Nokia Lumia 710 – Primeiras impressões

Desde que comprei meu iPhone 4 em novembro de 2010, não compro um telefone novo, e não iria comprar um, ainda mais da Nokia, não fosse pelo desenvolvimento de aplicativos. Estou muito satisfeito com o iPhone 4.

Explico o porquê da escolha. Estamos portando alguns aplicativos do iOS para Windows Phone 7.5 e, por esse motivo, comprei um Nokia Lumia 710, o telefone entry-level da Nokia com Windows Phone 7.5. O famoso pé-de-boi.

A compra do telefone na loja online da Nokia foi perfeita. Comprei na quinta-feira e recebi no sábado. Parece que a troca do Submarino pelo Ricardo Eletro foi acertada (já vai tarde Submarino). Não sei se outras pessoas tiveram algum problema, mas eu nunca recebi um produto comprado pela Internet tão rápido como esse Lumia 710. Honra seja feita.

À primeira vista, o aparelho me pareceu bastante frágil, talvez pela tampa plástica barulhenta e pelo aparelho ser todo de plástico; talvez pelo fato de usar diariamente um aparelho de alumínio e vidro Gorilla (o iPhone 4). O fato é que o Lumia 710 me pareceu muito frágil. Em todo caso, estou usando bastante o bicho desde sábado e até agora ainda não aconteceu nenhum sinistro com ele. Vamos ver se é só impressão. Em comparação com o N9 (irmão quase gêmeo do Lumia 800), o acabamento do Lumia 710 é bem mais fraco. O N9 é o aparelho mais lindo e bem acabado que já vi até hoje. Pena que rode MeeGo. Talvez o João Bernardo possa fazer um review do celular dele um dia desses… 😉

Mas voltemos ao Lumia 710. Na caixa, vem um fone de ouvido que ainda não abri, um carregador de parede, que ainda não abri, um generoso cabo USB-micro USB que tenho usado para carregar o celular, uma bateria BP-3L, um pequeno manual de acesso rápido e o Lumia 710. Ao contrário do que disseram no release da Nokia outro dia, o meu Lumia 710 não foi fabricado no Brasil. Na caixa vem um “Made in Korea”, o que me surpreendeu. Esperava um “Fabricado no Brasil”, mas tudo bem.

Ele usa o mesmo micro SIM que o iPhone usa, mas só descobri isso depois de comprar o SIM card pré pago da TIM, achando que ele usava SIM card normal. Resultado, tive que cortar o chip. Se você não comprar na operadora, tome o cuidado de arrumar um cortador de chip ou uma tesoura bem afiada com um molde em papel. Parece que isso está virando um padrão. O Lumia 800 também usa micro SIM e o N9 também.

Não vou falar aqui do Sistema Windows Phone 7.5 por enquanto, até porque o Mark fez um post só sobre isso há algum tempo atrás e ficou muito bom. Talvez eu faça um post sobre o WP7.5 em breve, talvez. O que digo é que até agora estou gostando muito do sistema. Ao contrário dos Androids que usei e não me acostumei, esse sistema tem me agradado muito.

Esse post é só para dar as primeiras impressões de um aparelho que estou usando há pouco tempo. Acho que essa combinação Nokia + Microsoft pode trazer enormes benefícios tanto para a Microsoft quanto para a Nokia. Uma aumenta consideravelmente o mercado do seu sistema operacional. A outra ressurge de um nebuloso passado recente formado por pesadelos tais como N97, N900, N8 e outros Meecos. 😉

Deixo abaixo umas fotos do celular. Daqui a alguns dias faço um resumo geral do aparelho + sistema.

Na caixa cabiam duas caixas do aparelho.

Gostei do cliente de e-mails. Faz thread de mensagens e é leve.

14 comentários em “Nokia Lumia 710 – Primeiras impressões”