Infidelidade móvel

O Brasil é realmente um país atípico. E atípico é um eufemismo, claro. Troque por ridículo, se preferir. Por exemplo, é um dos lugares onde ter um plano pré-pago pode lhe dar mais vantagens do que um pós-pago, mesmo que isso contrarie toda a lógica e bom senso.

Você já deve ter visto um comercial daquela operadora que começa com T e termina com com IM falando sobre “SMS e Internet sem limites” (***) – quando você vê o asterisco já sabe que tem limites, certo ? – Enfim, nesta operadora, você faz isso com aproximadamente 30 reais por mês. E faz DDD a preço de centavos. Aquela outra, que é sinônimo de “olá”, pode dar boas vantagens para quem faz chamadas dentro da rede dela (DDD ou não) ou manda SMSs, num programa de bônus bastante interessante e inteligente. Ou ainda, na outra cujo nome é o antônimo de “morto”, você pode ter “Internet por um mês” (***) – olha os asteriscos de novo ! – por menos de 10 reais. Ou contratar 100 SMSs por 9,90. E, claro que está faltando outra grande operadora, também com planos parecidos de Internet para clientes pré, apesar de não ser tão generosa em SMSs (talvez porque ela chame de torpedos).

E o que, você, ludibriado do pós-pago, ganha com isso ? Se não faz ligações perto do limite do seu plano de minutos PARA OUTRAS OPERADORAS, apenas uma conta no fim do mês. Simplesmente não vale a pena.

Acompanhe os dados de um “ex-pós-pago”. Abaixo, meu consumo de SMS e chamadas. De cara, o volume de SMSs é tal que nenhuma franquia de SMS em planos pós com menos de 150 minutos atenderia. Ou seja: preciso pagar pelo excedente. Para piorar, não tenho perfil de “ligador”, com uma média mensal de menos de 9 minutos para outras operadoras. Isto custaria uns 14 reais, num plano pré. As outras chamadas são para fixo ou dentro da rede (favoritos), justamente os casos de uso cobertos pelos planos pré-pagos. Como consumidor de internet móvel, nunca tive muita chance de migrar para pré. Até agora. Infelizmente a companhia do T não é opção pra mim por ter um sinal péssimo onde trabalho e a que estava faltando tem uma qualidade muito baixa.

No final das contas, literalmente, mudando meu plano para pré-pago, vou gastar menos da metade e fazer a mesma coisa pagando uns 2 pacotes de 100 SMSs, 10 reais de internet e deixando 20 reais para as ligaçoes para outras operadoras.

Moral da história: façam as contas e escolham o que é mais vantajoso para vocês, não paguem pelo que não usam. Portem o número, se for o caso (já fiz duas vezes). Só façam planos pós adquirindo aparelhos se eles realmente custarem muito menos (coisa rara, mas existe) ou realmente precisarem de um bom plano de minutos ou serviços não cobertos num plano pré. Exercite a sua “infidelidade móvel” já que as operadoras não estão nem aí pra vocês.

 

5 comentários em “Infidelidade móvel”