Borland: nunca mais se fez uma IDE igual

Nos anos 90 surgiu o Delphi, uma versão do Pascal com Objetos que na minha opinião foi a melhor IDE já feita na história. Poucos anos depois vendo o drama dos desenvolvedores C++ a Borland lançou o Borland C++ Builder.

20111208-062245.jpg

Quem usou estas ferramentas sabe que nunca mais se fez nada tão fácil como elas e a pergunta que me atormenta desde então é: qual a explicação?

Tanto o Visual Studio 2010 como o XCode 4.2 são ferramentas maduras e bastante modernas, o Visual Studio ainda é o melhor da atualidade, mas nenhum deles conseguiu gerênciar a parte de desenvolvimento de interfaces como fazia o Delphi.

E o Eclipse e Netbeans? Bom, estes são uma piada de mau gosto… Pesados, fracos e com um gerenciamento de plugins insano.

Mas meu foco é nas ferramentas da Microsoft e Apple, as duas mais importantes empresas de software do mundo: porque elas não conseguiram algo similar ao Delphi?

O que você acha?

Comments on this entry are closed.

  • Marcelo Barros

    É, PP, não é fácil viver com as IDEs de hoje 🙂 E aposto que muita gente nem sabe do que você está falando ! Ainda considero o VS superior, considerando o que temos hoje, pelo menos não tem um menu com botão direito que ocupa a tela inteira …

    As integrações com controle de versão também são duvidosas. O hg com netbeans é estranho, por exemplo, não usa os mesmo nomes das funções do console do hg.
    Pra piorar, vivo meu sistema agachando (i5, 4G) direto por bugs e problemas no SDK java. Vou ter que comprar uma workstation enorme pra desenvoler ? Cansativo.
    AH, esqueci …. se você não tiver um monitor de pelo menos 22 polegadas não consegue usar direito um netbeans/eclipse… Ser wide é obrigatório.

    Em Linux, sua vida piora ainda mais. Desisti por completo de gerir meus projetos Linux embedded com IDEs. Makefile, vim, geany, console, hg e só. No final, as IDEs só me atrapalham. A minha birra do Netbeans e eclipse (este último ainda mais) é grande. Uso, mas não gosto. Confesso que, quando faço código em Java, até são boas. Mas não acho o mesmo quando estou em C. Tudo piora ao debugar. Cansei também. Ando usando cgdb, linha de comando mesmo. É mais prático depois que você decora os comandos.

    Fico com a impressão de que o tempo passou e eu voltei no tempo …

  • Rafa Wolf

    Olá…sou programador Delphi…quero fazer uma correção no seu texto…o Delphi não “fazia” interfaces com facilidade, ele ainda faz…e como nunca ele está vivo…olha o site da embarcadero…que você vai saber do que estou falando, eles são os donos do Delphi a 3 ou 4 anos…e a versão XE2…tem compilação pra Mac, IOS, e Windows 64…a na próxima terá para Android e Linux …neste mês de novembro participei de uma conferência da embarcadero em SP …e a coisa ta muito boa mesmo…bom… no mais, concordo que VS é uma ótima IDE também…um abraço!

  • Pedro Paulo

    @marcelo, concordo 100% com você.

    @rafa. Bom saber que eles ainda estão por aí. Vi o site: http://www.embarcadero.com/products/delphi

  • O Delphi 1.0 continua imbatível pra mim. Nunca programei em nada mais redondo (e pra quem estava acostumado com Turbo Pascal e DOS era uma mudança incrível)…

  • Ahhh que saudades do Delphi. Usei desde a 1.0 até a versão 5.0.

    Realmente, até hoje nunca se viu nada igual. Detalhe que o Delphi 1.0 rodava redondinho em um 486 DX2 66MHz. Hoje o Eclipse precisa de pelo menos um Dual Core com 4GB de memória para se arrastar…

    Uma coisa que eu sinto falta no XCode e que já existe no Visual C++ desde a versão 6.0 (1999-2000), é você editar o código no meio do debug e ele continuar já com o código novo. Isso era uma coisa que ajudava muito. Às vezes, no meio do debug, você via um loop infinito por esquecer de incrementar um contador e podia já colocar um “i++;” que ele recompilava e continuava certinho.

  • João Bernardo

    Eu usava desde o fim de 2009 até o início do ano desse ano o Borland C++ Builder 6. Uma das piores IDEs que já fui obrigado a usar.
    Talvez por ser uma versão muito defasada eu achei ruim, mas todo mundo que trabalhava comigo só falava bem dela. Vai entender…

  • André

    Realmente o Eclipse não passa de uma sacola de plugins. Mas discordo em relação ao NetBeans. A instalação padrão deste já oferece todos os recursos básicos.

    Acredito que a queda de qualidade percebida pelo autor se deve ao fato de que as IDE’s estão muito genéricas atualmente. No mesmo ambiente desenvolve-se sistemas corporativos, aplicações desktops e aplicativos pra celular.

  • Detesto Borland

    Se essas ferramentas são tão boas, porque não a utilizam até hoje?
    Aqui na empresa temos sérios problemas de integração desta ferramenta com as novas versões de Windows, principalmente as 64 bits.
    Esta ferramenta não utiliza toda a capacidade de processamento para compilar, o que leva a horas de compilação dependendo do tamanho do sistema a ser compilado.
    Esta ferramenta não possui uma funcionalidade para refatorar o código, o que hoje qualquer ferramente tem. Não há integração com ferramentas de controle de versão o que eu considero primordial hoje em dia.
    Esta ferramenta, pode ter sido o top de linha de 10 anos atrás, mas se for medir produtividade hoje, sinto muito, o autor em questão está completamente equivocado, pois levou em considerações pequenas variáveis para a sua avaliação.

    Só mais umas consideração, para desenvolver em qualquer uma das IDEs atuais e requisito ter uma boa máquina, tanto processador quanto memória, pois estas foram desenhadas com recursos mínimos, consulte a configuração adequada antes de sair instalando por ai. Quanto a questão de ter de usar monitor Wide, eu acho que você não sabe utilizar nem o netbeans nem o eclipse, pois ambos tem suas perspectivas configuráveis para a forma que o usuário bem entender. E embora o “grandioso” builder também tenha esta opção de customização, já tive milhares de problemas com troca de perspectiva aqui, sendo necessário realizar a reinstalação do “poderoso” builder 6!

    Sem mais, grandioso dinossauro, favor atualizar sua máquina de desenvolvimento, porque com certeza você ainda utiliza Windows 98! E para de falar bobagens sem fundamento.