Nokia Data Gathering – Made in Brazil

A Secretaria de Saúde do Amazonas é a primeira a utilizar a nova tecnologia móvel para monitorar a dengue

São Paulo, 29 de setembro de 2008 – A Nokia, líder mundial em mobilidade, anuncia a primeira aplicação do Nokia Data Gathering (Nokia Coleta de Dados), uma solução de software para ajudar organizações a coletar dados de pesquisas de campo de forma rápida e enviá-los em tempo real. A nova tecnologia, que substitui formulários em papel, garante resultados mais seguros e será utilizada ainda este ano pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), órgão da SUSAM (Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas), em um projeto de combate à dengue na região metropolitana de Manaus.

Desenvolvido no Brasil, o Nokia Data Gathering, que não terá custos para organizações do setor público e ONGs, permite às organizações criar questionários detalhados para distribuição em diversos aparelhos móveis por meio da rede celular. Agentes podem preencher o questionário no visor do aparelho e mandar as informações em seguida para um servidor central. O sistema também permite o uso do geotag (marcação geográfica) com informações de GPS, que permitem identificar em um mapa os pontos exatos onde a coleta foi realizada. Este recurso garante uma tomada de decisão mais precisa para obter uma localização com mais detalhes das condições do local.

“O formato convencional de pesquisas exige o transporte de muitos formulários, além de existir sempre o risco de preenchimento incorreto e conseqüente demora na análise e compilação dos dados”, diz Luciana Souza, gerente de responsabilidade social corporativa da Nokia do Brasil. De acordo com Luciana, a coleta de informações em dispositivos móveis desempenha um importante papel social em comunidades isoladas ao redor do mundo. “Trata-se de um serviço que usa a modernidade com excelente custo-benefício e traz enorme facilidade de uso para o pesquisador. Em campos como a saúde, por exemplo, o acesso às informações faz a diferença na hora de combater possíveis epidemias”, complementa.

Combate à Dengue

A SUSAM irá usar o Nokia Data Gathering para auxiliar na prevenção de doenças. A partir de outubro, 50 especialistas sairão às ruas da região metropolitana de Manaus, munidos de aparelhos Nokia E61 e Nokia E71, emprestados pela Nokia por comodato, para obter e registrar dados sobre comportamentos preventivos e sintomas da dengue. A fase piloto de implantação da nova tecnologia foi realizada nos últimos dois meses nas zonas Norte, Leste e Oeste, em bairros escolhidos com base nos dados de presença de mosquitos e larvas, e no número de casos da doença.

Os dados recolhidos ao longo da campanha servirão de suporte aos inquéritos bimestrais realizados para o levantamento rápido de presença de larvas do mosquito Aedes Aegypti em residências e outros edifícios. “A Secretaria de Saúde do Amazonas mantém uma série de programas para enfrentar doenças endêmicas na região e a tecnologia da Nokia vai facilitar a coleta e análise de dados epidemiológicos”, afirma o secretário estadual de saúde, Agnaldo Costa.

A tecnologia do Nokia Data Gathering envolve a transmissão de dados quase em tempo real, por meio da conexão GPRS das redes GSM. Em locais onde não há rede, os dados ainda podem ser armazenados em um cartão de memória e enviados quando o sinal se restabelecer. Ainda há a possibilidade de envio de dados para um computador via bluetooth (sem fio), cabo USB ou pelo próprio cartão de memória.

“A transmissão das informações logo após as entrevistas, além de garantir melhor agilidade e segurança, evita o preenchimento manual, que costuma ser mais trabalhoso e demorado”, diz o secretário. Para o ano que vem, o objetivo é expandir o projeto, envolvendo os 600 agentes de saúde que cobrem todo o estado do Amazonas, obtendo dados também para prevenir e combater a malária e febre amarela. Ainda há a previsão de uso da tecnologia do NDG para campanhas de vacinação e ações de vigilância sanitária e ambiental.

No início deste ano, o Governo do Amazonas elaborou o Plano de Impacto para o controle da dengue, visando reduzir os riscos de epidemia em Manaus. A capital responde por mais de 90% dos casos registrados no Estado.

Com ações integradas de saneamento, educação em saúde e combate ao mosquito Aedes aegypti, realizadas de fevereiro a junho, o Plano gerou uma queda de mais de 40% nos casos registrados neste período. As ações foram desenvolvidas por órgãos públicos estaduais e municipais, indústria, comércio e Forças Armadas, sob a coordenação da FVS.

“Conseguimos controlar a dengue, mesmo com todos os fatores favoráveis à expansão da doença, como a circulação dos três sorotipos, o clima e a proximidade com estados onde houve epidemia em 2008”, afirma Evandro Melo, diretor da FVS. Segundo ele, os casos entre junho e julho foram 47% menores que os registrados no ano passado, quando a doença estava totalmente estabilizada.

Formulários customizados

A tecnologia do NDG foi criada para diversos fins, indo além do campo da saúde. “Por exemplo, a obtenção remota de dados é fundamental em áreas como agricultura, censos, serviços emergenciais e até suporte a crianças carentes. Trata-se de um serviço com diversas possibilidades”, reforça André Erthal, gerente do INdT (Instituto Nokia de Tecnologia). Os formulários e questões podem ser totalmente customizados de acordo com a necessidade de cada instituição. “O próprio responsável pela pesquisa pode criar os formulários digitais e transferi-los para o aparelho via Internet, SMS, cabo de dados ou bluetooth”, diz Erthal.

A Nokia irá licenciar o software do NDG sem custos. “Esta solução mostra o verdadeiro potencial da tecnologia móvel para entregar benefícios sociais”, acrescenta Luciana Souza. “Quanto mais crítico é o tempo para obter as informações, mais importância ganha uma solução baseada em um aparelho móvel”, diz.

Entidades e empresas interessadas em mais informações podem acessar o site do NDG (www.nokia.com/datagathering).

Fonte: LVBA Comunicação

Comments on this entry are closed.

  • RHesus

    Muito bom!

    Meu pai também se interessou muito sobre o assunto, no trabalho dele seria muito interessante já que ele trabalha projetos sustentáveis com comunidades carentes.
    Se tiver mais coisas do tipo não esqueça de postar aqui! rsrsrs