Fazendo chá na Nespresso

Junto com a Nespresso, que eu comprei na Hungria, comprei umas cápsulas “desbloqueadas”, nas quais você coloca o pó de café que quiser, chamadas CoffeeDuck.

Um breve parêntese. Apesar dessa cafeteira ser 220V 50Hz, ela funciona perfeitamente com um transformador 110-220V de 2kVA na nossa rede elétrica de 60Hz. Já ouvi dizer que ela é preparada para funcionar nas duas frequências, já que o mesmo modelo é vendido para lugares que usam 220V 60Hz, mas não consegui confirmar se é por isso. O fato é que ela funciona perfeitamente aqui no Brasil. Fecha parênteses. 🙂

No comercial do CoffeeDuck, que deixo abaixo, parece muito simples fazer um café com seu próprio pó, mas na prática isso não funciona. O máximo que eu consegui foi fazer um café para misturar no leite. Assim mesmo ruim.

Comercial do CoffeeDuck. Propaganda enganosa...

Depois de tentar todas as maneiras de fazer um café bebível com a CoffeeDuck, eu desisti. Ou o café sai ralo ou sai fedorento. Nunca consegui usar. Já testei com pó de café comum (Pilão) e com pó de café para espresso do Armazém do Café e ambos saem ruins.

Antes de jogar fora a cápsula, resolvi testá-la para fazer chá, com um chá alemão que ganhamos todos os anos na época do Natal de uma amiga da minha esposa. Ele não vem em saquinhos individuais. Você precisa ferver a água e depois coar o chá.

Chá do advento (alemão)

Chá do advento (alemão) - Apesar de ter um gnomo, nada a ver com o advento, o chá é excelente.

Enchi uma cápsula com o chá fazendo pressão para colocar bastante lá dentro. Deixo abaixo um vídeo que eu fiz para mostrar a Nespresso fazendo um chá com a CoffeeDuck.

CoffeeDuck preparando Chá na Nespresso. (Acabei fazendo o vídeo na vertical. Desculpem-me.)

Ainda não testei com saquinho de chá normal, mas acho que deve ficar bom também. Eu disse no vídeo que uma cápsula consegue fazer uma xícara, mas, na verdade, é possível fazer duas xícaras e a segunda sai ainda mais forte que a primeira.

Comments on this entry are closed.

  • Francisco C. Lopes

    Gostei da ideia do chá!!!
    Mas chateado por saber que café normal não fica bom na cápsula desbloqueada… pior é que eu já indiquei para uns amigos… 😛
    Abraço!
    PS: só faltou dizer quem batizou essa cápsula de “desbloqueada”…kkkkkk.

  • José Antonio

    É verdade, o responsável por chamar a cápsula de “desbloqueada” é o próprio Francisco do comentário acima.

    É dele também o transformador de 2kVA que alimenta a Nespresso húngara. 😀

  • Murilo

    José, já tentou usar café soluvel? acho que sairia melhor pois os das capsulas devem ser soluveis.

  • José Antonio

    Com certeza as cápsulas da Nespresso usam café normal. Não é solúvel.

  • Carlos Bueno

    Caso queiram é só remover o alumínio da tampa, encher novamente com café normal (não solúvel) e depois recortar um quadrado de papel alumínio e selar novamente.
    50% das vezes fica bom… Quanto mais pó melhor!
    O chá não deve ficar bom pois o processo para fazer um bom chá implica no mesmo permanecer em infusão por 1 a 2 minutos para liberar suas propriedades.
    O Chá instantâneo sim pode ser uma opção!

  • Leticia

    Oi, José
    Tudo bem?
    Faz tempo que penso em comprar a maquina Nespresso, mas pensar no preço da CAPSULA me tira todo o prazer..
    E como ja ahavia visto essas genericas Coffeduck vim parar no seu site…
    O que seria café fedorento?
    Outra perguntinha..no ebay vendem tres capsulas diferentes:Esta sua, uma plastica transparente e outra tipo plastico de copinho de Danoninho..
    Será que todas sao péssimas…?!
    Me explique seu parecer sobre isso….?
    Abraços e obrigada

  • Explicar café fedorento sem poder mostrar o cheiro é meio complicado, hehehehe. Vamos ver se eu consigo. É um café sem cheiro de café e com um aroma muito ruim. 😀

    O problema dessa cápsula coffee duck é que, para durar muitíssimas vezes, ela já vem com furos nos lugares que a máquina furaria na capsula de alumínio. Por isso parte da água que ficaria em contato com o café, passa direto por ele e não faz a infusão necessária.

    Uma coisa que descobri com o uso da máquina é que as cápsulas normais recebem furos só numa extremidade para a água entrar em contato com o pó e, só depois de um tempo é que ela fura a outra extremidade para sair a infusão sob pressão.

    Portanto, cápsulas de plástico que já venham furadas ou cápsulas reaproveitadas (já tentei também) não fazem um bom café, por mais que o pó seja de boa qualidade.