aTube 2.2.520 resolve o problema de vídeos em HD

O aTube é daqueles programas gratuitos que têm que ser instalados logo que se formata o HD e se instala o Windows num computador, da mesma forma que o Notepad++, o GIMP, o Inkscape, o Chrome, o VLC e por aí vai.

Ele é excelente para baixar vídeos do Youtube e já utilizo há bastante tempo. O problema é que ele não estava mais conseguindo baixar os vídeos em alta resolução (720p e 1080p). Sempre dava um erro quando se marcava a caixa de opção para baixar em HD.

Há algum tempo ele vem me dizendo que já existe uma nova versão disponível, mas vinha ignorando o aviso. Hoje resolvi acolher a sua insistente oferta de ajuda e atualizei o aTube para a versão mais nova. Para minha surpresa, consegui baixar dois vídeos em HD. Um em 720p e outro em 1080p.

Além da função de baixar vídeos do Youtube, o aTube é um excelente conversor de formatos de vídeo. Segundo o site ele consegue trabalhar com os seguintes formatos de vídeo e áudio: 3GP, 3G2, AVI, XVID, MP4, MP3, MP2, WMA, WMV, GIF, FLAC, WAV, PSP, MPG, VOB, OGG, MOV e AVI.

E mais, ele ainda grava CDs e DVDs, faz screenshots (imagens estáticas da tela), grava áudio e faz gravações da tela com áudio do PC (screencast). Um verdadeiro canivete suíço.

Deixo abaixo um teste de screencast com a própria interface do aTube.

Para baixar o aTube, clique no link abaixo:
http://atube-catcher.dsnetwb.com

Voltando à programação normal ou “Quero voar num desses”

Acabei de ver um negócio muito maneiro, um HPO voando no youtube! O primeiro ornitóptero movido por um homem teve seu primeiro vôo com sucesso no dia 22 de setembro deste ano, no Canadá. Ele manteve sua velocidade e altitude por 19 segundos.

Para explicar melhor, um ornitóptero é uma aeronave que imita o bater de asas de uma ave. O prefixo “ornito” quer dizer “ave ou pássaro” e o sufixo “ptero” quer dizer “asa”. HPO quer dizer Human-Powered Ornithopter ou, em português, Ornitóptero de Propulsão Humana. Zeletron também é cultura 🙂

O Snowbird

Criado por um grupo de estudantes e professores da Universidade de Toronto, no Canadá, esse ornitóptero se chama Snowbird. Sua asa tem 32 metros de envergadura e ele pesa apenas 43,5kg. O bater de suas asas tem uma frequência de 0,65Hz (ou 39 vezes por minuto).

Vejam o vídeo abaixo e me digam se não têm vontade de também voar num desses? Só não gostaria de ficar dentro de um saco plástico como o piloto estava. 😮

O site do projeto é o seguinte:

http://hpo.ornithopter.net/

Ou se corrompe, ou se omite ou vai para a Guerra!

Off-topic de sábado para os que tem filhos e os que não tem ainda.

A primeira eleição de que me lembro foi em 1982, tinha sete anos e fui com meu pai votar. Fiquei fascinado com a urna, vi meu pai ir a cabine, rezar uns segundos, escrever seu voto, dobrar e por na urna.

Confesso que do alto dos meus sete anos fiquei com inveja do poder que tinha meu pai de escolher quem ia nos governar. A solenidade do ato e a beleza da democracia comovem e formam as crianças. Em outras eleições foi minha mãe quem me levou. Sempre ficou este desejo de poder votar.

Estamos diante de uma encruzilhada em nossa nação e diante de um feriado. Tendo isto em conta penso que, respeitadas as circunstâncias de cada familia, é fundamental que os pais mostrem seu apreço pela democracia indo viajar apenas depois de votar. Atitudes como esta ficam gravadas no coração dos filhos, são lições que não podem ser transmitidas de outra forma.

Li este relato que vai abaixo na Internet e transcrevo aqui porque pode nos inspirar:

Meu pai passou por duas cirurgias contra câncer e disse que vai votar neste domingo: “Meu filho, sou contra o aborto, nem que seja a última coisa que faça em minha vida, nem que eu morra depois de apertar o confirma.”

Confesso que o coração dizia para não deixar ele ir, mas com olhos mareados prometi levar.

— Depoimento de um filho

Recomendo também a leitura da mensagem que o Santo Padre o Papa Bento XVI enviou hoje aos bispos do Maranhão e do Brasil: Aqui

[Breaking News] – Falha de segurança no iOS

Rápida postagem enquanto sigo no meu modo standby da luta do bem contra “a” mal.

Imagine seu IPhone com a tela travada. Pois é. Toda sua agenda fica exposta assim:

1) Toque em ligação de emergência
2) Tecle ###
3) Tecle send ao mesmo tempo que aperta o botão de cima.

Mais detalhes no video abaixo postado no Hackaday.

Nokia N8: impressões da bateria após uma semana de uso

Após uma semana deu para ter uma ideia melhor do aparelho. Em especial, a bateria era algo que me incomodava por seguir a linha das baterias que não são removíveis facilmente. No N8 você precisa retirar dois parafusos para isso. Logo, não foi feito para o usuário ficar tirando.

Durante a semana, fiz três testes diferentes.

1) No primeiro, tudo ligado sem economia e uso intenso. Foi o dia que deixei o N8 na mão de quem quisesse ver. Fizeram a festa com ele: fotos, vídeos, mapas, Internet, etc. Logo, a bateria foi embora em um dia.

2) O segundo teste foi deixar o modo de economia ligado enquanto seguia com minha rotina normal. Para isso, aperte o botão power e escolha “Ativar modo de economia de energia”. Dá para perceber que ele desliga o 3G, reduz o brilho da tela, some com o screen saver, reduz os tempos de bloqueio de tela e desliga o bluetooth. Não sei se ele faz outras coisas, como reduzir a velocidade do processador, mas acredito que sim. Segui com meu uso normal, que envolve navegações esporádicas, twitter intenso, algumas chamadas, bluetooth no carro para streaming de áudio e hands-free (ligava ao entrar e desligava ao sair, dando cerca de uma hora e meia, no total), escutas música durante o dia (deve ter somado umas 3a 4h) e muitos SMSs. Também fiz o que já era hábito com meus Nokias: desligar na hora de dormir. Isto me deu dois dias e meio de bateria. Fico pensando que poderia ser melhor se eu eliminasse o streaming via bluetooth mas isto foge do meu uso normal e do requisito “um aparelho pra tudo”.

3) Finalmente, passei pro teste “esqueça que a bateria existe”. Antes de mais nada, este é o meu modo default. Como o aparelho carrega via USB, volta e meia você acaba carregando um pouco a bateria. Além disso, se a bateria dura pelo menos um dia em uso intenso, sempre se tem tempo para carregar de noite. A demanda do dia irá decidir a recarga, não o contrário. Deixei em modo de economia ligado quase sempre mas mudava ao querer velocidade de acesso a Internet via 3G.  Não gosto de ficar pensando em bateria, prefiro ter os meios de carregar sempre a mão quando for necessário (carregador no carro, via USB e o de parede). Neste modo, vi de tudo, desde a bateria reduzir à metade após dois vídeos via HDMI para a TV, não cair nem um pontinho ao final de um dia tranquilo, o transmissor de FM sumir com um quarto dela após uma hora de uso e depois a USB recuperar um pouco disso ao carregar por alguns minutos enquanto eu descarregava mais músicas. Enfim, dá pra ser menos “certinho” com a bateria, até porque quando os pontinhos começam a cair eles não vão de uma vez. Sei que não é a forma melhor de usar uma bateria, mas não tenho paciência pra ficar regrando isso sempre.

Dúvidas, mandem que eu respondo.

Claro e TIM continuam enganando dizendo que vendem o iPhone 4

Hoje não teremos post off-topic, como é de costume. Vamos ao post.

Tenho visto durante os últimos 15 dias um monte de propagandas da Claro em jornais e revistas. A Tim tem feito propaganda em suas lojas e na Internet. O grande problema, é que quando você resolve que quer comprar o aparelho e vai à loja eles dizem que não têm e que você precisa entrar numa fila de espera. O mesmo acontece no site da TIM, onde você precisa preencher seu nome e e-mail para entrar numa fila.

Minha esposa colocou o nome na loja da Tim há 21 dias e eu fiz o mesmo no site há uma semana. Primeiro prometeram para o dia 08/10, depois para o dia 22/10 e agora não têm nenhuma previsão para o aparelho aparecer nas lojas.

Será que, quando aparecer o aparelho nas lojas, eles vão dizer que aquele preço era uma promoção e que agora vai custar mais caro?

Será que os nossos nomes, e-mails e telefones vão entrar numa lista de telemarketing ativo para recebermos SPAM e chamadas indesejadas?

Será que eles estão com o iPhone 3G S encalhado e querem vender pelo mesmo valor do iPhone 4?

Eu não sei qual é a estratégia “genial” dessas operadoras. Só sei que ela não está funcionando. Ninguém vai comprar um iPhone 3G S sabendo que o iPhone 4 estará disponível em breve (já deveria estar).

Eu só sei que já vendi meu N82 e meu E71 e continuo sem conseguir comprar o iPhone 4. Vou esperar para vender o iPod Touch quando já tiver comprado o iPhone, para não ficar sem um aparelho com iOS.

Era mais simples fazer como a Vivo e a Oi fazem: Não anunciamos o iPhone 4 por que não temos para vender no momento. É mais honesta essa postura.

Girando imagens no iPhone e iPod Touch

Apesar de não ter câmera no meu iPod Touch, às vezes tiro um screenshot da tela do aparelho quando ele está na horizontal, e a imagem fica na vertical (o que eu acho uma burrice, já que ele tem acelerômetro e podia saber que estava na horizontal, mas tudo bem).

Vejam a imagem abaixo:

Imagino que coisas parecidas devem acontecer com a câmera do iPhone, me corrijam se eu estiver errado.

Agora, se eu quisesse mandar essa imagem para o Twitter ou para alguém por e-mail, não iria ficar tão bacana. Como resolver isso, já que o iPhone e o iPod Touch não têm uma maneira nativa de girar as fotos e imagens em geral?

E aí vem a grande vantagem dos iPhones e  iPods Touch, se não existe uma coisa nativa, ela existe na AppStore e muitas vezes é grátis!

Dito e feito: Com uma busca na AppStore encontrei uma dúzia de programas que giravam fotos. Escolhi o gratuito com mais estrelinhas, o “Rotator”, e o instalei. Ele é um programinha bem simples mas que faz exatamente o que se propõe a fazer, girar fotos.

Para baixar o Rotator, visite a página abaixo no iTunes.

http://itunes.apple.com/br/app/rotator/id307927706?mt=8

A imagem acima ficou assim, como era de se esperar:

Nokia N8 – Hands on (parte I)

O texto a seguir é de autoria do @Valtinho, refletindo a opinião dele sobre o Nokia N8. A ideia de usuários escrevendo veio deste post.

Deixarei as questões técnicas para os especialistas, falarei de pontos práticos. Fiquei três dias com o N8, sem alterar muito minha rotina. A ideia era ver se ele iria facilitar ou não a minha vida!

Vou começar falando das minhas dificuldades com o aparelho. Não tive boas experiências com o Bluetooth (acho que por não ser o firmware definitivo), problemas para transferir vídeos e fotos para o N900 e o note.  Outro ponto é quando se seleciona enviar em uma foto, não temos a opção de publicá-la na Internet. Só oferece as opções mensagem, e-mail e Bluetooth. Esse problema é minimizado quando o interesse é publicar no Twitter, pois usando o Ovi é possível (existe um novo programa chamado Social que integra o Twitter e Facebook,  muito bom), mas poderia ser mais fácil. O transmissor FM do N900 é bem melhor. A bateria me surpreendeu, achei que não fosse durar o dia todo, mas resistiu bem.

Agora o que realmente faz a diferença é o conjunto multimídia desse equipamento. Fotos e vídeos fantásticos, como podemos ver nas amostras a seguir:

Macro do N8
Macro do N8

Foto em modo automático do N8
Foto em modo automático do N8

O flash xênon está de volta, fazendo-me esquecer completamente o N82. Os vídeos em HD vistos em uma TV de 42 polegadas são impressionantes, comparáveis aos da minha Sony W230.

Gostei de jogar Need for speed na TV usando o cabo HDMI, mas o meu cabo é pesado e isso não deve ser rotina pra mim. Mas para quem não tem um Playstation pode ser útil. Jogar no celular é muito bacana, responde muito bem e dirigir inclinando o celular foi uma diversão! Isso me remete a empunhadura do N8, muito boa tanto na vertical, quanto na horizontal. Facilmente manuseável com uma mão só. Ele é um pouco mais espesso que o E72, mas bem mais fino que N900 (metade da espessura).

O desktop do N8 é composto por três páginas, que podem conter até 6 widgets por página, algo bem parecido com o N97. Dá para distribuir bem os itens de maior interesse. Os caminhos são bem conhecidos pra quem já usou outros Symbians, isso facilita a vida de quem quer praticidade. Mas poderia ter recebido do Maemo a facilidade de sair do aplicativo tocando fora dele na tela (isto acontece em algumas situações, mas não todas). O sistema está bem estável, não tive nenhum problema em três dias. Abre fotos e músicas rapidamente (não sei se enchendo os 16GB continuará assim, infelizmente). O player de música foi melhorado, os álbuns podem ser selecionados como nos iPhones.  O som não é o do XM5800 mas não decepciona.

Fiquei muito satisfeito de poder passar dados do N900 para o N8 usando um cabo entre eles (o N8 tem suporte a USB On-the-Go). O carregador é aquele com aquele pino redondo fininho, comum em vários aparelhos mais novos, mas podemos carregar via USB também! Por enquanto é só, segunda parte do review em breve.

Nokia N8 – prefácio

Confesso que tive uma impressão bem positiva do Nokia N8. O N8 é o primeiro equipamento a rodar o Symbian^3. Gostaria de ter tido esta mesma impressão nos quinta edição anteriores (N97, XM5800, entre outros) mas infelizmente não fiquei tão satisfeito com eles. Acredito que a tela resistiva e a necessidade de duplo toque nas listas contribuíram grandemente para isso, diminuindo a usabilidade. Com o uso, é fácil perceber algumas mudanças importantes e notar que o sistema está muito mais fluídico e responsivo, mesmo guardando uma grande herança do quinta edição. No entanto, não esperem uma interface totalmente nova no Symbian^3, isto só irá acontecer no Symbian^4, em 2011.

Também fiquei bastante satisfeito ao ver o N8 chegar rapidamente ao mercado nacional, sem os longos atrasos (veja o caso N900), mostrando um novo posicionamento da Nokia na América Latina. O preço de lançamento praticado também é bastante atraente, por volta de 1400 reais, desbloqueado. Imagine o quanto deve cair alguns meses depois ou em planos pós-pagos. A facilidade de desenvolvimento provida pelo Qt, o grande investimento na plataforma de desenvolvimento e o forte apoio ao desenvolvedores pela Nokia deve gerar uma onda de novos aplicativos para o primeiro semestre de 2011. Adicione a isto uma nova Ovi store no N8, totalmente remodelada, fácil de usar e que permite downloads simultâneos de forma bastante simples.

Vale ainda lembrar que a versão de firmware disponível no meu equipamento é ainda uma “PR1.0” (Pre-Release – pré lançamento), e que alguns problemas que existem devem ser corrigidos em um release final.

Eu optei por tomar um caminho diferente para publicar avaliações do N8: deixar com o usuário a análise. Se por um lado isto pode tornar a avaliação menos técnica, por outro pode deixar uma visão mais próxima do nosso leitor. O primeiro escolhido para tal tarefa foi o @Valtinho, amigo real e virtual. O Valter é dentista (ok, odontólogo), logo não reparem em “caras e bocas” evidenciadas nas fotos. No próximo post ele começará a sua avaliação, provavelmente focada em multimídia, o ponto forte do equipamento e necessidade primária dele. Vou me limitar a comentar os pontos que julgar necessário.

Caso desejem ver algo não coberto aqui, comentem no post e eu posso dar mais detalhes para vocês.

Nokia N8
Nokia N8

Twitter – contando seguidores e comparando

Um amigo pediu para eu fazer um script que mostrasse a razão entre os seguidores de Jose Serra e de Dilma no twitter.

Serve para outros acompanhamentos e para obter outros dados de usuário.

import urllib
from BeautifulSoup import BeautifulStoneSoup
 
def usercnt(user):
        xml = urllib.urlopen ("http://twitter.com/users/show/%s"%user).read()
        soup = BeautifulStoneSoup(xml)
        return int(soup.user.followers_count.text)
 
def joseserra():
        return usercnt("joseserra_")
 
def dilma():
        return usercnt("dilmabr")
 
print joseserra()/float(dilma())

Neste momento a resposta do script é 1,9326

A resposta a chamada joseserra() é 505523
A resposta a chamada dilma() é 261595
Dá para fazer uns belos gráficos comparativos com esta ferramenta.

Off-topic de Sábado: Comprar ou Alugar um imóvel

E, com um pouquinho de atraso, finalmente sai o post off-topic deste sábado:

Na verdade o post hoje é um link para um extenso post de um grande amigo meu sobre os parâmetros a serem levados em conta na hora de decidir alugar ou comprar um imóvel.

Ele é carioca (assim como eu), mas o post, e a planilha que ele fez para ajudar na decisão, devem servir para pessoas de qualquer lugar do Brasil.

Para ler o post completo e ter acesso à planilha, clique aqui.

Bom fim de semana a todos.

A briga agora é pelo software

Antes de mais nada, por mais que a princípio pareça, este não é um post off-topic. 🙂

Nos idos de 1998, me lembro perfeitamente de uma reunião que tive com vendedor da empresa canadense Nortel, que estava tentando vender uma central de grande porte para um empreendimento imobiliário que havia contratado nossa consultoria para a área de telecomunicações.

As centrais da Nortel sempre foram muito mais caras que as demais, e na época era a mais cara mesmo. Para tentar justificar o valor elevado da central telefônica que estava vendendo, ele mostrava uma lista quase interminável de funções que ela era capaz de executar.

Ao ser questionado sobre algum item de hardware, ele soltou a seguinte frase: “Hoje em dia, em PABX desse porte, o hardware é equivalente em todas as centrais. Quase todas são iguais em características de hardware. O que faz diferença mesmo, é o software que colocam lá dentro. Daqui a alguns anos, se bobear, o hardware vai ser idêntico, mas o software não.”

Na época duvidei que isso pudesse ser verdade, mas pouco mais para frente, em 1999, quando tive contato com um PABX de grande porte da NEC, vimos que o hardware não só era equivalente, como tinha componentes de outras marcas, como SIEMENS e Ericsson em suas placas. A diferença mesmo se notava no software que coordenava aquele elefante.

Ultimamente tenho me lembrado muito daquela frase desse vendedor da Nortel. A diferença agora, é que o item em questão é o celular.

Há uns 3 ou 4 anos atrás, o diferencial de um celular para o outro era basicamente o hardware. Em outras palavras, a diferença era se ele tinha ou não câmera, se a câmera era VGA ou de 1MPx, se tinha câmera frontal, se era Dualband ou triband ou quadriband, se tinha WiFi, se tinha rádio 3G, se tinha bluetooth, se tinha GPS etc. Um celular com todos esses itens de hardware, já tinha um diferencial na hora da venda.

Atualmente, o hardware dos celulares ainda não é 100% igual em todos os aparelhos, mas há alguns itens que viraram padrão, como câmera, bluetooth, 3G, etc. Os itens que ainda não existem em todos os celulares, vão acabar aparecendo, e o hardware vai acabar sendo homogeneizado, guardadas as diferenças de nichos de mercado que sempre deverão existir.

Se o hardware vai ficar homogêneo em celulares da mesma classe, é justamente nessa hora que o software de cada aparelho faz diferença, e aqui não estou falando só de sistema operacional (Symbian, Meego, Android, iOS, BADA, Windows Mobile e WebOS), estou falando principalmente dos softwares de terceiros, que fazem toda diferença.

Vejamos o caso do Nokia N8, comparado com o Motorla Milestone. Em termos de hardware, o N8 parece dar um banho no Motorola, mas na hora em que comparamos a quantidade de programas para um e para outro, podemos nos surpreender com um empate técnico ou com uma vitória para o Milestone.

A câmera do N8 é imbatível (dizem), mas será que teremos tanto software disponível para Symbian^3 quanto temos para Android?

O desenvolvedor do Symbian está cada vez mais desestimulado a criar programas novos por causa da política austera de aprovação de programas na Ovi Store (parece que isso tem mudado, mas eu duvido) e os problemas de distribuição de programas. Já no caso do Android, mesmo com os problemas de pirataria, a Android Market consegue ter quase 3,5 vezes mais programas que a Ovi Store e tem um crescimento mensal (em número de aplicativos) 4 vezes maior que o da Ovi Store.

Se trouxermos para a comparação a loja de aplicativos da Apple, a diferença é muitíssimo maior. A AppStore tem quase 25 vezes mais aplicativos que a Ovi Store e cresce quase 20 vezes mais rápido que a loja da Nokia. Em compensação, há quem diga que o hardware do iPhone 4 pode ser considerado pior do que o do N8 (eu discordo, mas isso não vem ao caso).

Por outro lado o grau de dificuldade de se desenvolver programas para iPhone, não é nada desprezível, apesar de não ser nenhum bicho de sete cabeças. Neste quesito, o Android sai na frente com o Java e a Nokia, com o seu Qt, já está chegando perto.

O ponto aonde eu quero chegar é esse: Cada vez mais o hardware dos aparelhos, pelo menos os topo de linha, vai convergindo para uma configuração única. Por causa disso, a quantidade de programas desenvolvidos para cada uma dessas plataformas faz toda diferença para o usuário.

A meu ver, já não interessa tanto ter um celular com processador dual core de 3GHz, câmera de 25Mpx, Bússola, GPS, Canivete, lenço de papel, café expresso e não se ter programas de terceiros disponíveis ou ter poucos programas disponíveis.

O grande desafio para os fabricantes de celulares, e o mesmo serve para os tablets, é cativar os desenvolvedores, para que eles possam desenvolver e distribuir seus programas de forma melhor e mais barata. O usuário será cativado por tabela, pela quantidade de programas disponíveis e pelo baixo preço dos aplicativos. É no volume que se fará dinheiro e se cativará o usuário.

A Apple aposta numa loja de aplicativos com milhões de usuários e desenvolvedores, mesmo com uma plataforma de desenvolvimento mais complicada. A Nokia aposta numa plataforma de desenvolvimento única para Meego e Symbian, mesmo tendo uma loja de aplicativos bagunçada e burocrática. Os outros vão fazendo uma mistura dessas duas soluções.

Quem vai vencer essa briga? Não sei. Só sei que agora a briga é pelo melhor software.