Os neutrinos mais rápidos que a velocidade da luz

Li um excelente post no ArsTechnica detalhando o experimento que foi feito na Suiça e que mostrou neutrinos chegando 60ns antes da luz num trajeto de 730km. Li também um post no MeioBit a respeito que não foi muito feliz: o Cardoso escreve muito bem, mas os dois textos dele de hoje foram fracos do ponto de vista da ciência.

Os próprios cientistas que participaram do experimento estão procurando achar furos nos seus resultados, talvez escaldados pelo efeito fusão à frio, talvez por receio de estar jogando por terra um dos pilares da física moderna: nada se move mais rápido que a luz (dizem que a diarréia sim).

E onde podem estar estas fontes de erro? No artigo que eles disponibilizaram hoje são algumas fontes de erro apontadas e descartadas:

  1. erro na medição da distância: descartado pois a precisão da medida confirmada por duas fontes independentes é de 7cm em 730km (~0,000001%)
  2. erro na medição do tempo: máximo erro do sistema 2,8ns
  3. erros devido aos relógios utilizados: <10ps
Fontes de Erro Experimento Neutrinos

Um dos cientistas diz que o achado é tão inesperado que ele espera que algum outro laboratório confirme o experimento antes de comemorar a descoberta.

Então, como diria minha avó: prudência e canja de galinha não fazem mal a ninguém. Não saia por aí dizendo que Einstein estava errado antes do assunto terminar de ser investigado.

Experimento Neutrinos velozes

Comments on this entry are closed.

  • Os neutrinos parecem estar viajando mais rápido que a luz pois os relógios sincronizados utilizados no experimento geram um sistema no qual a informação de tempo se propaga mais rápido que a luz. Neste tipo de sistema a luz (ou mesmo os neutrinos) podem ser utilizados para medir a velocidade com a qual a Terra se desloca no espaço. Isto gera um erro sistemático sobre o resultado obtido para a velocidade dos neutrinos.
    Assim é a Terra que se desloca no espaço com a velocidade de pelo menos 7km/s (na linha norte/sul que vai da Suíça até a Itália. Assim os não são os neutrinos que chegam mais rápido na Itália, mas a Itália que de fato se aproxima dos neutrinos enquanto eles estão viajando pelo interior da Terra…
    Vejam a explicação completa em:
    http://www.atomlig.com.br/poli/Neutrinos-PT.pdf

  • Pedro Paulo

    Interessante sua teoria. Vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos