Sequestro de dados, um novo tipo de vírus

Pague US$ 300,00 ou perca todos seus dados.

Esta semana o Ars  publicou um artigo sobre uma nova forma de vírus em que os dados do computador são criptografados e o dono tem que pagar uma quantia x para descriptografar os dados.

CryptoLocker

O problema não é exatamente novo, mas não deixa de ser assustador. Ainda mais com o crescimento do Bitcoin como moeda de pagamento. No caso do Bitcoin é muito difícil que se possa seguir a máxima do filme Todos os homens do presidente: “Follow the money”, não há modo simples de seguir o dinheiro num sistema de transações completamente distribuído.

O nome do novo vírus é CryptoLocker, que cobra 300 dólares para libertar os arquivos, que ele criptografou, em seu computador . Caso você não tenha backup, não há outra solução senão pagar. Até o presente momento não há forma conhecida de obter a chave de descriptografar os arquivos.

A solução é não pegar o vírus e manter backups atualizados.

Além disso o virus pode se espalhar ou criptografar dados em outros computadores que tenham arquivos compartilhados para leitura e escrita.

Algumas sugestões para você ensinar a seus clientes ou parentes que ligarão apavorados depois de contaminados.

  1. Backup sempre.
  2. Windows atualizado e legalizado. Nunca tenha Windows pirata.
  3. Antivirus atualizado. Mesmo que seja o Microsoft Defender, sempre atualizado.
  4. No caso do Windows 7 e 8, nunca aceite um arquivo que vem por e-mail que peça autorização de administrador para instalar.
  5. Não baixe programas piratas ou crackers. Um mero joguinho pirata para seu filho pode custar muito caro.

Não sei quanto tempo vai demorar para fazerem um destes para Android…

Comments on this entry are closed.