Nokia de cabeça nova

Os últimos dias foram de intensa mudança no comando da Finlandesa.

Olli-Pekka Kallasvuo

Olli-Pekka Kallasvuo

Depois de não conseguir conter a perda de uma grande fatia do mercado de celulares e smartphones para os concorrentes, principalmente a Apple; no último dia 10 de setembro a Nokia informou que o atual presidente, Olli-Pekka Kallasvuo, mais conhecido como OPK, sairá do cargo de CEO no dia 20 de setembro. Ele deverá continuar atuando na empresa de serviços Nokia-Siemens Network.

Mas grande surpresa veio no mesmo dia. Ao contrário do que muitos imaginavam, o leme do barco não passará de OPK para as mãos de Anssi Vanjoki, atual vice-presidente da Nokia e candidato natural ao cargo que OPK ocupa atualmente. O escolhido para guiar a empresa Finlandesa foi Stephen Elop, um canadense que atualmente é chefe da divisão de negócios da Microsoft. Outra novidade é que Stephen Elop é o primeiro CEO não finlandês a tocar o barco da Nokia em 145 anos!

Stephen Elop

Stephen Elop

Ainda na sexta-feira, 10 de setembro, o atual presidente do conselho Jorma Ollila, responsável por transformar a fabricante de botas e televisores na maior fabricante de celulares do mundo na década de 90, anunciou que poderá deixar a companhia assim que a transição de presidentes estiver concluída.

Hoje, 13 de setembro, para completar o samba em Helsinki (na verdade em Espoo), Anssi Vanjoki, que entrou na empresa em 1991, pediu demissão do cargo de vice-presidente e deve se desligar da Nokia assim que cumprir seu aviso prévio de seis meses. “Eu sinto que chegou a hora de buscar novas oportunidades em minha vida”, disse Anssi Vanjoki.

Com essa dança das cadeiras, não há sombra de dúvida que a Nokia está se mexendo, não sei se tarde demais, para tentar recuperar o seu belo reinado de 2006, quando ela era absoluta no mercado de smartphones e de celulares. Vamos aguardar os próximos capítulos. O que vocês acham que vai sair dessa mudança toda?

Comments on this entry are closed.

  • Comparando com time de futebol, quando um time vai mal e troca o técnico, invariavelmente, ganha umas 3 partidas em série por conta da renovação e etc…Depois, na maioria dos casos, tende a voltar a mesma seara, pois tem um modus operandi arraigado na sua maneira de jogar. Na minoria dos casos, dá a volta por cima, dispara na tabela e chega até, a ser campeão.
    Na minha opinião, a Nokia fica no bolo da maioria ( se mantiver o Symbian ) lutando pra conseguir chegar próximo de lutar por uma vaga na SulAmericana.
    Só arranca rumo ao título, se adotar outro OS, sem necessariamente ganhar o campeonato…pode ficar na zona da Libertadores.
    Hoje, está rondando a zona do rebaixamento…

  • sem olhar tão futebolisticamente a coisa … o Elop foi responsável pela mudança drástica do Office pra interface ribbon além da equipe que trabalha para levar a maior parte dos serviços pra nuvem. É interessante apostarem num canadense pois a nokia enxerga a américa do norte como um mercado impenetrável e talvez agora possa tentar fazer frente à RIM e Apple apostando em aparelhos com forte apelo em produtividade

  • Com o Android crescendo do jeito que está e o iPhone mantendo a “aura” (e as vendas), a Nokia vai é rodar bonito. Por todas as mudanças na direção e por não terem ainda apresentado o Meego (o Symbian deve virar peça de museu em breve), a impressão que fica é que a Nokia está sem bússola.

  • Daniel

    Mesmo o MeeGo eu acho q não tem como encarar o Iphone nem o Android, eu tenho um N97 e mesmo adorando o Symbian e a Nokia tenho q dizer q o Symbian está ultrapassado, nunca usei o MeeGo em algum equipamento mas pelos vídeos q ví no youtube tento a sensação de ser uma cópia do Symbian, ele não parece rodar liso… dá umas travadas e tb não ficou bonito.
    Lembro de um comentário sobre a nokia ser evolucionária e não revolucionária, acho q isso não vai dar certo no mercado de hoje.
    O MeeGo e o Symbian precisam de uma cara mais bonita, os aplicativos em QT perdem feio em desgin para Iphone e Android, hoje em dia vc pega qualquer celular de R$500 q tem uma cara mais bonita q o Symbian.