Outra mancada da Nokia – Baniu do Nokia Dev o criador do Gravity

Pois é moçada, parece mesmo que a Nokia não consegue ficar muito tempo sem soltar um “fogo amigo“.

O último a receber uma bordoada da Finlandesa foi o alemão Jan Ole Suhr, mais conhecido como o desenvolvedor do Gravity, o melhor cliente de Twitter feito para Symbian. Na minha opinião, ele é melhor do que qualquer outro por aí.

Contatado pela Nokia sobre sua intenção de portar o Gravity para Windows Phone, o rapaz disse que não tinha intenção de portar, uma vez que não via um retorno financeiro razoável que justificasse o trabalho de portar e manter o aplicativo para Windows Phone.

Por causa dessa negativa, a Nokia baniu o sujeito do programa Nokia Dev, mesmo ele sendo um campeão de vendas na Ovi Store com o Gravity.

Quem já usou o Gravity pelo menos por um tempo, sabe que ele é um excelente cliente para Twitter e que ele é continuamente atualizado com correções de bugs e novas funções. O programa é muito bem cuidado, mas também é muito bem pago. Uma licença do Gravity custa a “bagatela” de R$ 18,00 (segundo minha pesquisa na Ovi Store). E você reclamando em pagar US$ 0,99 por um Angry Birds…

Enfim, o desenvolvedor achou que não teria condições de manter uma versão no Windows Phone da mesma forma que ele mantém a do Symbian e, por causa disso, tomou um “ban” da Nokia.

O negócio pegou mal e a Nokia, reparando na besteira que havia feito, tentou chamar o sujeito de volta oferecendo a ele um Lumia de graça e um e-mail de desculpas tosco assim: “Desculpe, você pode voltar quando aprender a desenvolver para Windows Phone 7”. O resultado dessa lambança é que ele agora está pensando em portar o Gravity para iPhone e Android.

Deixo abaixo uma conversa do Jan Ole sobre o assunto no Twitter.


Quem ganha com isso? Os usuários de Android e iPhone, que poderão ter um cliente decente de Twitter. Só perdeu com isso a Nokia, que teve mais uma vez a imagem arranhada por um fogo amigo.

O melhor cliente Twitter para S60 – Até hoje

Quem usa o Twitter com frequência sabe muito bem o quanto ajuda ter um programa que acesse sua conta no celular. A maior graça do serviço é te deixar compartilhar idéias em qualquer lugar, e o celular está aí para isso mesmo.

Por mais que a versão web do Twitter seja muito boa, ela ainda tem vários problemas. Pensando nisso, há algum tempo atrás, pensei em fazer meu próprio cliente Twitter em Python e, por causa disso, acabei conhecendo o Marcelo Barros através do seu projeto “I am doing” que também é feito em Python.

A idéia de fazer meu próprio cliente Twitter morreu – se eu for fazer algum cliente Twitter vou é ajudar o Marcelo com o “I am doing” – mas nesse intervalo comecei a usar o Gravity e, tenho que admitir, ele é o melhor cliente Twitter para celulares S60 que eu já vi até hoje.

Meu argumento para não usar o Gravity era o seguinte: “Pôxa, já existem várias alternativas gratuitas legais, para que pagar por um programa que faz o mesmo que os outros fazem de graça?” (Vários me ouviram falar isso, o @Lebravo foi um desses)

O fato é que os outros não fazem o mesmo que ele faz. Ponto.

Vejamos o caso do Twibble (meu favorito até passar a usar o Gravity). Ele é muito bom, tem dezenas de facilidades, mas peca pelo fato de ser feito em Java e travar o celular a torto e a direito. Pode até não ser culpa dele, a máquina virtual do Java nos celulares S60 é péssima, mas isso já dá pontos para os programas que não são feitos em Java.

Depois dele testei o TwitS60 que parece ser um belo projeto, mas ainda está engatinhando. Faltam várias funções nele e ainda está bastante instável para ser usado no dia-a-dia.

Existem ainda vários sabores de clientes Web do Twitter, sem falar nas gambiarras do Fring e do Nimbuzz para acessar sua conta. O fato é que nenhuma dessas opções faz o que o Gravity faz.

Afinal, o que me convenceu a usar o Gravity, pagando R$ 15,00 por ele (Pouco mais que uma promoção do Mc Donalds)?

Comecei testando o bicho por 10 dias um pouco antes de viajar no final de Julho desse ano. Depois me falaram que dava para adicionar várias contas do Twitter, o que foi extremamente útil na viagem. Depois descobri que a integração do programa com o Twitpic e outros serviços de postagem de fotos é excelente – apesar de ver uns pontos onde ele melhorar num, mas isso eu falo disso mais tarde. Por último, a maneira de agrupar os contatos e fazer várias timelines independentes que deu o tiro de misericórdia nos outros clientes, isso sem falar na interface belíssima que eles aprontaram.

Depois de 10 dias usando o Gravity não pensei duas vezes e paguei os R$ 15,00 para continuar a usar o programa no N82, na época custava só isso, hoje ele custa cerca de R$18,00 (parece que o valor varia de acordo com a cotação do Euro).

441fe6bcdfb4b058c023d16dbbb67644

Você pode baixar o programa e usá-lo por dez dias de graça. Difícil vai ser você desinstalar depois. Garanto que você vai gostar do programa e vai acabar comprando (Queria era ganhar um percentual a cada venda, hehehe).

Para baixar o Gravity visite o site deles no seguinte endereço:
http://mobileways.de/products/gravity/gravity/