Google Developer Day 2011 – Como foi?

A idéia do Google Developer Day é bastante interessante na teoria e muito mal implementada na prática. A idéia é trazer algo do Google I/O para os países, dando aos desenvolvedores locais oportunidade de aprender a desenvolver aplicações usando as ferramentas do Google.

Na prática a teoria é outra. Colocar 1250 pessoas num local que no máximo poderia abrigar metade disto é uma forma de mostrar que saber alocar o número correto de servidores não é o mesmo que saber organizar um evento. Se você já esteve no metrô de São Paulo, na linha vermelha, às 18:00 ou no metrô do Rio de Janeiro, na estação Uruguaiana vai entender o que estou falando.

As palestras foram legais, não houve nenhum momento uau, mas foram interessantes. Algumas coisas foram bem planejadas e mal executadas: cada cadeira na palestra principal tinha um óculos 3D escondido embaixo, no entanto ao passar o vídeo 3D esqueceram colocar a versão 3D, o pior é que não perceberam isto.

Puxa, mas você está reclamando muito, o evento é de graça e cavalo dado não se olha os dentes. Sim, o evento é grátis, mas o meu tempo não é, bem como o tempo de muitos outros que ali estavam.

Talvez cobrar algo, limitar o número de pessoas (eu com certeza vou ser cortado ano que vem por este texto) ou fazer o evento num local maior.

Mas não teve nada legal? Claro que sim, eu recomendo que você assista no Youtube os vídeos do curso de Youtube Live API, os de WebGL, o do Google + for Developers, no entanto a organização eclipsou muito o evento.

Uma palestra que merece uma menção especial foi a do Chris Schalke: “Como construir jogos excelentes na nuvem

@cschalk

Em resumo: acho que o pessoal do Google tem muito que aprender com Steve Jobs, Steve Ballmer e Bill Gates.

 

Comments on this entry are closed.