De volta ao iGo Stowaway

Depois de ter meu teclado da Nokia furtado em Buenos Aires, fiquei sem nenhuma opção QWERTY para usar com o N82, já que meu teclado iGo havia parado de reconhecer várias teclas quando fui a São Paulo no fim de 2008.

Com pena do seu irmão mais novo, meu irmão mais velho, que havia acabado de comprar um E71, resolveu me dar seu teclado iGo. Ele disse que não iria mais precisar dele porque o E71 já tem um teclado completo. De qualquer forma, foi um ótimo presente e chegou em boa hora.

Ainda não me acostumei com os acentos nesse teclado, mas a digitação é muito melhor do que no teclado numérico. Um post como esse (sim estou digitando no iGo esse post) no teclado numérico do celular seria uma penitência das boas, quase um dos doze trabalhos de Hércules.

Apesar de ser bem mais instável fisicamente (ele tomba com frequência para a esquerda), e ter os acentos bem complicados de usar, esse teclado ainda é uma mão na roda em viagens.

Vamos ver se ele dura mais do que o outro e se eu volto a me acostumar com os acentos dele.

Comments on this entry are closed.

  • AragornPE

    Com t9 fica fácil

  • Rodrigo

    Não esta afim de Doar esse seu teclado problematico para o bem da ciencia (estudo pessoal) 😀

  • milton toshiba

    Acredite, digito melhor com o teclado numérico, T9.

    Já tive um Moto Q com qwerty

    abs

  • José Antonio Oliveira

    Ainda não sei o que vou fazer com o teclado problemático… Estava pensando em vendê-lo por um terço do valor que eu comprei. 🙂

    Eu também digito bem com o T9, mas prefiro digitar com um teclado completo quando a quantidade de texto é grande.