Déjà vu Ibope

Nem vou entrar no mérito das pesquisas da véspera. Olhando apenas o resultado das pesquisas de boca de urna, vemos que os caras do Ibope não aprenderam nada nos últimos anos (se eles lessem o que o Zeletron falou em 2012…)

Olhe a definição que costuma acompanhar as pesquisas:

O levantamento foi realizado entre os dias 1 e 4 de outubro. Foram entrevistados 2.002 eleitores. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

Agora veja a realidade (em vermelho a boca de urna e em azul a realidade):

São Paulo:

Geraldo Alckmin (PSDB) – 52%
Paulo Skaf (PMDB) – 22%

Geraldo Alckmin (PSDB) – 57%
Paulo Skaf (PMDB) – 21%

Rio de Janeiro:

Pezão (PMDB) – 34%
Garotinho (PR) – 28%
Crivela (PRB) 18%

Pezão (PMDB) – 40%
Garotinho (PR) – 19%
Crivela (PRB) 20%

Brasil

Dilma (PT) – 44%
Aécio (PSDB) – 30%

Dilma (PT) – 41%
Aécio (PSDB) – 33%

Qualquer explicação que não seja um pedido de desculpa e uma promessa de estudar estatística (e ler o Zeletron) soa a desonestidade.

eleicoes-2014-datas-candidatos

Agora bateu o record

Que o jornalismo online e offline anda um lixo no Brasil todos sabemos. Agora não ter a mínima noção de valor das coisas é a cereja do bolo.

Veja abaixo a notícia, comento depois.

Captura de Tela 2014-08-24 às 07.03.11

Pronto, acabaram os problemas da Ucrânia. Dois milhões de Euros investidos no Exército vai fazer dela uma super potência que assombrará a Rússia por muitos e muitos anos.

Não que dois milhões de euros seja pouca coisa em si, para mim é uma fortuna, agora para um exército é troco de pinga.

Se o jornalista se desse ao trabalho de fazer uma pequena busca na Internet veria que o exército da Ucrânia tem quase 130 mil pessoas e um orçamento anual de 20 Bilhões de Grívnias que dá US$ 1.5 Bi. Se você investe 2 milhões de Euros você pode gastar 15 euros com cada soldado e isso dá para comprar um estilingue para cada um.

Tremei Rússia.

G1 segue na sua saga de burrice

Não saber traduzir a notícia vá lá. Não ter nenhuma noção de geografia e não se dar o trabalho de consultar mapa aí é complicado.

Captura de Tela 2014-08-16 às 22.56.39

Captura de Tela 2014-08-16 às 22.57.12

Proibir vôos e diferente de fechar fronteira, neste é caso bastante difícil fechar a fronteira que não há.

Jornalismo digital (e não digital também) segue cavando no fundo do poço.

Você quer um 4G com qualidade? O Governo do PT não quer.

Trecho de um artigo da Folha de São Paulo de ontem, comento abaixo. Os grifos são meus.

As teles devem ajudar a salvar as contas do governo, que decidiu mudar as regras da fase dois do leilão do 4G para reforçar o caixa e, assim, cumprir as metas de superavit fiscal sem apelar para manobras contábeis. O leilão está previsto para agosto, e o governo, que antes pensava em cobrar R$ 6 bilhões pelas licenças e impor metas de cobertura aos vencedores, agora quer um valor maior, retirando parte das obrigações das empresas. A Folha apurou que, com as novas regras em estudo, a União poderá levantar até R$ 15 bilhões.

O governo prevê uma meta de superavit neste ano de 1,9% do PIB e já sinalizou que pretende cumprir o objetivo sem as manobras de anos anteriores, que criaram dúvidas sobre a credibilidade da política fiscal do país. No debate do 4G, Tesouro e Ministério das Comunicações estão em lados opostos. Para cobrar o máximo possível, o secretário do Tesouro, Arno Augustin, defende o mínimo de metas aos vencedores. Uma das ideias é vender as licenças, sem obrigações de cobertura, em dois blocos, e não em quatro, como previsto inicialmente. Isso já elevaria o preço das licenças para R$ 12 bilhões. Não está claro como seria esse modelo, mas pode afetar a exigência de cobertura (deixando cidades menores de fora) e de qualidade.

Para as Comunicações, isso é inviável porque afetaria o equilíbrio do mercado. Há dois anos, as empresas só aceitaram entrar no leilão do 4G porque haveria uma segunda etapa com frequências complementares. Frequências são como avenidas por onde as operadoras fazem trafegar seus sinais. Sem as frequências complementares, a conta do 4G não fecha para as empresas. O problema é que, em dois blocos, como cogita Augustin, duas operadoras que participaram do primeiro leilão ficariam fora da segunda etapa. O ministro Paulo Bernardo (Comunicações) é contrário a esse modelo.

Já não bastasse a qualidade “cubana” do nosso 3G vamos ter um 4G nível Somália. Sair do buraco que nos meteram nos últimos 12 anos não será fácil, imagine se estes 12 anos virarem 16…

dilma-rousseff-te-pegou-crau

Sony não sabe brincar. Apanha de um garotinho e faz coisa feia.

Vocês devem lembrar do post de ontem em que o garotinho de cinco anos recusa num programa de TV um tablet Sony Xperia. Fez bem ele, Android para criaça é tortura.

Mas parece que o pessoal não gostou da brincadeira e o video foi editado no Youtube. Pior, não avisa que foi editado fazendo com que os que linkaram o video percam credibilidade.

Infelizmente para eles o vídeo ficou no cache do navegador e aqui vai na íntegra

Veja o vídeo na íntegra

Tremei EUA: Dilma disse que vai fazer um e-mail nacional

Há coisas que seriam cômicas nao fossem muito trágicas.

A péssima gestao do dinheiro público protagonizada nos últimos 11 anos é tao grotesca que em alguns casos chega a provocar o riso. Leio agora no G1: “Contra espionagem, governo quer sistema de e-mail nacional” e o subtítulo: “Ministério das Comunicações fez o pedido para os Correios. Ideia surgiu depois de primeiras denúncias sobre espionagem dos EUA.”

Depois de trazer escravos cubanos nos navios negreiros dos genocidas Fidel e Raul a presidente agora decide que precisa de um e-mail nacional, algo como um FulecoMail, e decide encomendar esta tarefa a quem? Aos Correios.

Para quem tem a memória fraca foi nos Correios que rolou boa parte do Mensalão e já conhecemos a famosa eficiencia dos Correios. Tendo isto em conta imagino o Obama rolando no chão de rir ao pensar no Frankstein Brasuca que será este correio eletrônico.

Outra pergunta que fica é: porque o estado brasileiro precisa ser babá? Não tem empresas neste país? Nenhuma delas tem capacidade de fazer um sistema de e-mail caso isto seja necessário?

dilma facepalm

Jornalismo brasileiro mostra todo o esplendor de sua ignorância

Célula de urina? Sério? O animal nem consegue traduzir direito um press release que já vem mastigadinho para ele.

O título original do artigo, que a bem da verdade é bem mais complexo que parece, é: “Generation of integration-free neural progenitor cells from cells in human urine”.

Uma coisa é célula na urina outra coisa é “célula de urina”.

Não confunda a obra prima do mestre Picasso catraca de canhão …

Banânia se aproxima cada vez mais ao Taleban e à Coreia do Norte

Ainda sobre o assunto de ontem, acho que não poderia deixar de postar o que diz Reinaldo Azevedo em seu blog sobre o bloqueio ao Google no Mato Grosso do Sul

Nem o AI-5 tinha tanto poder no Brasil quanto a Justiça Eleitoral. Daqui a pouco, estaremos fazendo inveja ao Taleban. Leiam o que informa o Globo Online. Volto em seguida.

O juiz da 35ª Zona Eleitoral de Campo Grande, Flávio Saad Peron, determinou que as empresas Embratel e OI, que dão acesso à internet em Mato Grosso do Sul, bloqueiem o site YouTube no estado durante 24 horas. Segundo ele, trata-se de uma punição à empresa Google, dona do site, por ter descumprido ordem judicial de retirar do ar imagens de supostas denúncias contra Alcides Bernal (PP), candidato a prefeito de Campo Grande. O descumprimento fez com que fosse detido e liberado anteontem o diretor da Google no Brasil, Fábio José Silva Coelho, que em nota informou que bloqueará o acesso ao vídeo.

Segundo Peron, a Embratel e a OI pediram prazo para cumprir a determinação, alegando que seriam necessários alguns procedimentos técnicos e por isso foi concedida às empresas prazo de três dias, a contar de ontem, quando foi elaborado novo ofício do juiz. Peron, no entanto, avalia que a decisão da Google de retirar o vídeo não deve ser uma solução imediata:

— Juridicamente não há o que fazer, os vídeos foram replicados. Não tem como fazer um controle.

O executivo da Google lamentou a decisão da Justiça. “Estamos desapontados por não termos tido a oportunidade de debater plenamente na Justiça Eleitoral nossos argumentos de que tais vídeos eram manifestações legítimas da liberdade de expressão e deveriam continuar disponíveis”, argumentou Coelho. Segundo ele, a empresa continuará com uma “campanha global pela liberdade de expressão”.

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Supremo Tribunal Fedeal Marco Aurélio Mello criticou ontem o Congresso, pela demora em disciplinar questões eleitorais relacionadas à internet: “É um tema que está precisando de uma disciplina maior.” Questionado se o TSE já tem um entendimento de quem deve assumir a responsabilidade por um vídeo em sites como o YouTube, Marco Aurélio disse que isso é assunto para o Congresso: “É o Congresso que tarda em disciplinar essa matéria.”

Voltei
Se o tal Alcides Bernal não queria que o vídeo fosse visto, deu um tiro no próprio pé. Até eu, que nunca tinha ouvido falar dele, estou quase curioso para saber o que há no tal vídeo. O Brasil é motivo de chacota mundial.

 

Ahmadinejad Lula Erdogan