 às 07.03.11

Pronto, acabaram os problemas da Ucrânia. Dois milhões de Euros investidos no Exército vai fazer dela uma super potência que assombrará a Rússia por muitos e muitos anos.

Não que dois milhões de euros seja pouca coisa em si, para mim é uma fortuna, agora para um exército é troco de pinga.

Se o jornalista se desse ao trabalho de fazer uma pequena busca na Internet veria que o exército da Ucrânia tem quase 130 mil pessoas e um orçamento anual de 20 Bilhões de Grívnias que dá US$ 1.5 Bi. Se você investe 2 milhões de Euros você pode gastar 15 euros com cada soldado e isso dá para comprar um estilingue para cada um.

Tremei Rússia.

G1 segue na sua saga de burrice

Não saber traduzir a notícia vá lá. Não ter nenhuma noção de geografia e não se dar o trabalho de consultar mapa aí é complicado.

Captura de Tela 2014-08-16 às 22.56.39

Captura de Tela 2014-08-16 às 22.57.12

Proibir vôos e diferente de fechar fronteira, neste é caso bastante difícil fechar a fronteira que não há.

Jornalismo digital (e não digital também) segue cavando no fundo do poço.

Jornalismo brasileiro mostra todo o esplendor de sua ignorância

Célula de urina? Sério? O animal nem consegue traduzir direito um press release que já vem mastigadinho para ele.

O título original do artigo, que a bem da verdade é bem mais complexo que parece, é: “Generation of integration-free neural progenitor cells from cells in human urine”.

Uma coisa é célula na urina outra coisa é “célula de urina”.

Não confunda a obra prima do mestre Picasso catraca de canhão …

Se o profissional de TI tem que ser competente, por que o de jornalismo não?

Imagine você, profissional de TI, matemático, estatístico, físico, ou outro profissional que batalha diariamente para ganhar o suado dinheirinho produzisse uma pérola assim.

void testLaunchMissile (int cond) 
{
    if (cond == 1)
    {
        // suponho que sendo um devo lançar o míssil.
        missilLaunch();
        resetAllSafeties();
    } else {
        // ferrou, sei lá o que faz aqui
        if (time() % 2 == 0)
        {
            missilLaunch();
            resetAllSafeties();
        }
    }
}

Seu chefe, com toda a certeza, ia mandar você para o olho da rua.

No entanto no jornalismo coisas piores sucedem e não acontece nada com o autor da proeza. Antes de mostrar uns exemplos, que andei colecionando em parceria com meu amigo Rafael, um comentário: o jornalismo no Brasil anda muito ruim, nas redações há poucos jornalistas honestos e competentes. Há poucos que estudam o que vão escrever, que aprofundam no tema, que investigam. Os jornais impressos andam decadentes e o jornalismo online é produzido muitas vezes por pessoas semi-alfabetizadas. Isto é ruim para a democracia, é péssimo para o Brasil.

Veja este exemplo do G1 (que não é réu primário). Primeiro a chamada de capa:

Agora repare no interior da matéria:

A pergunta que não quer calar é: o cara gerou a manchete sem ler o que escreveu no texto? Ou será que ele não entendeu a notícia que ele copiou e traduziu?

Você pode, também, encontrar exemplos de como se misturam noticias sérias com coisas bizarras:

Portanto, amigos jornalistas, estudem! Façam um bem ao Brasil e à democracia: Estudem! Façam seus chefes, os editores, estudarem.

Notícias são como salsichas, melhor não saber como são feitas. G1 #Fail

Esta é do barulho. Vamos mostrar como se faz uma notícia sensacionalista que é a mais lida do portal G1.

Veja a imagem das mais lidas abaixo.

Agora vejam o post mais lido. Notem a data e a fonte de onde ele tirou. Aproveite e veja quantos curtiram ou retuitaram.

Agora vejam a fonte e notem a data

Conclusão: Além de repercutir um estudo tosco do ponto de vista científico e metodológico, a matéria do G1 chegou com mais de 2 anos de atraso!!! Isto mesmo, estamos lendo aqui em Banânia matérias que saíram na terra da rainha em 2009!

Acho melhor ver isto:

60 anos no trono .... Sem trocadilhos please 🙂