Circuitos impressos – Literalmente

A Xerox desenvolveu uma tinta à base de prata que pode ser o futuro das etiquetas eletrônicas em plástico e até em tecidos.

xerox

Normalmente os metais como o ferro, a prata, o cobre e o alumínio, se tornam líquidos à pressão do nível do mar com temperaturas superiores a 1000 graus centígrados (exceto o alumínio que precisa só de 660°C). Por causa disso, derreter um metal como esses e colocá-lo sobre um plástico, que derrete a 150°C, é uma tarefa um tanto quanto complicada.

O que a Xerox fez foi conseguir tornar a prata líquida com apenas 140°C, não me perguntem como. Dessa forma a tinta adere ao plástico sem derretê-lo. O mesmo poderá ser feito com outros materiais, tais como tecidos.

Agora, imaginem só um depósito onde as próprias caixas dos produtos sabem o que há dentro, com uma etiqueta RFID impressa sobre a caixa. O transporte e o armazenamento seriam muito mais simples! Sem falar de outras aplicações para essa tecnologia.

Comments on this entry are closed.