Bitcoin

No domingo passado, nos EUA, a série americana The Good Wife teve um episódio que se chamava Bitcoin for Dummies. Não que eu veja novela americana, mas estava passando na sala e minha irmã estava vendo (eita desculpa esfarrapada) e fiquei interessado por este assunto. O episódio é uma discussão jurídica se o Bitcoin é ou não uma moeda e quem inventou o Bitcoin.

The Good Wife - Bitcoin for Dummies - O que é bitcoin?

Se você não sabe ainda o que é um Bitcoin, não se assuste, eu vou tentar explicar e depois passo um vídeo que ilustra como funciona.

A idéia do criador do Bitcoin (BTC), que, aliás, ninguém sabe quem é ao certo, era criar uma moeda, ou mais que isso, uma forma de transação na internet que tivesse as mesmas características do papel moeda, mas sem as desvantagens do papel moeda. Para isso, o BTC teria que respeitar as seguintes propriedades: permitir operações irreversíveis – quando você dá dinheiro a alguém em troca de um bem ou serviço, não tem como pegar o dinheiro de volta, sem ser com roubo ou por vontade do recipiente; além disso, o custo de transferir dinheiro de uma pessoa para outra é praticamente desprezível; o dinheiro gasto com algo não pode voltar a ser gasto com outra coisa. E as transações com dinheiro podem ser anônimas (que o digam os mensaleiros).

Com cartão de crédito pela internet é possível evitar o que se chama de “double spending” que seria gastar duas vezes o mesmo dinheiro, já que a operadora do Cartão garante isto. No entanto, não é possível evitar que a operação seja revertida (sim, em alguns casos o cliente pode estornar uma operação, abusando da boa fé do sistema) e o custo por transação é alto, já que uma entidade precisa supervisionar toda a relação de confiança (VISA, Amex, MasterCard).

Com o BTC, você tem uma carteira virtual de moedas que, ao utilizar para efetuar uma compra, você usa uma criptografia forte passa passar a propriedade desta moeda para a pessoa recipiente e faz isto de forma que toda a rede Bitcoin saiba que você fez a operação. Além disso, a rede Bitcoin é composta de inúmeros computadores que executam tarefas computacionais complexas para validar as transações na rede.

Quanto mais computadores na rede, mais seguro é o processo. E, neste momento, você pode se perguntar: que faz alguma pessoa deixar seu computador calculando para garantir a segurança da rede Bitcoin? A resposta é simples: os computadores que ficam calculando estão mineirando BTC. A cada x quantidade de tarefas que eles executam eles tem uma probabilidade p de ganhar um Bitcoin. Desta forma há um interesse econômico de deixar computadores rodando para garantir a segurança do sistema.

E custa algo tranferir de uma pessoa para outra? Sim, custa 0.0005 BTC e isto mantém o sistema em funcionamento.

Além disso, é possível trocar diversas moedas em BTC e vice versa. Quem sabe o Bitcoin ou algum sistema similar não substitui os cartões de crédito algum dia?

Quem quiser ler o artigo original do autor anônimo sobre o assunto pode ver aqui.

 

Comments on this entry are closed.