Megasena da virada: Zeletron ensina você a ganhar?

Nesta semana que começa hoje teremos a megasena da Virada em que o prêmio pode atingir R$ 200 milhões. É uma bela quantia, e o Zeletron não tem como ensinar você a ganhar. Não há absolutamente nenhuma combinação que tenha mais probabilidade de ser sorteada que outra. Inclusive a combinação que saiu na semana passada tem a mesma probabilidade de ser sorteada que qualquer outra. Eu escrevi a respeito aqui neste mesmo blog.

A única forma de ter uma combinação mais provável que outra é se houver alguma assimetria no sorteio, fazendo com que alguns números sejam mais privilegiados que outros, mas supondo um sorteio bem feito, o que foi dito acima tem uma força que contraria nossas falsas crenças pseudo-estatísticas.

Além disso, não quero ser o estraga prazeres, mas a chance de você ganhar na loteria jogando um bilhete é praticamente nula. Algo como 0,0000017% em outras palavras há 99,9999983% de chance de você não ganhar. É claro que se você jogar mais números suas chances podem subir: Jogando 15 números (e pagando 10.010 reais pelo bilhete) você tem 0,01 % de chance de ganhar e 99,99% de chance de não ganhar e perder os R$ 10.010,00

Se você quiser saber quantas semanas levaria para você ganhar na loteria pode usar o script abaixo que fiz para você:

import random
# MAXIMO DE TENTATIVAS QUE VOCE QUER
JOGOS = 5000000
 
# TAMANHO DO JOGO QUE VOCE FARIA - DE 6 a 15 NUMEROS
a = [1, 2,  3,  4,  5,  6,  7,  8,  9]
 
def jogo():
    lista = range(1,61)
    return [lista.pop(int(random.random()*(60-i))) for i in xrange(6)]
 
for i in xrange(JOGOS):
    l = jogo()
    jogada = True
    for t in l:
        if t not in a:
            jogada = False
            break
    if jogada==True:
        print i,l

Como a experiência vai mostrar, serão muitas semanas…

Então quer dizer que não devo jogar? Não foi isso que disse, jogar um ou outro bilhete, uma vez ou outra, pode ser uma diversão, uma brincadeira familiar.

Agora ganhar na loteria, por mais paradoxal que parece, além de muito raro pode ser uma maldição. Maldição??? Como você ousa dizer que ganhar 200 milhões de reais pode ser uma maldição, perguntaria você. Eu respondo dizendo: pense em todas as transformações que aconteceriam na sua vida se você ganhasse 200 milhões na loteria. Na facilidade em gastar, em parar de trabalhar, em mudar as relações familiares e de amizade. É um bom exercício mental pensar nisto e ajuda a conhecer-nos.

Eu confesso, que devido a pressões no trabalho, o pessoal fez um bolão, tive que dar R$ 25,00 para comprarem um bilhete. No entanto peço a Deus que não ganhemos na loteria, não estou preparado para isso. Uma coisa é enriquecer a custa de um trabalho duro e bem feito, outra bem diferente é ficar rico numa rodada da sorte.

Novo post no TechTudo: Microsoft e Intel na era dos Tablets

Como alguns já sabem, tenho escrito alguns posts no novo blog de tecnologia da Globo.com chamado Techtudo.

Meu artigo mais recente escrito por lá fala das posições da Microsoft e da Intel no mercado dos tablets.

Para mim, elas já estão atrasadas nessa que será a próxima febre de gadgets. Por outro lado, Apple, Google e ARM já saíram na frente.

Leiam o artigo completo no Techtudo.

O patrão ficou maluco! Pacotão de Natal Zeletron!

Na verdade, a patroa ficou maluca e resolveu baixar o preço do N97 dela. O aparelho que estava sendo vendido por R$ 850,00 sem o valor do frete, agora está custando só R$750,00 com frete grátis por encomenda normal para qualquer lugar do Brasil! Se quiser SEDEX, nós rachamos o valor do envio com o comprador!

Para ver o anúncio completo com todas as informações do N97, clique aqui.


Para não deixar a patroa ficar maluca sozinha, fiquei maluco também e baixei o preço do iPod Touch 32GB. O aparelho que estava custando R$ 650,00 sem o valor do frete, agora está custando só R$ 550,00 com frete grátis por encomenda normal para todo o Brasil! Se quiser SEDEX, nós rachamos o valor do envio com o comprador!

iPod Touch 3a Ger 32GB

Para ver o anúncio completo com todas as informações do iPod Touch 32GB (3a Geração), clique aqui.

Os interessados deverão enviar um e-mail para querocomprar@zeletron.com.br informando o aparelho que quer comprar.

A promoção é válida enquanto durarem os nossos estoques. 😉

Romário e o Facetime

Simplicidade e Beleza são a perfeição

Quando a Apple lançou o Facetime, no IPhone 4, muita gente comentou: puxa, vídeo chamada já existe há muito tempo. Ou então: os celulares da Nokia tem isto mesmo nos modelos mais baratos como o 6120.

Para explicar o que quero dizer vou recorrer a uma metáfora. Se o Bebeto cruzasse aquela mesma bola do vídeo acima e o centroavante que estivesse com a camisa 11 da seleção fosse:

  • Obina: Teríamos uma pancada que talvez estufasse as redes, talvez saísse do estádio.
  • Robinho: Ia tentar bater de letra, talvez um golaço, talvez nas mãos do goleiro.
  • Ronaldo: Daria um chute certeiro. Gol, mas nada de especial.
  • Denilson: mataria a bola e tentaria driblar o zagueiro e o goleiro.

Já o Romário fez talvez o gol mais bonito e plástico que a situação permitia com um toque de infinita simplicidade. Ali não havia nenhum movimento sobrando ou faltando, mas a medida exata e aquilo fez a beleza do Gol. Se chutasse mil bolas como aquela as mil entrariam.

E o que o Facetime tem a ver com isso? De certa forma o Facetime é o mesmo que já existia antes: video chamada. No entanto é diferente: neste produto, mas que em outros a Apple conseguiu unir a beleza e a simplicidade e fez funcionar algo que era usado mas sentíamos que estava faltando algo.

Antes que os leitores chutem o balde dizendo que estou bajulando a Apple, pediria que em primeiro lugar testassem o Facetime, além disso que considerassem que não creio que a Apple seja em tudo melhor que a Nokia, Google, Microsoft ou RIM, mas que ao unir a beleza e a simplicidade ela consegue inovar fazendo mais do mesmo.

Não se deve brincar com quem está quieto

Uma das primeiras lições que aprendi mexendo com servidores e redes foi a seguinte: Não importa o quão grande ou segura é sua rede, alguém pode conseguir invadi-la. Se ainda não invadiram o seu sistema, é porque ou não vale a pena, ou porque ainda não tentaram o suficiente.

Pode parecer exagero da minha parte, mas eu respeito muito os hackers. Já vi esses sujeitos fazendo coisas do arco da velha, que deixariam qualquer gerente de segurança de cabelos em pé. Portanto, é preciso respeitá-los.

O ataque mais recente foi divulgado ontem, 12/12/2010, por um grupo de hackers chamado Gnosis, e teve por alvo nada mais, nada menos que a Gawker Media, a dona do Gizmodo, Techcrunch, LifeHacker e outros sites e blogs famosos.

O motivo do ataque, segundo os hackers, foi o fato de editores de blogs da Gawker terem menosprezado e feito chacota de ataques anteriores de hakers. Isso mexeu com os brios deles e, segundo o texto da explicação que eles deram, eles resolveram subir um pouco o nível dos ataques.

Com o ataque, eles tiveram acesso a vários servidores da Gawker e fizeram as seguintes façanhas:

  • Copiaram todos os bancos de dados de servidores da Gawker.
  • Disponibilizaram no The Pirate Bay a torrent de um arquivo de 500MB contendo dados de 1.3 milhões de usuários dos blogs da Gawker.
  • Quebraram milhares de senhas de usuários (apesar de estarem encriptadas)
  • Invadiram o e-mail e contas de twitter de vários editores, inclusive do dono da Gawker
  • Divulgaram conversas de chats de editores da Gawker
  • Postaram no blog Gawker.com
  • Postaram no Twitter do dono da Gawker
  • Publicaram todas as senhas que queriam
  • Apagaram todos os bancos de dados que viram pela frente

Resumindo, o estrago foi enorme! Deixaram os donos da Gawker envergonhadíssimos pela facilidade com que o ataque foi feito e pela quantidade de pessoas expostas pelos hackers.

As falhas de segurança eram várias, uma delas era o sistema de encriptação das senhas, o ultrapassado DES, onde bastavam oito caracteres da senha para se ter acesso à conta. Isso facilitou muitíssimo a vida dos invasores, que precisaram de menos trabalho para quebrar as senhas que queriam.

Outro problema foi o fato de os editores e diretores usarem a mesma senha para tudo: e-mail, backend, FTP, blog, chat, twitter, flickr, etc. Bastava descobrir uma senha de uma dessas pessoas para fazer a festa em todas as contas desse indivíduo.

De posse de todos esses dados, eles resolveram decodificar umas 200.000 senhas para divulgá-las e analisar. Descobriram uma coisa que já se sabia há muito tempo, que a maioria das pessoas usa a senha “123456” ou “password”.

Um site de segurança resolveu analisar os dados e chegou aos seguintes números na sua amostra:

Usuários  Senha
--------  --------
   2516   123456
   2188   password
   1205   12345678
    696    qwerty
    498    abc123
    459    12345
    441    monkey
    413    111111
    385    consumer
    376    letmein
    351    1234
    318    dragon
    307    trustno1
    303    baseball
    302    gizmodo

Essa história e muitos outros detalhes estão em vários sites e foram tirados de um arquivo texto que vinha junto com a torrent, que já saiu do ar, é claro. Ontem à noite alguém no twitter colocou um link desse arquivo no pastebin e pude ler o caso com todos os detalhes. A história é realmente de arrepiar. Os editores da Gawker devem estar morrendo de vergonha de terem sido expostos para uma multidão de pessoas. Não vou divulgar o link do arquivo texto porque acho que não vale a pena expor os usuários e os editores da Gawker mais do que já foram expostos. Se você quiser mesmo esses dados, procure no Google. Vai encontrá-los, com certeza.

Um detalhe interessante: Ontem e hoje houve uma correria dos usuários do Gizmodo, Lifehaker e outros blogs para trocar as suas senhas, uma vez que elas já haviam sido divulgadas para meio mundo e suas contas estavam em risco. Alguns espertalhões montaram sites de “consulta” para as pessoas saberem se sua senha tinha sido exposta. Alguns desses sites nada mais faziam do que coletar os e-mails dos infelizes que caiam na armadilha.

Bom, moral da história: Não se deve mexer com quem está quieto. A bagunça pode ser muito maior do que se imagina.

Edit: O TechCrunch, como foi muito bem observado nos comentários, não é da Gawker. Desculpem a falha.

E assim eu mantive meu servidor estável…

Há vários meses vinha tendo problemas diários de instabilidade no servidor do Zeletron. Todo santo dia o uso de memória do servidor ia a 100% e travava tudo.

Primeiro desconfiei de ataque, mas não havia nenhum rastro de hackers ou qualquer coisa parecida. Depois me sugeriram que fosse algum pacote desatualizado fazendo uma lambança, mas a máquina está sempre atualizada com a última versão stable de tudo.

E assim foi passando o tempo… Com isso, demorei muito para descobrir que o vilão do meu servidor era o Apache que estava gastando RAM demais. A máquina já ligava com 50% da memória usada, e, com as conexões chegando ao blog, ela ia facilmente para 90% fora do horário de pico.

Depois de muito procurar no Google, encontrei a explicação para o problema e a solução. Resumindo a história, o padrão do apache é deixar um número alto de clientes simultâneos (se não me engano eram 150), mesmo que você não precise disso tudo.

A solução é reduzir esse número para o mais baixo que você puder, sempre tomando cuidado para não baixar demais e ter o efeito contrário, o de congestionar o acesso por causa de poucos clientes simultâneos.

A idéia é a seguinte, se você tem no máximo 50 requisições simultâneas, não precisa de 150 nunca. Quanto menos processos simultâneos ele abrir, menos memória ele gasta.

Mas como eu descubro quantos clientes simultâneos são necessários?

O comando apache2ctl status te diz quantas requisições estão sendo tratadas num dado momento. A idéia é pegar um horário de pico e monitorar esse dado, para ver quantas requisições simultâneas estão sendo usadas.

Vejam o exemplo abaixo:

Parent Server Generation: 5
12 requests currently being processed, 8 idle workers

KKKWWKKW_K_K___KK___............................................

Scoreboard Key:
"_" Waiting for Connection, "S" Starting up, "R" Reading Request,
"W" Sending Reply, "K" Keepalive (read), "D" DNS Lookup,
"C" Closing connection, "L" Logging, "G" Gracefully finishing,
"I" Idle cleanup of worker, "." Open slot with no current process

De posse dos dados do comando apache2ctl status, descobri que 20 clientes simultâneos eram suficientes para atender o meu público. Com isso, pude configurar o arquivo apache2.conf (geralmente em /etc/apache2/) com as informações abaixo:

<IfModule mpm_worker_module>
    StartServers          2
    MaxClients           20
    MinSpareThreads      25
    MaxSpareThreads      75
    ThreadsPerChild      25
    MaxRequestsPerChild   0
</IfModule>

Esse pequeno ajuste foi o suficiente para manter o servidor de pé por 15 dias até agora, com um uso de memória bem razoável, sem chegar nunca a 85%.

Pode ser que eu tenha que subir um pouco esses valores mais para frente, apesar de não ter tido nenhuma reclamação de congestionamento do blog nesses 15 dias. Mas o que interessa é que encontrei o X da questão e consegui resolver a equação sem ter que contratar mais memória ou trocar de servidor.

Itunes Rewind 2010 – Ganhamos dois prêmios e um lançamento

A Netfilter tem desenvolvido aplicativos para IPhone desde junho e já conta com cerca de um milhão de downloads. Ontem porém tivemos uma boa surpresa quando nosso chefe anunciou que havíamos ganhado o ITunes Rewind Brasil 2010 em duas categorias, com dois programas diferentes.

O Itunes Rewind é uma lista com os dez aplicativos mais baixados no ano nas principais lojas do mundo. Sabíamos da existência da estatística, mas achávamos que não ganharíamos nada pois começamos a publicar em junho. Portanto ficamos muito felizes ontem com a lista.

Os nossos premiados foram: Damas 3000 (8o Lugar IPhone Free), Manobrista Maluco (4o lugar IPad Free). Como quem ficou na nossa frente foi Skype, Twitter, Facebook, Google, Apple, etc; foi um excelente resultado.

E para comemorar hoje lançamos nosso mais novo aplicativo: Labirinto Maluco, para quem tem mais de 25 anos de idade é algo que vai trazer de volta as lembranças da infância!

http://itunes.apple.com/br/app/labirinto-maluco/id405992194?mt=8

Labirinto Maluco
Labirinto Maluco

Não vale a pena brigar por fabricante de celular

Uma quase flamewar começou no post Outra pedra no caminho da Nokia – Os N8 mortos e fez este humilde analista pensar um pouco: não vale a pena brigar por nenhum fabricante, sua lealdade para com ele pode ser grande mas a dele para com você é zero. E a Nokia, pelo menos no caso do NokiaBR que eu acompanhei de longe, mostrou o tamanho da lealdade dela.

Compre o celular que for melhor para você! Desenvolva para a plataforma que dê melhores resultados para você. Que se lixem os fabricantes, eles também não ligam para você!

Outra pedra no caminho da Nokia – Os N8 mortos

Depois de todos os problemas que o N97 trouxe para a Nokia em 2009, parecia que, finalmente, eles tinham acertado a mão no lançamento de um aparelho topo de linha impecável, o N8.

Um aparelho sólido, com sistema novo (Symbian^3), câmera de 12MPx com flash de Xenon, tela capacitiva com alta resolução, hardware decente e uma experiência de uso excelente. Isso tem tudo para dar certo, correto? Correto. Mas… Apareceu outra pedra no caminho da Nokia.

No meio do mês passado, começaram a aparecer usuários reclamando que seus aparelhos haviam “morrido” sem motivo. Simplesmente não ligavam mais. Alguns reclamavam que o aparelho já havia chegado “morto” da loja. Outros ainda começaram a reclamar que o celular reiniciava muito e que depois morria. Outros reclamavam que o aparelho estava sendo usado e desligava sozinho e nunca mais ligava.

A Nokia informou oficialmente que um “número limitado” (mais vago impossível) de aparelhos estava apresentando defeitos e que a garantia cobriria esse defeito, bastando enviar o aparelho a um assistência da Nokia ou na loja onde ele foi comprado. Menos mal.

Ainda não se sabe quanto é esse “número limitado” (imagina se fosse infinito!) de aparelhos.

Só sei que há um tópico de 11 páginas no Forum de suporte da Nokia Europa e lá pude ver consumidores dos quatro cantos do mundo. Para citar alguns: Malásia, Tailândia, Inglaterra, Canadá, Paquistão, Índia, Alemanha, Estados Unidos, Brasil, Dinamarca, Austrália, Holanda, Suíça, Egito… E por aí vai. Parei de ler na sexta página.

No Orkut encontrei diversos relatos de aparelhos nacionais, fabricados aqui no nosso país. Um exemplo de aparelho brasileiro com o defeito é o do meu amigo Ricardo “Belinex”, que já recebeu o aparelho dele mortinho da silva. Vejam aqui o post dele com o vídeo de unboxing.

O que parecia um probleminha está começando a virar um problemão, tal como o defeito das câmeras do N97 e muitos outros. O aparelho que tinha tudo para ser um campeão de vendas está agora começando a se mostrar não tão perfeito assim. Não acho que isso deva ser motivo para pânico, mas é bom alertar que isso não é um fato isolado e, muito menos, está restrito a uma série de aparelhos.

E você? Comprou um N8 e ele morreu? Conte-nos o que houve com seu aparelho.

Assine o RSS do Zeletron

Há alguns dias, o blog Zeletron completou seu primeiro aniversário e, no próximo dia 05 de janeiro, completará um ano da união forçada do blog NokiaBR com o Zeletron, aquele tiro no pé que a Nokia deu no início do ano, lembra?

Pois bem, graças a todo o apoio dos leitores, dos colaboradores e dos blogueiros amigos, conseguimos chegar a um nível de visitas quase igual ao que tínhamos com o outro blog, mas o número de assinantes do RSS ainda está bastante baixo. Hoje estamos com mais ou menos 700 leitores do RSS diários, em comparação com os 1300 leitores diários do feed do NokiaBR.

A idéia é muito simples. Assine e divulgue o RSS do Zeletron. No dia em que chegar em 1000 leitores do feed, sortearei 2 camisetas do blog para os leitores do Zeletron.

Quando alcançarmos os 1300 leitores do feed, sortearei mais 5 camisetas do blog para os leitores.

Para assinar o feed RSS, visite o endereço http://feeds.feedburner.com/zeletron ou adicione esse endereço diretamente no Google Reader. O número de assinantes muda diariamente e fica lá embaixo na barra lateral do blog e é igual a esse widget que deixo abaixo.

Vamos lá, pessoal! Vamos subir esse número!