HP compra a Palm por 1.2 bilhões de dólares

Pondo fim a semanas de especulação sobre seu futuro, a Palm foi finalmente adquirida pela Hewlett-Packard por US$ 1.2 bilhões, conforme ambas companhias anunciaram nesta tarde.

A sobrevivência do webOS, e sua dona, tinha sido posta em dúvida nas últimas semanas. As coisas só pioraram quando a RadioShack decidiu parar de vender os dois topos de linha da Palm: o Pré e o Pixi.

Agora, ao que tudo indica, a Palm e seu sistema operacional móvel ganharam uma nova chance. Segundo o CEO Jon Rubinstein disse num comunicado, “a cultura de inovação, escala e os recursos globais da HP a tornam o parceiro ideal para acelerar rapidamente o crescimento do webOS “.

O negócio bilionário coloca a HP diretamente de volta no jogo dos smartphones (atualmente eles vendem o iPAQ com Windows Mobile), um espaço onde a Palm foi pioneira em muitos aspectos na década de 1990, mas que, desde então, foi assumido pela Apple, Microsoft, Google e pela RIM. Até mesmo a maior rival da HP no segmento de PCs, a Dell, está entrando no mercado com smartphones Android.

Particularmente, acho essa notícia muito boa. Muita gente iria ficar desapontada, inclusive eu, com o fechamento da Palm, empresa que já fez produtos espetaculares e revolucionários (como o Palm IIIe, por exemplo).

Comments on this entry are closed.

  • De fato, eu acho ótimo que a Palm sobreviva, mas não gostei das declarações de que a HP pretende dar continuidade ao webOS. Por melhor que ele seja, já temos sistemas suficientes por aí, e o webOS não foi exatamente um sucesso. Isso, somado ao fato de a marca HP não é tão forte em celulares, me sugere que talvez seja melhor a HP usar o Android – já entra no jogo com um sistema conhecido e com muitos aplicativos desenvolvidos.

  • José Antonio

    A marca eu acho que vão manter, assim como fizeram com a Compaq que ainda existe até hoje (meu netbook é compaq).

  • Bem lembrado, o caso HP/Compaq. Manter a marca Palm é uma boa, mas o próximo lançamento tem que ser o HP Palm Tree com Android! Senão, vai tudo por água abaixo de novo…