Novidades na terra da Maçã

Você já lerá isto em um monte de lugares, portanto não queria chover no molhado. No entanto, como falamos dos novos produtos da Microsoft, não podemos deixar os amigos da Apple com ciúmes.

Em primeiro lugar o lançamento do Mavericks, alguns como este escriba gostaram, outros disseram mehhh, outros não gostaram. Eu recomendo o upgrade, até porque é grátis, mas recomendo ler os comentários dos que dizem mehh e dos que não gostaram.

Depois lançaram novos Macbook Pro mais leves e mais finos. Todos com processadores Haswell (Crystalwell no caso dos de 15″) da Intel. Estão prometendo 9 horas de duração de bateria em full power. Baixaram o preço do de 13″ retina display de US$ 1499,00 para US$ 1299,00 e do de 15″ de US$ 2199 para US$ 1999,00. Parece que mataram os de 13″ e 15″ que não são retina.

O MacPro que havia sido anunciado na WWDC’13 foi lançado oficialmente e estará disponível na terra de Obama a partir de US$ 2999,00 em dezembro. Aqui deve custar um rim e 30% de um fígado. A novidade é que não vão fabricar na China, mas sim nos Estados Unidos.

MacPro memory

 

Novas versões do iLife e do iWork, que pelo menos na apresentação, pareceram interessantes. Não dá para substituir o Office, mas sendo grátis agora, é uma opção muito melhor que o OpenOffice e o Google Docs.

E por fim anunciaram o novo iPad e o novo iPad Mini com retina display. Vão chamar o grandão agora de e iPad Air. O preço continuará o mesmo para o iPad (a notícia esquisita é que o velho iPad 2 vai continuar sendo vendido pelo mesmo preço). Já o iPad Mini não vai se chamar air e vão aumentar o preço para 399, vendendo o velho por 299. Serão lançados no dia 1/11 em todo o mundo civilizado e semi-civilizado (não na Dilmalândia).

 

Comments on this entry are closed.

  • José Antonio Oliveira

    Agora que já posso falar, digo que não vi vantagem nenhuma no Mavericks. Pelo contrário.

    Seguem as coisas que não me agradaram, principalmente o Safari:
    1) Safari
    a) A função Developer está totalmente diferente e algumas coisas foram cortadas, além de terem mudado os atalhos do teclado.
    b) A tela inicial era mais bonita (Agora ficou igual à do Chrome ou do FF)
    c) Não aceita mais o guardião do Itaú para Pessoa Jurídica (Talvez isso seja culpa do Itaú)
    d) Fica querendo completar todos os campos mesmo que você diga que não quer.
    e) Já traz alguns campos preenchidos (geralmente errados) mesmo que tenha sido a primeira vez que você entrou naquele formulário.
    f) Agora parece que algumas coisas ele pede 2, 3, 4… confirmações quando vai rodar alguma coisa em Java.

    2) Trabalhar com dois monitores: Ele cisma em abrir alguns programas no monitor da esquerda mesmo que na última vez você tenha aberto no da direita.

    3) O Spotlight se perdeu na atualização. Tive que mandar reindexar e isso demorou pacas.

    4) Pode ser implicância, mas me parece mais pesado o Mac depois da atualização.

    Por outro lado gostei principalmente da atualização automática e espero não me arrepender de ter ativado isso. 🙂

    Enfim, se voltassem com o Safari 6 eu já ficava contente…