To jailbreak or not to jailbreak?

To be, or not to be, that is the question:
Whether ‘tis nobler in the mind to suffer
The slings and arrows of outrageous fortune,
Or to take arms against a sea of troubles,
And by opposing end them? To die, to sleep,
No more; and by a sleep to say we end
The heart-ache, and the thousand natural shocks
That flesh is heir to: ‘tis a consummation…

Hamlet

 

Discussão profunda em mesa de bar é algo que adoro. Ainda mais se for comendo meu ovo cozido na Cinelândia.

Ontem estávamos reunidos diversos analistas de tecnologia ao redor de uma mesa de um famoso bar carioca tomando umas cervejas, comendo uns ovos cozidos e veio a discussão que nos tomou boa parte da noite.

Fazer ou não fazer jailbreak. Depois de horas chegamos às seguintes conclusões:

Jailbreak deixa o aparelho aberto e tem algumas mínimas vantagens, no entanto considerando que tudo no IPhone foi feito para ficar bonito, mas se você quiser um telefone cujos ícones sejam em formato da cruz de malta, cor abóbora na barra da operadora, as barras de sinal em marrom e que seja tão feio que faça o Steve se remexer na tumba então o jailbreak é a sua escolha.

Puxa, mas eu quero ser livre, não quero ficar amarrado às coisas e regras da Apple. Então compre um OpenMoko com as bençãos do Stallman e vai ouvir música em Ogg.

Veredicto de mesa de bar: faça o que quiser, o aparelho é seu, mas que fica brega, fica!

IPhone 4S – Tim Cook não é Steve Jobs

Oh, old habits die hard
When you got, when you got a sentimental heart
Zooey Deschanel

Estava eu comendo meu ovo cozido na Cinelândia junto com meus inside informants e assistiamos ao keynote da Apple que anunciou ao mundo o IPhone 4GS. Confesso que os comentários que ouvi foram bastante interessantes. Infelizmente alguns comentários são impublicáveis, vou tentar compilar o que melhor rolou no papo de altíssimo nível ao redor de um prato de ovos cozidos.

Puxa, Mobile Analyst, você não vai falar sobre as features do IPhone 4S como o Siri, ou a câmera que filma a 1080p, ou o processador A5? Não. Você pode ler isso no Zeletron ou em outros sites de tecnologia, mas as análises da Cinelândia você só lê aqui.

O título deste post é obvio e ao mesmo tempo profundo. Tim Cook não é Steve Jobs, óbvio, imagino que ele está ciente disto. No entanto as consequências que se podem inferir desta frase são mais profundas que o óbvio. Steve possui o campo de distorção da realidade, todas as suas apresentações são um show e ele é capaz de fazer uma câmera de 8MP num IPhone parecer a revolução das revoluções. Tim Cook não; como disse um analista americano Cook é insosso, sem graça, sem carisma. Talvez Cook seja um ótimo administrador, mas deveriam deixar ele o mais longe possível destas apresentações.

A de hoje foi desapontadora, não pela falta de novidades, o que foi apresentado daria para Steve Jobs anunciar como se fosse a chegada do homem à Lua; mas pelo vazio criado pelo contraste de Cook com Jobs. E acho que aí reside o grande erro de Tim Cook. Sabendo que ele não dispõe do mesmo carisma de Steve Jobs, poderia pegar carona no poder de seu mestre, mas Cook se esqueceu, ou talvez não quis mencionar Jobs, nem uma mísera referência do tipo: “como Steve falou no WWDC deste ano”. Nada, nem uma menção. Foi como se Cook quisesse marcar seu território. Neste momento ficou claro para os analistas que a Apple abandonou Jobs e Jobs abandonou a Apple e com isso o campo de distorção da realidade sumiu e o IPhone 4GS passou a ser visto como um IPhone 4 com um processador e uma câmera melhorados.

Estivesse Jobs no palco, as pequenas mudanças feitas no IPod Nano e o IPod Touch de cor branca seriam reverenciados e aplaudidos, mas Tim Cook foi recebido com frieza, nem sombra dos efusivos aplausos de pé na aparição de Steve Jobs no lançamento do IPad 2.

Substituir um líder carismático não é fácil e é preciso saber fazer. Um exemplo de sucesso neste ponto foi como Bento XVI, sempre mantendo viva a imagem de seu antecessor o grande João Paulo II, soube marcar o seu estilo pessoal e conquistar as pessoas. Talvez Tim Cook possa dar uma passada no Vaticano para pedir um conselho…

Se você quiser conferir a apresentação: Keynote Tim Cook

Veja o comercial:

 

Para saber mais sobre o campo de distorção da realidade: Folklore.org

Reality Distortion Field

Steve Jobs está morrendo?

Esta semana a mídia foi sacudida por um tweet postado pela rede americana CBS dizendo que Steve Jobs havia morrido. A julgar pelos trends do Google este rumor causou mais impacto que o anterior há alguns anos.

Is Steve Jobs dying?

No fundo a questão que alguns querem ver respondida é: “A Apple vai continuar no mesmo ritmo?” Este analista que sempre traz respostas para você vem agora com perguntas…

No entanto, outra questão importante está pendente e ninguém pergunta: o Steve Jobs, está preparado para morrer? Caso ele esteja realmente muito doente, o que estará passando na cabeça dele? Medo? Insegurança? Tristeza? Alegria?

A possível morte de Steve Jobs mexe conosco porque nos leva a pensar em nossa própria morte, porque nos leva a ver que mesmo as mais geniais e ricas pessoas tem um fim igual aos pobres e limitados.

Puxa, mas a morte de Bin Laden não me afetou nada. E se Fidel ou Chavez forem se encontrar com you know who também não me afeta. Pois é. Nós nos identificamos com Steve Jobs e não com Saddam Hussein, nem com Fidel Castro, nem com o porco assassino Che Guevara.

Este analista confessa que reza por Steve Jobs, afinal de contas, seria muito bom que ele pudesse passar muitos anos ainda entre nós, poderia nos ajudar a construir um mundo melhor.

Uma ligação de Steve Jobs. Num domingo

O Vice presidente do Google colocou no seu Google+ um testemunho pessoal de sua relação com Steve Jobs. Apesar de sempre terem trabalhado em empresas diferentes Steve deixou uma marca na vida de Vic Gundotra.

Ambulance Icon

Numa manhã, domingo, 6 de janeiro, 2008 eu estava assistindo aos serviços religiosos, quando meu celular vibrou. Da forma mais discreta possível, eu chequei o telefone e percebi que o meu telefone, dizia “Não Identificado”. Eu escolhi ignorar a chamada.

Depois dos serviços religiosos, enquanto eu estava caminhando para o meu carro com minha família, eu verifiquei minhas mensagens no celular. A mensagem foi deixada por Steve Jobs. “Vic, você pode me ligar em casa, tenho algo urgente para discutir”, disse.

Antes mesmo de chegar ao meu carro, liguei para Steve Jobs de volta. Eu era o responsável por todas as aplicações móveis do Google, e nesse papel, tinha contato regular com Steve. Foi uma das vantagens do trabalho.

“Oi Steve – aqui é o Vic”, disse. “Me desculpe, eu não atendi a sua chamada anterior. Eu estava nos serviços religiosos, e como o identificador de chamadas dizia desconhecido, então eu não atendi”.

Steve riu. Ele disse, “Vic, a menos que o identificador de chamadas, diga ‘Deus’, você nunca deve atender durante os serviços religiosos”.

Eu ri nervosamente. Afinal, apesar de ser comum Steve ligar durante a semana chateado com alguma coisa, era muito incomum ele me ligar no domingo e me pedir para ligar para a sua casa. Eu me perguntava o que seria tão importante?

“Então, Vic, temos uma questão urgente, que eu preciso que seja vista imediatamente. Eu já tenho alguém da minha equipe para ajudá-lo, e eu espero que você possa corrigir isso amanhã”, disse Steve.

“Eu estava olhando o logotipo do Google no iPhone e eu não estou feliz com o ícone. O segundo O de Google não tem o gradiente amarelo correto. Está errado e eu vou falar com o Greg para corrigi-lo amanhã. Tudo bem para você? ”

Claro que isso estava bem para mim. Poucos minutos depois, naquele domingo, recebi um e-mail de Steve com o  assunto “Ambulance Icon”. O e-mail me colocava em contato com Greg Christie para corrigir o ícone.

Desde que eu tinha 11 anos me apaixonei por um Apple II, e eu tenho dezenas de histórias para contar sobre os produtos Apple. Eles têm sido uma parte da minha vida durante décadas. Mesmo quando eu trabalhei por 15 anos para Bill Gates na Microsoft, eu tinha uma admiração enorme por Steve e o que a Apple tinha produzido.

Mas por fim, quando eu penso sobre paixão, liderança e atenção aos detalhes, eu lembro da ligação que recebi de Steve Jobs em uma manhã de domingo, em janeiro. Foi uma lição que eu nunca vou esquecer. CEOs devem se preocupar com detalhes. Mesmo tons de amarelo. Em um domingo.

A um dos maiores líderes que já conheci, minhas orações e esperanças estão com vocês Steve.

Vic-

 

Vivek "Vic" Gundotra é vice presidente senior do Google e foi Gerente Geral da Microsoft.
Vivek "Vic" Gundotra é vice presidente senior do Google para Engenharia e foi Gerente Geral da Microsoft.

O fim de uma era e o cumprimento das profecias

Meus amigos ontem a casa caiu. Meus informantes no bar onde como meu ovo frito na Cinelândia com quinze minutos de antecedência disseram que Steve Jobs ia renunciar. Meus instintos diziam que o informante do ovo frito estava errado mas os instintos me trairam. Steve Jobs renunciou. Passei toda a noite analisando o problema para trazer para vocês com mega ultra exclusividade minha mais refinada avaliação do desenvolvimento das coisas.

Steve Jobs está com a saúde debilitada. Isto é fato. Ele mesmo afirma que não tem mais condições de cumprir com suas obrigações de CEO. Quando alguém diz que não tem mais como cumprir com suas obrigações como CEO ou como presidente de alguma coisa podemos deduzir que há um motivo muito sério de ordem pessoal para isto, no caso de Jânio Quadros era a maluquice ou o desejo de dar um golpe de estado (vai saber), no caso de Collor e Nixon era para evitar o impeachment (problemas pessoais de ordem de corrupção), no caso de Jobs é a saúde.

Alguns leem a carta de Jobs como o anúncio de que sua morte está próxima, talvez. No entanto, este modesto analista aprendeu com o famigerado Fidel Castro que quem morre de véspera é peru de Natal. Jobs pode ter piorado muito e estar, por exemplo, sem condições de aparecer em público, no entanto, algo me diz que ele não desistiu de lutar e que vê uma luz no fim do túnel. Isto pode ser comprovado pelo parágrafo em que diz que gostaria de continuar como presidente do Conselho, diretor e funcionário da Apple.

Mesmo querendo acreditar que Steve vá dar a volta por cima é preciso reconhecer que os acontecimentos de ontem representam o fim de uma era, uma era romântica das empresas de tecnologia onde homens que abdicaram da instrução universitária como Jobs e Bill Gates comandavam as maiores empresas de tecnologia do mundo.

Mas ontem também vimos as profecias deste analista se concretizarem: a RIM, fabricante do Blackberry está morrendo.

Um analista de mercado dos EUA dizia: “A RIM, fabricante do Blackberry está em sérios, muito sérios problemas. Os dois CEO’s estão batendo cabeça e os acionistas querem mudanças, mas estas mudanças, mesmo que venham, serão tarde demais”

A RIM, morreu, falta enterrar, esta é minha nova profecia. Jobs não morreu, segue na luta, este é um fato.

Google compra Motorola para fazer o que o Google critica

Há uns dias atrás o Google começou um #mimimi do tipo “ninguém me ama, ninguém me quer” acusando a Microsoft e a Apple de estarem comprando empresas para atacar o pobre Android. A Apple ignorou o chororô do Google, mas a Microsoft partiu para o pau e o tweet de um dos executivos de Jobs e um chute nos países baixos do Google:  “Free advice for David Drummond – next time check with Kent Walker before you blog. 🙂 http://t.co/PfKle9H

Ou seja, Microsoft, Apple e Oracle ofereceram ao Google para entrar junto com eles no pool de empresas que estava adquirindo as patentes e o Google declinou.

Hoje o Google anunciou que adquiriu a Motorola para fazer o que estava criticando. Obter patentes para o Android.

Vamos ver se o Google vai doar as patentes da Motorola para a caridade …

Entrevista – Desenvolvimento Mobile

Conforme prometido, segue abaixo a entrevista com Mr C., que prefere revelar apenas uma das suas iniciais.

Há quanto tempo o sr desenvolve para o setor Mobile?
Há dois anos, mas a produção neste tempo foi bem intensa.

Qual sua plataforma preferida?
Do ponto de vista de conjunto, onde incluo aí a parte financeira, o iOS é disparado o melhor. Convém notar que outras plataformas tem coisas interessantes também. Eu gostei muito do QT nos Nokia, não sei qual será o futuro da plataforma.

Quais são os pontos fortes do iOS?
Apesar de muitos reclamarem da mão de ferro que a Apple coloca naquilo que vai dentro de seus produtos, é fato que o iOS é a plataforma mais uniforme e que faz com que o desenvolvedor seja disciplinado. Eu destacaria alguns pontos: uniformidade de resoluções: 320×480 ou 768×1024 (há o retina display, mas é transparente para o desenvolvedor). Outro ponto forte são as ferramentas de desenvolvimento: o XCode 4 está muito maduro e o simulador que vem com ele é muito bom. As API da Apple são muito bem documentadas e bastante coerentes. No entanto, a principal vantagem da plataforma é a capacidade e o potencial de fazer dinheiro com a aplicação. O modelo de loja do iOS é matador.

E os pontos fracos?
O principal ponto fraco do iOS, na minha opinião, é só permitir desenvolvimento em plataformas OSX. Isto encarece o desenvolvimento e dificulta a contratação de profissionais que já tenham sido expostos ao XCode. Outro ponto fraco é o balanço entre a loja ser monitorada (que é ótimo) e o tempo de avaliação dos aplicativos (que não poucas vezes chega a 8 dias). O uso de Objective-C pode ser também uma barreira, no entanto minha dica é: insista no Objective-C que você acabará vendo que ele é melhor que parece.

E o Android? Poderia nos falar de pontos fortes e fracos?
O Android é a plataforma mais exasperante que já vi em toda a minha vida. O Inferno de Dante deveria ter um círculo para a combinação Eclipse + Java + Fragmentação. Imagine desenvolver um aplicativo ou um jogo, tendo que levar em conta resoluções 320×240, 240×400, 320×480, 800×480, 1024×768, além disso cada aparelho pode ter tela resistiva ou capacitiva, para piorar a sopa há pessoas rodando Android 1.5 até 3.0. Há coisas que precisariam ser refeitas do zero para que o Android seja developer friendly.
Pode parecer implicância minha, reconheço que tenho bastante reserva para com a plataforma, mas a loja Android Market está mais próxima de um sexshop que de uma loja séria de aplicativos. O fato de você não ter nenhum tipo de controle prévio na loja faz com que aberrações abundem por lá.

E um ponto positivo do Android?
(risos) De fato só falei mal dele. Eu diria que a integração com os serviços Google pode ser útil para os desenvolvedores.

Alguma outra plataforma merece destaque?
Eu nunca deixaria de fora o Blackberry. É uma plataforma que tem usuários com muito poder aquisitivo e isto é interessante, mesmo considerando que compartilha alguns dos problemas do Android. Outra plataforma promissora é a do Windows Phone 7. A Microsoft é, na minha opinião, a que tem as melhores ferramentas de desenvolvimento.

Você fala do Visual Studio?
Sim. O Visual Studio é a IDE mais madura e mais poderosa que conheço. Gosto muito do Visual Studio. Pena que Steve Jobs não permite desenvolvimento iOS no Visual Studio (risos)

 

Entrevista: “O Android é a pior plataforma para desenvolver”

Amanhã começaremos uma série entrevistando Mr. C, considerando um dos mais experientes desenvolvedores mobile do mundo que numa entrevista exclusiva compara o desenvolvimento iOS,Android,Blackberry e Windows Phone 7.

Algumas frases

  • Objective-C melhor que parece
  • Visual Studio é a melhor IDE do Mercado
  • Há coisas no Android que precisariam ser totalmente refeitas para serem usáveis.
  • Não creio que o Blackberry esteja morrendo

Imperdível!

 

Situação do mercado de Smartphones 1S 2011

Com a Microsoft, pelo menos a do Brasil, fazendo um esforço desesperado para afundar o Windows Phone 7 (ou é incompetência ou não sei explicar) o Blackberry segue tendo uma sobrevida conforme os dados publicados pela Nielsen hoje.

 

Os dados confirmam o que este profeta vem dizendo, graças a suas fontes da Cinelândia. Android estagnou, Blackberry encolheu e Windows Phone ainda é só promessa.

 

O barco do Blackberry vai afundando

Meu primeiro post neste fantástico blog tinha o seguinte título: “Só vão sobrar três“. Foi um post muito comentado, apanhei mais que mulher de malandro (é uma figura de linguagem, feministas por favor não me processem), diziam que estava tomado de um espírito diabólico pois previa algo que não agradava aos leitores.

Eis que vejo muitas das minhas profecias prosperarem, podem ver os arquivos do blog, e decidi fazer uma retificação na profecia original dos sistemas operacionais que vão morrer.

Quando escrevi aquele texto em agosto de 2010 a situação do Android era muito ruim: loja em frangalhos, fragmentação absurda, plataforma de desenvolvimento ruim, etc. Também naquela altura a RIM parecia que dominava o nicho business. De uns tempos para cá, venho aconselhando meus clientes que comem ovo frito na Cinelândia (eu parei de comer) que tirem suas fichas da RIM.

Olhando as ações da RIM você tem uma noção do que acontece:

 

Ações da RIM: você perde 2 dólares para cada três que investiu

 

Portanto a profecia fica agora assim: sobrevivem iOS, WP7 e Android.

Puxa, mas você acha o Android bom? Não! O Android tem uma interface mais feia que bater na mãe por causa de comida, tem ainda uma enorme fragmentação, sua loja é tão infestada de vírus como um rapidshare, seu ambiente de desenvolvimento ainda é uma piada de péssimo gosto e a velocidade em que pululam porcarias chinesas com Android dentro é algo de fazer-nos ficar de cabelo em pé.

No entanto, o Android tem volume. Vai ser low end, mas vai sobreviver. Puxa e o Galaxy S? O Galaxy S é high end mas quem tem dinheiro para comprar ele estaria muito mais bem servido comprando um IPhone.

Já o BlackBerry, que tem seu nicho de mercado no mundo corporativo, vê sua fatia de mercado ir sendo comida por sistemas mais modernos, que oferecem tudo o que o Blackberry tem (menos aquela fonte horrível que eles desenvolveram BB Sans) e com isso o valor das ações da RIM vai derretendo. Com o valor de mercado hoje de 14B de dólares a RIM pode ser comprada com dinheiro de pinga da Microsoft ou da Apple.

 

Rumores: “A tale of two Steves”

Dois rumores distintos correm na Internet: Steve Jobs estaria muito doente e Steve Balmer seria demitido da Microsoft. Este analista acredita que ambos são falso, mata a cobra e mostra a cobra (afinal de contas se matar a cobra e mostrar o pau não provou que matou a cobra).

Steve Jobs vai morrer disse um site de rumores. Oh my gosh! Tenho novidades para o autor deste site: ele também vai morrer. Quando Steve Jobs anunciou uma licença médica por tempo indeterminado no início do ano, muita gente, inclusive alguns médicos americanos que falaram a jornalistas, especulou que ele teria poucas semanas de vida. E eis que ele reaparece no lançamento do IPad2 firme e forte. No dia 6 de junho, quando fez seu keynote na conferencia WWDC todos estávamos de olho na aparência de Steve e eu fiquei com uma impressão ruim pela voz rouca e pela falta de equilíbrio ao caminhar. Além disso achava que estava um pouco mais magro.

 

Steve Jobs e sua esposa depois do WWDC2011

 

As ações da Apple despencaram, muitos blogueiros falavam do último WWDC de Steve Jobs, muitos profetas do fim do mundo analisavam a condição de saúde de Steve Jobs pelas imagens e falavam de caquéxia, sinais de doença terminal, etc. Acho que tudo isto é especulação vagabunda. Não dá para inferir nada do que vimos, pode ser uma assadura nas partes baixas o que fez andar torto e um vento frio que lhe deu uma faringite, o fato é que um doente terminal não vai se apresentar de Keynote Speaker, não tem a mínima condição. E se o Steve Jobs morrer? Bom você também pode morrer comendo ovo frito na Cinelândia. A Apple sofreria com a morte dele? Sim. Ia continuar tudo igual? Não sei. O fato é que ele está por aí e não há indícios de que vá deixar de estar em breve.

 

Steve Jobs WWDC 2011

 

 

O outro rumor é mais ridículo: estaria sendo montada a demissão de Steve Ballmer. É fato que um dos acionistas grandes pediu a cabeça de Ballmer pelos fracos resultados das ações da Microsoft. Que as ações da Microsoft tiveram perdas é algo que não se pode negar. Como também não se pode negar que o lucro da Microsoft no ano passado foi 25 bilhões de dólares. Isto mesmo, você não leu errado 25 bilhões de dólares. Cresceu 25% em relação ao ano anterior.

Além disso o Windows 7 é um sucesso de vendas, o Kinetic outro sucesso, o Windows Phone não está vendendo bem ainda mas promete, o Windows 8 é uma coisa genial e Ballmer é muito admirado dentro da empresa. Tem a confiança absoluta dos funcionários e a confiança absoluta de Bill Gates. Só no Brasil do PT se demite presidente que dá lucro acima de 10 bilhões (Roger Agnelli que o diga).

 

A lição que podemos tirar disto tudo: “líderes são importantes, mas os verdadeiros líderes são aqueles que preparam sucessores”

Novidades do WWDC 2011 – iOS5, Lion, iCloud

Como vocês podem notar, meus informantes da Cinelândia, onde como meu ovo frito erraram feio e minhas previsões foram um fiasco.

O fato é que ontem o próprio Steve Jobs, que estava de licença médica, apareceu para apresentar o keynote do WWDC, aparentemente bem (achei que mancava um pouco, mas pode ser impressão minha).  Talvez os investidores tenham achado isso também porque as ações da Apple cairam bastante.

De fato as mudanças todas mostradas foram em termos de software, nada, nadinha em termos de hardware. As mudanças não foram nada fantásticas do ponto de vista de uau, mas as mudanças são uma forma de consolidar o iOS como o mais importante sistema operacional de celular e tablet.

O Lion está longe de ser algo impressionante como o prometido Windows 8, que na opinião deste analista é o melhor sistema já feito ou prometido.

O mesmo pode ser dito do iOS5. As mudanças não foram profundas, mas parece que mexerem bastante na robustez do sistema.

Abaixo um resumo das novas mudanças

Lion

  1. Multitouch no desktop
  2. Full Screen Apps
  3. Novo E-Mail client com grandes mudanças
  4. Novo Safari com Read it Later
  5. Mission Control – Modo muito legal de fazer multitask
  6. Mac App Store com muitas mudanças
  7. Instalação só pela Internet (não tem mais CD do sistema operacional)
  8. Lauchpad (modo de desktop que imita o IPad)
  9. Computador sempre liga com os Aplicativos como você deixou (como se sempre hibernasse)
  10. Autosave, Criação de versões dos documentos automaticamente.
  11. Airdrop para compartilhar arquivos na rede local
  12. Integração total com o iCloud

iOS5

  1. Notification center – Na barra superior e na tela de lock
  2. iMessage como o Blackberry Messenger
  3. Newsstand – A banca de jornal do IPhone/IPad
  4. Todo list com cerca GPS (possibilidade de setar Todo lists que ativam em determinados locais)
  5. Twitter totalmente integrado
  6. Novo Safari
  7. Novo software de Camera
  8. Dispensa o ITunes para todas as tarefas
  9. Safari redesenhado com abas
  10. Total integração com o iCloud
  11. Novo Game Center, mais social.

Acho que isto resume as novidades. O iCloud integra todos os serviços dos iOS e do Lion e tem bastante potencial para manter tudo sincronizado. Com 5GB de espaço grátis, digamos que dá para começar.

Ao contrário do que disseram meus informantes da Cinelândia, preciso procurar outros melhores, os lançamentos não foram de cair o queixo, mas foram bem robustos.

IPhone 5

O grande previsor do futuro, Mobile Analyst está de volta, depois da incrível previsão de final de ano, que vem se mostrando cada vez mais acertada, chegou a hora de prever o que Steve Jobs (sim, ele deve ser o Keynote Speaker do WWDC dia 6/6) irá mostrar ao mundo como o novo IPhone 5.

Infelizmente não encontrei no bar que como meu ovo frito na Cinelândia nenhum protótipo do IPhone 5, por isso preciso focar nos meus poderes de analista para dizer com exclusividade o que será mostrado.

  • Tela Retina 960×640 (obvio)
  • Câmera 8MB com Flash deslocado
  • Dual mode (CDMA/GSM) – apesar de que em terra brasilis isto não ajuda nada.
  • Processador A5 1Ghz, Dual Core, Chip Gráfico igual ao do IPad 2
  • 2mm mais fino que o IPhone 4
  • Capacidade de Conexão a redes 4G
  • Camera frontal 720p para Facetime HD
  • Scanner de Retina na Câmera para segurança
  • iOS 5

Já o iOS 5 terá as seguintes funcionalidades

  • Suporte a ditato no voice control
  • Redesigned Home Screen com suporte a Widgets HTML5 mas de uma forma que nenhum Android jamais sonhou.
  • Facetime via 3G ou 4G. Apple dando banana para as operadoras.
  • Cloud Package: Fotos, Videos, Músicas, etc
  • Over The Air upgrades

Se tiver mais visões até o dia do começo do WWDC vocês serão os primeiros a saber.