Pense duas vezes antes de levar seu notebook para a aula

Um professor de física da Universidade de Oklahoma nos Estados Unidos proíbe terminantemente qualquer aparelho eletrônico durante sua aula. Celulares têm de ser desligados e os notebooks idem. Deixe seu celular tocar na aula desse severo professor para ver o que ele faz.

Para deixar bem claro que não aceitava em hipótese nenhuma notebooks em sala de aula ele fez uma pequena demonstração. Ele submergiu um notebook em nitrogênio líquido e… Bom, vejam o vídeo abaixo.

Repararam no comentário que ele fez para o sujeito que estava filmando? Depois disso a imagem começou a tremer… 😀

O notebook já estava morto, se alguém se importa.

Comments on this entry are closed.

  • Olha que as vezes dá vontade de fazer o mesmo, quando vejo alguém numa reunião social, ficar de lado, só no seu notebook, no seu mundinho a parte.

  • marcelobarros

    Eu, como professor, não me importo com isso. Obviamente, com tudo no silencioso, não tem nenhum problema. Ou o aluno vai ter que explicar/mostrar pra turma toda o que ele está fazendo de tão legal que o som está alto…

    No fundo, é irreversível. Os celulares, notebooks, smartphones, netbooks ou seja lá o que for fazer parte do nosso dia-a-dia e acredito que é melhor contar com eles do que brigar com eles. No meu caso, numa faculdade de computação, com WiFi, aula de redes … é melhor o notebook do aluno se tornar logo o seu aliado.

    Mas os professores e alunos precisam mudar, além do formato das aulas, claro. Lembro de uma prova ano passado que o aluno poderia consultar o que quisesse, menos o colega do lado (não era prova em grupo). O desafio é fazer uma prova que não esteja no Google, mas sim que o Google seja instrumento de aprendizagem. A vida real já é assim hoje, não é ?

  • Eu particularmente, acho que o uso do notebook em salas de aula ajuda o aluno a ter maior desempenho nos estudos. Mas como tudo tem regra, tem que ter restrições pois o que pode ser um beneficio para o aluno pode se tornar uma dor de cabeça para o professor e aluno. A respeito do celular, acho que tem que ser proibido sim, pois ele mais atrapalha em vez de ajudar.

  • Henrique Bonfim

    Bom… No meu caso… fiz uma prova consultando todo o assunto da avaliação no Quickoffice (hehehehehe), enquanto meus colegas realizavam malabarismos para ler seus “lembretes” de papel. Se bem que quando entro em sala meu aparehlo entra automaticamente em modo pager, é realmente uma falta de respeito… vc tá no meio da aula e, de repente… “no rebolation tion tion… no rebolation tion tion…”.

  • Paulo Guarino

    colar é feio