Desta vez o @cardoso exagerou na dose de bobagem no MeioBit

Antes de começar o texto, um aviso, o Cardoso tem muito mais leitores que eu, é infinitamente mais influente na blogosfera que eu e tem mais fãs e haters que eu. Gosto muito do estilo de escrita dele como já falei antes aqui, e acho infeliz os outros autores do Meio Bit que tentam copiar o estilo e expressões dele.

Tendo feito esta observação convém ressaltar que a formação científica do Cardoso é bastante inferior à daquele que vos escreve. Isto é arrogância? É uma constatação dos fatos, como o primeiro parágrafo. Comento a seguir um texto dele publicado hoje ontem no Meio Bit.

O texto dele vai em vermelho e o meu em azul.

Imagine que 95% dos acidentes de carro fossem causados por um vírus. Agora imagine que um grupo de cientistas descobriu uma vacina que protege contra esse vírus, mas como todo bom talismã mágico, há um porém: Você precisa se vacinar antes de aprender a dirigir.

Problema nenhum, certo? Vacine-se as crianças e pronto. Protegidas por toda a vida.

Se a vacina for segura, comparada com os possíveis danos causados à população e se for um gasto, em termos de saúde pública, que faça sentido, concordo plenamente.

Agora imagine que um grupo de idiotas acha que ao vacinar as crianças antes de aprenderem a dirigir as torna propensas a querer dirigir antes do tempo, e por isso preferem que seus filhos fiquem desprotegidos, suscetíveis ao vírus que causa 95% dos acidentes, mesmo sem nenhuma relação real entre uso da vacina e interesse em dirigir.

A comparação é desonesta, já que querer dirigir antes do tempo é diferente do que se comentará a seguir. Serve como uma metáfora, mas é bem fraca.

Em essência é a vacina contra o HPV, o Human Papyloma Virus. Esse bicho é responsável por verrugas genitais e diversos tipos de câncer, incluindo 95% dos casos de câncer de útero. E EXISTE UMA VACINA! isso mesmo, fuck cancer, uma vacina que aplicada em mulheres (casos de câncer de útero em homens tendem a ser raros) antes da fase sexualmente ativa, quando têm contato com o HPV e outros vírus, garante imunidade.

Descreveu de maneira boa o que faz a vacina e até aqui não temos muitos problemas.

A polêmica, criada por conservadores e fanáticos religiosos nos EUA, é que ao vacinar crianças e pré-adolescentes estariam estimulando esses jovens e iniciar atividade sexual. Sim, eu sei, não faz sentido, mas mesmo que fizesse se o preço pra proteger minha filha de um troço que causa 95% dos casos de câncer no útero fosse se tornar sexualmente ativa, eu mesmo contrataria o Kid Bengala.

O nome que se dá para contratar o Kid Bengala é pedofilia. Mesmo você sendo pai da criança ficticia o que você propôs é uma aberração tão grande que espanta não ter saltado aos olhos dos leitores do Meio Bit, mas isto tem uma explicação que vai mais adiante. Contratando o Kid Bengala depois de ter vacinado ela contra HPV pode fazer com que ela contraia Aids, Sífilis, Gonorréia e fique grávida na adolescência. Aí o esperto diria, mas o Kid Bengala irá usar preservativo, ok. Segue sendo pedofilia e diminui muito a chance de Aids, Sífilis, Gonorréia e engravidar.

Alheio a essa polêmica babaca, o SUS vai investir R$ 360,7 milhões na compra de 12 milhões de doses, aplicadas em meninas entre 10 e 11 anos, a partir de 2014. No Brasil o câncer de colo de útero é o segundo maior matador de mulheres, por ano são 4,8 mil vítimas fatais e 18.430 novos casos são diagnosticados.

Há várias prioridades que o Cardoso esquece e vacinar contra HPV aos 10 não é de longe a mais importante. Já visitei hospitais e pronto atendimentos de várias cidades do país e posso garantir que HPV não é de longe a maior preocupação. Em Amajari, RR, estive dois anos lá fazendo trabalho voluntário e os primeiros médicos que passaram lá foram do nosso grupo. Lá a grande preocupação de saúde é que quando se corta o dedo com uma serra não há quem conserte. O remédio é esquentar um facão e cortar o polegar fora. Depois que você faz uma cirurgia vascular na mesa do diretor da escola com estilete de cortar folha de caderno você tem um pouco mais de noção de onde se poderia empregar os 360 milhões de reais.

Não precisa ir a Roraima para ver coisas similares, no Capão Redondo um aluno que eu co-oriento na USP contou que a furadeira falhou e ele foi no supermercado comprar uma Black and Decker para abrir a caixa craniana. É episódico? Sim. Mas é um conjunto muito grande de fatos episódicos e conhecendo como é a administração do PT não creio que o estudo epidemiológico e de custo tenha sido o mais competente para o pais.

E não. O câncer de colo de útero não é o segundo matador de mulheres. Em termos de câncer em mulheres é o quarto que mais mata, o segundo mais comum. (1-Mama, 2-Aparelho Respiratório, 3-Colon e Reto, 4-Colo de útero).

Poderia dizer que há esperança disso mudar, mas não seria verdade. Não é esperança, é praticamente certeza.

Nos EUA, somente 32% das meninas tomaram as 3 doses necessárias para a vacina surtir efeito. O criminoso movimento antivaxxer e conservadores religiosos afetaram as campanhas de saúde pública. MESMO ASSIM comparando com dados pré-2006, quando a vacina foi introduzida, os casos de contaminação por HPV entre adolescentes caíram 56%.

Nenhuma variação na atividade sexual das meninas foi identificada. Estranhamente não associaram tomar injeção com autorização pra liberar a bacurinha.

Se este dado tiver a mesma confiabilidade do que tem acima fica difícil acreditar, além disso nunca é boa prática ler um artigo científico só pelo abstract. Quem já esteve dos dois lados do peer-review sabe como torturando bem os dados conseguimos mostrar quase tudo. Um estudo isolado, e que não tenho a referência acima, é difícil ter sua validade analisada.

No Brasil vamos superar de longe essa marca. Nossos conservadores religiosos não costumam encher o saco com assuntos de saúde pública, aqui até padre usa camisinha.

A citação ao padre sem vergonha, cujo link removi, mas você pode ver no Meio Bit é tentar confundir a discussão. Mas concordo, o brasileiro é muito frouxo (mesmo com as recentes manifestações) para brigar por estas coisas. E com relação ao grupos católicos no Brasil é mais fácil brigarem pela reforma agrária que discutir questões sérias de saúde pública.

De resto, qual foi a última vez que você viu um cachorro com hidrofobia ou uma criança aleijada por pólio? Vacinas funcionam, vide os casos de sarampo nos EUA após a introdução da vacina:

sarampo

Comparar sarampo com HPV é comparar laranjas e pepinos. Obviamente que o sarampo, como a varíola já foi, está em vias de ser erradicado e isto graças a campanhas inteligentes de vacinação.

Mas afinal, você, Pedro Paulo, é contra ou a favor de vacinar contra HPV. Eu não sou contra, mas acho que a questão é bem mais complexa que parece e precisa de uma discussão séria sem por o Kid Bengala no meio.

Portanto, faça a coisa certa e vacine suas filhas. Se não quiser esperar o SUS, a vacina já está na rede privada, e vale cada centavo de sei lá quanto estão cobrando. Não estou pedindo que acredite em mim. Como diz Richard Dawkins, ciência funciona. Se você baseia medicina em ciência, ela cura pessoas, se projeta aviões baseado em ciência, eles voam.

Ciência funciona, bitches.

O próprio Cardoso mostrou hoje como eles voam… Mas para quem crê que a Ciência é o único deus e Dawkins o seu profeta é fácil negligenciar estas contradições no próprio dia.

Com relação à razão pela qual os comentaristas do meio bit não atentaram para estes pontos, colo dois screenshots abaixo que ilustram bem a fauna.

Screen Shot 2013-07-03 at 21.19.22

Screen Shot 2013-07-03 at 21.19.39

 

Comments on this entry are closed.

  • Shark

    Só digo isso: meus parabéns.
    Canso de ver materias mal escritas no meiobit, inclusive com erros grotescos de concordancia e portugues…

  • Ricardo Bernigni

    O ódio a religião que ele tem é algo doentio.

    Eu sou meio ateu, mas acho que o cara sofre de religiofobia